14 outubro 2020

Voa Mano Wild Robson, O mais alto que você Puder

Wild Robson, ex Space Bossa, Volta as Origens na sua Versão mais Acústica

O sonho não acabou? Para o musico Wild Robson, ainda não, pois apesar de ser bem novo, ele ainda tem muita estrada pra rolar. A boa musica ainda tem vez, os bons músicos ainda existem no Brasil, apesar dessas coisas que o mercado nos impõe. Tem é que saber procurar. As redes sociais estão cheias de bons músicos, poetas, escritores, comediantes, artistas de todos os tipos, que ainda desconhecidos, lutam por um lugar ao sol. E se a estrela brilhar, o sonho continuará existindo.

Voa pássaro amigo, vá o mais alto possível, o sol não derreterá as asas de quem tem talento. 

Você sabe quem é Wild Robson?
O ex líder da  banda Space Bossa, projeto Experimental de Música Eletrônica com Bossa Nova, Wild Robson esteve em altos lugares.


Wild Robson é poeta, compositor e multi-instrumentista. Um artista completo.  Tocou em diversos festivais, lançou um EP de estreia e um filme musical, ambos com o título:  "Histórias pra Cantar".

Histórias pra Cantar tem cinco singles todos com arranjos e composições de Wild

1- Histórias pra Cantar
2- O Afeto, Ternura e o Amor.
3- Seja Onde For
4- Maíra 
5- Riqueza na Vida

Com estilo Folk Pop, Indie e Surf Music foi muito elogiado, mesmo usando métodos não convencionais de gravação.

 Agora Wild Robson dá  um passo maior, que é gravar um álbum completo que vai se chamar  O Amor Rural. O material está  sendo produzido por Ian Guedes, guitarrista e filho do cantor Beto Guedes. Uma das referências  e influências assumidas de Wild. Um álbum com gosto de sonho realizado.


Sobre O Amor Rural 
    O novo CD de Wild Robson já tem capa, e nome: O Amor Rural. Sem dúvida será o disco dos timbres. A produção está por conta de Ian Guedes guitarrista e filho de Beto Guedes. Ian está caprichando e o disco está sendo gravado no Estúdio Ultraleve em Montes  Claros, nas Minas Gerais. Conta também com a banda do Beto Guedes, somado também ao renomado produtor Mineiro Márcio Lomiranda. Márcio toca órgão e piano. Ian está gravando violão e guitarras. Ele usa alguns instrumentos  históricos que acompanharam a carreira do seu pai. A guitarra Gretsh de 1962, sim, a mesma usada nos discos "A Página do Relâmpago Elétrico" e "Sol de Primavera", ambos de Beto Guedes e também no icônico disco do Tênis de Lô Borges. Há ainda o contrabaixo da marca Hofner, o mesmo da capa do disco "Contos da Lua Vaga", está sendo pilotado pelo ilustre Adriano Campagnani, músico de mão cheia que toca há  mais de vinte anos com Beto Guedes. Adriano tocou também com Lô Borges, Flávio Venturini, Toninho Horta, Kid Abelha, com o gringo da Surf Music Donavon Frankereiter  e foi professor do contrabaixista do Jota Quest. O órgão Hammond  e o piano estão sendo tocados  por Márcio Lomiranda, colaborador das gravações de Wild Robson desde a época da Space Bossa. Lomiranda, também mineiro de Divinópolis, produziu uma gama de artistas famosos dos mais diferentes estilos e  fez trilhas para séries e filmes da Rede Globo de televisão. Nesse novo trabalho Wild Robson mergulha fundo no Clube da Esquina e no Rock Rural.

O Amor Rural terá várias participações. Aguardem !  Pois os sonhos não envelhecem. A paz na terra amém.

E tem mais, o incrível multi-artista Gilberto de Abreu que fez a arte da capa do disco Sol de Primavera do Beto Guedes, o encarte do disco Nuvem Cigana do Lo Borges e o encarte do disco do Toninho Horta Terra dos Pássaros, está fazendo a capa do meu novo disco e o cenário do show entre outras artes. Uma honra ter alguém desse nível somado as minhas canções e carreira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Caso tenha gostado do que encontrou aqui, comente o artigo que acabou de ler.

Passo a passo de como criar uma ONG