Pesquise Modelo de Projeto Social

21 dezembro 2015

A Extinção dos Livros

Muitas pessoas acreditam que com o passar do tempo os livros serão extintos devido ao surgimento da internet, do uso de tablets e outros, mas isso me parece um engano. O que tenho percebido é um aumento de leitores, de feiras de livros e do surgimento de novos escritores, que acreditam que o livro impresso ainda é a melhor forma para que seu trabalho seja divulgado. 

Aqui mesmo, na FLIVA - Feira Literária de Valença, tivemos o lançamento de muitos livros de escritores valencianos, o que mostra que ainda está muito longe o dia em que os tablets substituirão os livros impressos.



Eu me acho um Viciado em Livros, e conheço algumas pessoas que também são. Dificilmente deixarei de ler um bom livro e acredito que se o incentivo à leitura continuar a ser trabalhado nas escolas e praticado pelos pais, desde a mais tenra idade de seus filhos, os livros como conhecemos ainda tem um bom tempo de existência em nosso planeta.

A escola e a família tem papel fundamental na continuidade da leitura e dos livros. É através da leitura que aprendemos a distinguir o certo e o errado, e a conhecer nossos direitos e deveres. Precisamos entender a poderosa arma que é a leitura e o seu enorme poder de transformação social. 

Crianças que leem, adultos mais inteligentes e mais corretos.


18 dezembro 2015

Como Montar uma ONG - Michel Feller

Como montar uma ONG com o Empreendedor Social Michel Freller.

Um vídeo muito interessante com o Empreendedor Social Michel Feller, que trás muitas informações sobre com criar uma ONG. Organização e capacitação são fundamentais para realização desse projeto.


Michel Freller participa ativamente de organizações sem fins lucrativos há mais de 20 anos. Como consultor, desenvolve planejamento, reorganização administrativa-financeira e mobilização de recursos com e sem incentivos. É professor na pós-graduação do SENAC, conselheiro do Instituto Filantropia e do "Juntos.com.vc" e Fundador da "Criando Consultoria Ltda.


 

15 dezembro 2015

O Gemido das Plantas, Conto do Livro "Universo Interior" de Victor S. Gomez

Conto do livro "Universo Interior" de Victor S. Gomez.

"No dia seguinte, quando ia para a escola, passei pelo mesmo local onde aconteceu a chuva de meteoros. Enquanto caminhava pela estrada, notei um movimento maior do que o normal. As pessoas passavam por mim apressadas. Tinha gente de bicicleta, carroça, a cavalo, a pé. Estranhei aquilo tudo e só fui entender melhor quando cheguei ao terreno do "seu" Romão. Uma multidão boquiaberta estava parada em frente à cerca do terreno. Todos perplexos. O local estava cheio de plantas. Não havia espaço para mais nada. Elas se amontoavam umas sobre as outras e chegavam a transbordar pela cerca. Mas não era esse o motivo do espanto daquelas pessoas. Nem mesmo o fato de naquele terreno arenoso, um dia antes, só haver uma pequena plantação de mandioca e agora estar tomado de plantas, deixava aquele povo mais assustado. O que as apavoravam é que aquelas plantas estavam gemendo."


O livro Universo Interior é formado por contos, aonde são reveladas passagens de uma infância rica e cheia de fantasia, apresentadas por meninos que viveram em uma época em que tudo era possível, até mesmo acreditar que o improvável poderia ser realidade.

O livro nos remete a um passado não muito distante, de cidades interioranas, tranquilas, mas cheias de mistérios; e a um mundo interior que é o nosso interior, com problemas que não são revelados, mas que todos nós temos. 

Um universo interior que pertence a todos, mas que só nós mesmos é que podemos administrá-lo.

Compre o Livro Universo Interior  e entre nesse mundo fantástico.

12 dezembro 2015

Livro "A Semente" Concorre ao Prêmio Olho Vivo 2015

Resolvi postar um presente de Natal para os que votaram e para os que não votaram no meu livro. É o conto que dá nome ao meu livro "A Semente".


Enquanto Lila mordia aquela fruta, eu ia pensando o que seria do mundo sem a semente que estava dentro dela. A cada mordida minha agonia aumentava. Meu medo era da semente ser machucada pela mordida e não mais germinar. A árvore de fruta manga era a última que restava nesta parte do mundo. Já há algum tempo as árvores foram parando de florescer. Demorava mais um tempo e elas começavam a secar. As folhas caiam e logo depois os galhos secos quebravam, sobrando no final apenas o tronco enrugado e morto.

Meu pai era um dos guardiões das últimas árvores e assim que ele morreu os chefes da aldeia elegeram-me para substitui-lo. A princípio tentei escapar dessa tarefa, pois sabia que não teria tempo para mais nada. Pensei nas brincadeiras que perderia, nos mergulhos na lagoa do Mato Alto, nas escaladas ao Pico da Fumaça, Tudo isso ficaria impossível de agora em diante. Não tive escolha, o posto era hereditário. Passava de pai para filho. Dia e noite eu teria de ficar ali, tomando conta da árvore de fruta manga, pois ela fora a única a resistir à praga.

Muitas notícias chegavam até minha aldeia sobre os acontecimentos de fora. Os viajantes diziam que todas as árvores estavam doentes e morrendo por todos os lugares onde passavam. Diziam terem encontrado pelos caminhos do mundo, pessoas catando amostras e fazendo cara feia para quem tentava conseguir com eles uma resposta sobre o assunto. Quando alguém se aproximava, simplesmente fechavam a cara e davam as costas, deixando quem perguntava falando sozinho. Às vezes ameaçavam com gestos e palavras obscenas. Poucos resolviam falar e para espanto dos viajantes diziam apenas não ter nada a declarar. O certo era que se sabiam de alguma coisa, não contavam nem para eles mesmos.

Um dos aldeões, me contou que um tempo atrás o homem havia selado seu destino na terra. Não soubera usar seu planeta e encerrara seu ciclo de vida nesse mundo. A prova era a morte lenta e agonizante das árvores. As plantas pequenas, disse ele, ainda não tinham sido atingidas, mas em breve uma nova praga surgiria acabaria com elas também. Essa profecia apocalíptica me deixara tão deprimido e angustiado, que eu nem mais conseguia dormir direito. Passava a maior parte das noites em claro, esperando a última árvore de fruta manga florescer. Precisava apenas de uma flor, para dela surgir um fruto e assim conseguir uma semente. A resistência daquela arvore talvez trouxesse uma nova planta e quem sabe enterrasse para sempre a profecia daquele aldeão. Perdido em meus pensamentos e com tantas noites sem dormir dei uma pequena cochilada. Devo ter passado um bom tempo assim. Quando abri os olhos, dei um salto ao me deparar com a menina Lila mordendo a fruta manga que acabara de madurar. Não quis gritar para não assustá-la. Podia com o susto fazê-la sem querer morder a semente e acabar com a nossa última esperança. Esperei ali parado, quieto, vendo-a brincar com o caroço na boca. Sei que se as outras pessoas a descobrissem fazendo aquilo, ela seria castigada. Mas eu a entendia, ela era uma menina pequenininha, bem mais nova do que eu, como poderia resistir aquela doce fruta madura.

09 dezembro 2015

Novo Portal Cultura em Valença - RJ

Conforme divulgado na FLIVA 2015, a Interagir Produções lançou o portal Cultura em Valença - RJ.

O portal Cultura em Valença começa com a proposta específica de mapear a cultura local. Acreditamos que temos na cidade uma gama de pessoas e atividades relacionadas a área cultural, porém, que atuam de forma solitária. Entendemos que se fortalecermos a rede de contatos e atuações fortaleceremos os projetos, as atividades, movimentos, enfim, toda a cultura. Esperamos seu cadastro! Ajude a desenvolver a cultura local.

Agregar, unir, fortalecer novos projetos e talentos, essa me parece ser a principal função do portal Cultura em Valença. Espero que bons resultados surjam desse trabalho e que novos e grandes talentos sejam alavancados, renovando e potencializando nossa cultura, que há algum tempo sofre com o abandono de quem deveria dar suporte a ela.

Faça já o seu cadastro e divulgue entre seus amigos nas redes sociais.


02 dezembro 2015

Livro " A Semente" de Victor S. Gomez no Olho Vivo 2015

Livro "A Semente" de Victor S. Gomez concorre ao Prêmio Olho Vivo 2015, do Jornalista Claudio Alcântara.

Ganhador do Prêmio Olho Vivo 2014, com o livro "Universo Interior", Victor S. Gomez volta a cena com seu novo livro "A Semente".


Sobre o Livro "A Semente":
A semente surge de um tempo imemorial, de recantos escondidos da mente, de lugares onde nem sempre estivemos. Quem sabe até percorremos esses lugares, mas tantas são as lembranças, e de serem tantas, nem todas conseguimos nos lembrar. 

Visões que podem ser apenas imagens holográficas, películas de um filme encostado no fim do universo. Que se repetem infinitamente, para a frente e para trás. Visões tão imensamente difíceis de imaginar, que nos deixamos levar nessa viagem fantástica, por lugares e caminhos que as vezes até escolhemos, mas nem sempre percebemos se são os certos.

A mente esquadrinha o espaço e o tempo, pode ser nessa vida, ou em outras, mas ao mesmo tempo em tantas outras. Sementes do medo, da incerteza, da alegria, do amor; de uma infinidade de sentimentos, que se estendem para sempre, num infinito de mundos, todos nossos, íntimos, mas ao mesmo tempo um imenso desconhecido.

28 novembro 2015

Editais de Projetos para Começar 2016 com o Pé Direito



Secretaria de Políticas Culturais (SPC)
Instituto Brasileiro de Museus (Ibram)

Novas oportunidades com os editais do Ministério da Cultura (MinC) e instituições vinculadas. 

Secretaria de Políticas Culturais (SPC)

Edital público para seleção de projetos de pesquisa MinC - UFPE: Povos Originários do Brasil - inscrições até 10 de janeiro de 2016

Instituto Brasileiro de Museus (Ibram)

Chamamento Público para Implantação e Fortalecimento de Sistemas de Museus - inscrições prorrogadas até 29 de fevereiro de 2016

Chamamento Público Modernização de Museus - inscrições prorrogadas até 29 de fevereiro de 2016

Sobre o Fundo Nacional da Cultura (FNC)
Os recursos para pagamentos das premiações dos editais desta página são oriundos do Fundo Nacional da Cultura (FNC), criado pela Lei 8.313/1991, a Lei Rouanet. Ele deve garantir a oferta de apoio financeiros em linhas de incentivo que se comprometam com a descentralização regional, setorial e estética, abarcando as mais variadas expressões culturais brasileiras, potencializando toda a rede produtiva e promovendo a liberdade de criação. Saiba mais...

26 novembro 2015

"A Semente", Livro de Victor S. Gomez, Concorre ao Prêmio Olho Vivo

Prêmio OLHO VIVO 2015 - Categoria Livro

Preciso da ajuda dos amigos para ir ao júri técnico.

Vote no link, por favor. http://migre.me/sdUCv

"A Semente", livro de Victor S. Gomez é o homenageado no primeiro dia do Prêmio OLHO VIVO 2015 - Categoria Livro.

Dez participam da votação popular, classificando três para a etapa final que irão ao júri técnico.

Este ano o Prêmio OLHO VIVO 2015 tem consultoria do Escritório de Apoio à Produção Cultural do UBM.

Vote no livro "A Semente" neste link http://migre.me/sdUCv

20 novembro 2015

Tania Moura Gomez

Tania Moura Gomez no Recital de Formatura, no Conservatório Brasileiro de Musica.


Conservatório Brasileiro de Música (19/11/2015).
Recital de Formatura: Tania Moura.

Soprano, Tania Moura.
Piano, André Luís Tôrres Lopes.

17 novembro 2015

Uma Sombra na Parede

Uma Sombra na Parede, conto do livro "Universo Interior" de Victor S. Gomez.

Muitas pessoas acreditam que com o passar do tempo os livros serão extintos devido ao surgimento da internet, do uso de tablets e outros, mas isso me parece um engano. O que tenho percebido é um aumento de leitores, de feiras de livros e do surgimento de novos escritores, que acreditam que o livro impresso ainda é a melhor forma para que seu trabalho seja divulgado.

O incentivo à leitura é de grande importância para a formação de cidadãos cônscios de seus direitos e deveres.

Do meu livro "Universo Interior" retirei esse pequeno trecho.

“Eu só estranhava é nunca ter visto um monumento ou uma placa sobre a história da sombra na parede. Nada era muito claro em relação àquela história. Os papos na praça e nas esquinas que falavam sobre a sombra na parede eram muito reservados. Ouvi uma vez, escondido atrás do muro da minha casa, duas pessoas conversando sobre esse assunto, mas não deu para entender muito bem. Falavam baixinho. Só pude ouvir a parte em que diziam não ser aconselhável, que os mais novos soubessem dessa história. O porquê não deu para escutar, só que com isso minha curiosidade se avivou. De tanto ouvir falar nisso em voz baixa e pelos cantos, decidi ir até a Fazenda dos Martírios tirar isso a limpo.”


Compre o Livro Universo Interior  e entre nesse mundo fantástico.
http://www.editorapatua.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=189

Comentários sobre o livro "Universo Interior"

"Oi, Victor! Acho que ainda não parabenizei você pelo lançamento do livro Universo Interior. Então, Parabéns!!! Valeu esperar, não é? Assim que puder, vou ao Rio e pego meu autógrafo!
Beijos, Leila Bortolazzi"
Leila Bortolazzi – Editora da Melhoramentos
https://www.facebook.com/leila.bortolazzi?fref=ts

"Concluído! Acabei de ler o livro "Universo Interior", escrito pelo meu amigo Victor S. Gomez. Ótima leitura! A obra de ficção, recheada de contos, fala de tudo: fantasias, tristezas, partidas, alegrias, infância, sonhos, destino, desejos, etc. O livro tem como palco a típica cidade do interior, com seus modismos, suas tipicidades, seus encantos.
Uma análise mais profunda pode transformar o escrito numa análise psicológica do autor, um mergulhar na alma deste cronista que nos presenteou com um texto rico de fantasias e encantos. Um livro de fácil leitura e muito atrativo. Vale a pena ler!!!"
Paulo Nobre - Jornalista - Jornal local
https://www.facebook.com/paulo.nobre.908?fref=ts

“Livro ‘Universo Interior’ de Victor S. Gomez - Indico porque assim como Mosaico de Gilberto Monteiro, é um livro que marca por sua simplicidade, facilidade e acessibilidade a um "universo" com infinitas possibilidades. Essencial.”
Giovanni Nogueira - Jornalista - Jornal Local
https://www.facebook.com/gnogueira22?fref=ts

“Universo Interior, livro de Victor S. Gomez, cheio de contos fantásticos e surrealistas."
Ricardo Schott - Jornalista - Jornal O Dia
https://www.facebook.com/ricardo.schott?fref=ts

Caro amigo, estaremos todos festejando o seu, o nosso, Universo Interior... Quero saldar sua sensibilidade, de saber como resgatar nossa criança, sonhos pueris que ainda povoam nosso imaginário, que bela viagem para dentro... O mundo anda carente deste fascínio e você nos presenteia.
Sonia Rachid - Arquiteta
https://www.facebook.com/sonia.rachid.1?fref=ts

"Comentário para Victor S.Gomez: A Editora Patuá está de parabéns ao acreditar no potencial de escritor de Victor Gomez, lançando o Livro Universo Interior. De linguagem simples, a partir de cenas do quotidiano, de memórias e brincadeiras de infância, o autor vai estabelecendo diálogos que atingem todas as pessoas. Além de embaixador de Valença, por divulgar nossas riquezas naturais, turísticas, arquitetõnicas, ele cria, recria um "Universo", onde cada um de nós pode encontrar-se com seu "eu" mais profundo. Recomendo a leitura, pois será a porta aberta para inumeras emoções."
Dilma Dantas Moreira Mazzeo - Diretora de Eventos da Fundação Lea Pentagna
https://www.facebook.com/dilma.dantasmoreiramazzeo?fref=ts

Parabéns Victor S. Gomez! Hoje fiquei muito feliz por compartilhar desse momento tão importante em sua vida. Fragmentos de felicidade que com certeza não demoram a virar "estórias". Que você é uma pessoa especial todos nós já sabemos, e o talentoso escritor estamos descobrindo. Que o Senhor te abençoe e te guarde por onde quer que andares. Sucesso sempre!!
Katia Berkowicz - Diretora de Comunicação da Prefeitura de Valença - RJ
https://www.facebook.com/katia.berkowicz?fref=ts

"Victor
Críticas e analises a quem é de competência, mas uso o arbítrio para te dar os parabéns.
Acho que o trabalho de um escritor está realizado mais completamente no prazer particular do seu leitor. Acho o conto uma arte difícil, mais fácil construir um romance bom, pela continuidade que dá sempre mais tempo de salvá-lo. Você conseguiu manter um bom nível em todos os contos e encontrou a chave de saber começa-los, sem forçar a continuação deste começo, fez do começo um ato livre e do fim um momento certo, sem aquele adeus esticado e chato.
Pegue seu embornal e saia pela sua longa estrada do escrever. Espero que sempre com a simplicidade dos sábios."
Alice Jardim – Artista Plástica

11 novembro 2015

Projeto Apostila de Artesanatos e Papéis em Fibra de Bananeira

Olá, boa tarde! 
Trabalho em uma ONG - Associação Comunitária de Milagres, localizada na cidade de Milagres, interior do Ceará, e estamos pensando em começar a desenvolver a confecção do papel a partir da fibra da bananeira. Vocês oferecem algum tipi de curso ou podem nos enviar algum material? Ficamos no aguardo.

Apostila de Artesanatos e Papéis em Fibra de Bananeira

REALIZAÇÃO: Prefeitura Municipal de Ubatuba 
Local: Secretaria Municipal de Cidadania e Desenvolvimento Social Rua Paraná, 375 – Centro - Ubatuba – SP 
Fone : 12 – 3832-6038




TÉCNICA: 
Colheita do material (Pseudocaule) para confecção da palha: O pseudocaule (tronco) da bananeira deve ser cortado cerca de três palmos do chão. O pseudocaule é constituído por camadas que se soltarão facilmente e também de um liquido que pode manchar a roupa e por isso deve-se neste estágio, usar o avental, luvas de borracha e se possível, botas para se evitar acidentes durante o corte. Para a confecção de palhas, utilizamos todas as bainhas que formam o pseudocaule, que geralmente contem mais ou menos de 15 a 20 partes, e podem ser retirados uma a uma manualmente. Após a retirada das bainhas, estas serão desfiadas em fitas ou tiras para se obter as palhas. 

CONFECÇÃO DA PALHA: 
Cada bainha é constituída de varias tiras, sendo cada uma delas de diferente espessura e cada tira é formada uma palha; depois de lavada, secada e trabalhada. 

RELAÇÃO DE MATERIAS NECESSARIOS: 
- Pseudocaule de bananeira. - Faca. - Glicerina ou amaciaste. - Pedra hume ou sal. - Lata de tinta vazia e limpa (18 Litros). - Pano para limpeza. - Colher de pau. - Peneira. - Mesa. - Cloro ou água sanitária. - Luvas de borracha. - Avental. - Anilina para tecido. - Água. - Fogão. - Jornal velho. - Tesoura. - Bacia. - Tear. - Sabão em pó. - Detergente. Os trabalhos devem ser desenvolvidos em lugares arejados e grandes para se fazer alguns varais, que contenham várias mesas, tanque ou pia com água e fogão de gás. 

INTRODUÇÃO: 
O curso de artesanato com fibras de bananeiras, tem como objetivo reciclar as fibras que nunca eram aproveitadas; e que, portanto não eram nada úteis. Assim sendo, após o corte do cacho das bananas, quando estas já estiverem prontas para o consumo, corta-se o caule, o qual este se tornara, depois de trabalhado, geração de rendas através do artesanato, produzindo papeis, palhas e diferentes formas de fios com a fibra deste caule, as quais são perfeitamente viáveis na confecção de vários artigos como: as folhas de papeis, bolsas, esteiras, cestos, chapéus, bonecas, tapetes, etc. Esta apostila contém detalhes e conhecimentos técnicos para que o artesão possa receber algumas ou várias propostas de como confeccionar e comercializar os produtos relacionados em projeto anteriormente elaborados. A palha e o fio da bananeira são retirados do pseudocaule (tronco) da bananeira, o papel é produzido inclusive das partes secas. O pseudocaule da bananeira é cortado para ser reciclado porque a mesma só produz o cacho uma vez: após a retirada do cacho é perfeitamente viável que se trabalhe com o caule para fins artesanais. 

TIPOS DE PALHA: 
- Palha lateral. - Palha interna. - Renda. - Palha externa.

PALHA LATERAL:
Após a retirada da bainha inteira do pseudocaule, as duas primeiras fitas, retiradas nas suas laterais, que geralmente são finas, não precisam de tratamento, e são chamadas de palha lateral. Pelas espessuras pode-se extrair duas palhas de cada lado da bainha. Após o corte do restante das tiras da bainha, no sentido do comprimento, elas variam de 1,0 cm e meio á 4,0 cm de largura. Todas as tiras depois de cortadas serão lavadas e colocadas para secar. 

PALHA INTERNA: 
É a parte mais mole da bainha, ou seja, á parte de dentro, de onde se extrai a palha. 

RENDA: 
O meio da bainha é formado por uma camada relativamente rendada; que é extraída limpando-se os seus dois lados da fita. 

PALHA EXTERNA: 
Como se diz o nome é a palha confeccionada através da camada de fora da bainha, extraídas com o auxílio da faca de cozinha que não possuem serra, para não danificar a fibra a ser retirada. 

PREPARAÇÃO DAS FIBRAS: 
1 - Depois de retiradas as tiras da bainha, uma a uma, retira-se em primeiro lugar a camada de dentro da bainha juntamente com a renda. 2 - Temos já separada a parte exterior. 3 - Agora, separamos a parte interna da parte da rendada. 4 - Voltamos a parte exterior primeiramente extraída e raspamos inteirinha para a retirada da mucilagem. 5 - Todas as tiras devem ser lavadas e postas nos varais para a secagem. Se colocadas no sol, as palhas tornam-se de cor clara; se secar dentro do barracão ou em lugares ventilados, mas não secadas no sol, estes terão cores mais escuras. Como todas as outras fibras vegetais; as palhas de bananeiras devem estar maleáveis para serem manuseadas, ou seja, não podem estar secas demais, e caso isto ocorra, devem ser umedecidas novamente antes de serem utilizadas em trabalhos artesanais

TINGIMENTO: 
Para se tingir as palhas confeccionadas, podemos utilizar os corantes encontrados na natureza, o qual cozido juntamente com a fibra, adquirirá tons e cores variadas ou mesmo podem se tingir comas anilinas utilizadas para tingir tecidos. 

MATERIAIS NECESSÁRIOS: 
- Lata com água (lata de 18 litros. Com 06 litros de água). - Pedra hume (10 colheres) ou sal. - Anilina para tecido (03 tubos). - Glicerina (10 colheres) ou amaciaste. - Colher de pau. - Fogão a gás. 

PARA TINGIR: 
1 - Coloque 06 litros de água em uma lata de tinta vazia e limpa (de 18 litros) Coloca-se no fogo para ferve, após abrir fervura, acrescente a água, 10 colheres de sal pó pedra hume, 10 colheres de glicerina ou amaciaste e três tubos de anilinas para tecido. 2 - Mexa bem. 3 - Umedeça as palhas a serem coloridas e coloque na lata de água fervendo. 4 - Mexa bem. 5 - Deixe ferver por 45 minutos, mexendo sempre para que a cor fique uniforme. 

SEPARAÇÃO E UTILIZAÇÃO DE PALHAS: 
Palha interna e rendada: É utilizada para confecção, em tear, de tecido como: -Tapetes. - Bolsas. - Chapéus. - Esteiras, etc. Palha externa e rústica: É mais resistente e é utilizado para objetos trançados, como por exemplo: sacolas, cestas, chapéus, esteiras e etc. 

TÉCNICA: 
Preparação do Tear: - Quadro de madeira 20 x 20 cm, com 02 cm de espessura. - Pregos. - Martelo. - Lápis. - Régua. Colocam-se os pregos na parte de cima e na parte de baixo do quadro, com espaço de 01 cm entre eles.

EXEMPLOS DE TINGIMENTOS COM CORANTES NATURAIS:
- Semente de urucum: alaranjado. - Pó de café: marrom. - Casca de cebola: alaranjado. - Açafrão: amarelo. - Folha de cenoura: verde. - Folha de abacate: mostarda. - Caroço de abacate: marrom. - Folha de salvia: verde. - Casca de uva: azulada. - Casca de jabuticaba: rosa. - Casca de pinhão: marrom avermelhado. - Semente de girassol: amarelo. 

COMO TINGIR UTILIZANDO CORANTE NATURAL: 
1 - Em uma lata de 18 litros. Colocam-se 5 litros de água e põe-se a ferver. 2 - Colocam-se 50 gramas de pedra hume ou sal, mexendo bem, acrescente os corantes naturais. Exemplo: (10 cachos de urucum). 3 - Ferver por 45 minutos. 4 - Retirar a planta ou sementes. 5 - Coloque a palha nesta água e cozinhe por 1 hora, mexendo para absorver toda a cor, de forma homogênea. A pedra hume é usada para fixar a cor, e como fixador natural, pode-se usar folhas de goiabeira, pois esta age como mordente ( fixador). Exemplo: Dissolver urucum em água fervendo junto com folhas de goiabeira. Cozinhar as fibras por 1 hora nesta substancia, depois de retirar do fogo, deixar nesta mesma água por mais 24 horas. 

MONTAGEM DO URDUME (BASE DO TECIDO): 
1 - Passar o barbante de 04 fios por entre os pregos, entre dois lados do tear. Inicia-se amarrando o fio no 1° prego, fazendo o zigue – zague até o final, dar um nó no último prego ou iniciar amarrando o fio do barbante no quadro do tear, ao lado do 1° prego. 

CONFECÇÃO DA PEÇA. (PANÔ): 
1 - Depois de confeccionado o urdume, inicia-se a 1ª carreira no tear, passando a palha confeccionada entre as fileiras de barbante, intercalando um por cima e outra por baixo. 2 - Vá juntando as tiras de palha de bananeira para que fiquem bem juntinhas. 3 - Aperte as palhas usando um pente largo. 4 - As emendas são feitas sobrepondo o ultimo pedaço de palha +/- 04 cm, evitar dar nós. 5 - Utilizar palhas da cor natural ou intercalar com as coloridas.

TÈCNICA CONFECÇÃO DO CACHEPÔ: 
Material necessário: - Palhas ou fios de bananeira. - Agulha de costurar saco. - Barbante para costura. - Forma de cachepô. 1 - Fazer uma trança de três (de cabelo) com 03 tiras de palhas de mais ou menos 01 metro cada. 2 - Com a agulha, ir costurando as voltas da trança ate atingir o tamanho desejado. 3 - Para acabamento da borda do cachepô, faça o final da trança com fibras bem fininhas, para que estas acabem na mesma altura que a trança anteriormente costurada. 4 - Prenda o final das três pontas sob um ponto do cachepô, utilizando a agulha, grampo confeccionado em arame. Técnica Técnicas diferentes para a confecção de cestos, chapéus e bolsas. Serão confeccionadas mais duas técnicas. 

A PRODUÇÃO DO PAPEL DE BANANEIRA:
A produção do papel de bananeira pode ser obtida por diversos processos. Os mais utilizados são: Mecânico – as fibras são prensadas; Químico – é o que vamos utilizar. 1.Corta as parte da bananeira mais ou menos 03 cm – de preferência as partes mais macias usando sempre um avental ou roupas velhas por conta das nódoa. 2.cozinhar o vegetal picado,com 1/2colher de ( café )de soda cáustica e 01 colher de sopa rasa de barri lha por litros de água por cerca de 03 horas. Este processo serve para eliminar a lignina e outros componentes como carboidratos, açucares, sais inorgânicos e proteínas. 3.Tritura no liquidificador, pois assim é possível hidratar as fibras,fazendo com que as fibrilas(pêlos) se desloque do corpo da fibra, retira o excesso de água lava bem o vegetal em água corrente para a retirada da soda castiça e, teremos então a polpa.coloca para descolorir em 1 copo de água sanitária cada 6 litros de água, quiser mais clara que o natural, ou para colorir. Atenção: colocar luvas de borracha e avental, pois o contato com soda castiça causar irritação na pele. Evite respirar o vapor do cozimento, pois ele é tóxico. Coloca – se água na bacia. A quantidade para cobrir o quadro e a tela. Adiciona – se a polpa o suficiente para a espessura do papel desejado 1 copo de cola e o corante se quiser. Mergulha – se o molde verticalmente ate o fundo do recipiente. Movimento-o no sentido vertical. Ergue – se o molde, ficando as fibras retidas nas suas trama. Vira se a tela sobre o tecido, deixando a escorrer o excesso com o auxilio de uma bucha de espuma pressionado contra o tecido, absorvendo a água, retire do quadro e leve para secar, em local que não tenha ventilação forte. Evite secar o papel de cor ao sol, pois poderá perder a tonalidade, ou seja, descorar. 

OBS:
 para cada 10 litros água, 1 copo de cola o (CNC) pó para cola, 1 colher para cada copo de liquidificador de água fria. Barrila – encontra – em lojas de material para piscina ou casas de produtos para campo Tingimento vegetal.

MATERIAL NECESSÁRIO: 
• Panela; • 02 colheres de chá de pedra hume; • 01 litro de água. • Peneira; • Planta da qual irá se extrair a cor; • Colher de pau; 

MODO DE FAZER: 
Cozinha a planta com a pedra hume até que a água do cozimento esteja bem tingida. Coe a água, coloque um pouco de polpa e, cozinhe por alguns minutos mexendo para incorporar cor. 

VEGETAIS QUE SERVEM PARA TINGIR: 
Casca de cebola, folha de abacate, urucum, casca de cebola de cor vermelha, açafrão, chá mate, café, etc. 

TINGIMENTO INDUSTRIAL MATERIAL NECESSÁRIO:
• POLPA; • Tubetes tinge cor (quantidade de acordo com a tonalidade que desejar); • 03 litros de água; • 06 colheres de chá de pedra hume. 

MODO DE FAZER: 
Deixe a água ferver numa panela comum, coloque a pedra hume e o tubete de tingi cor. Misture bem. Adicione e misture a polpa. Deixe ferver um pouco. Agora, é só colocar num recipiente com água e fazer o papel. 

TINTURA INDUSTRIAL: 
Anilina para artesanato, anilina para tingir roupas, papel de seda estêncil pó xadrez, etc. 

PAPEL FLOCADO: 
Dá–se sete nomes ao papel quando se usa algo para ornamenta - lo. Por exemplo: rasas, casca de alho e cebola, folhas de cenoura, folhas e talos de beterraba, casca de laranja, de maça, flores do campo, cabelos de milho, etc. 

MATERIAL NECESSÁRIO: 
• 02 colheres de chá de pedra hume; • 01 litro de água; • Planta para ornamentar; • Polpa. 

MODO DE FAZER: 
• Deixe a água ferver, coloque a pedra hume e, em seguida acrescente a planta despedaçada. Espere 20 segundos e faça o choque térmico com água corrente. Coloque no liquidificar e de uma leve batida se necessário. • Coloque a água no recipiente e acrescente a polpa e a planta • Misture com a mão, mergulhe as molduras (tela+janela) no recipiente. Erga-as mesmo processo que faz o papel. Quando for acrescentar materiais seco, tais como: linha, sisal, fios de lã, serragem, flores e flores desidratadas-não há necessidade de cozimento com pedra hume. Basta cortar ou bater no liquidificador e misturar com polpa e água e, fazer o mesmo processo ensinado anteriormente. Obs.: A pedra hume é usada para fixar a cor das plantas e não deixar oxidar. 

DICAS DE COMERCIALIZAÇÃO:
Os diversos tipos de palha, fibra, fio ou papel de bananeira poderão ser utilizados na confecção de esteiras, tapetes, jogos americanos, cortinas, balaios, cestas, balsas, chapéus, caixas, cartões, revestimentos de abajur, capas de caderno e, outras infinidades de produtor. O artesanato com palha, fio e papel de bananeira, pode se transformar em importante fonte de renda. Além dos conhecimentos técnicos proporcionados por seta apostila, o artesão deverá estar atento para as regras de comercialização: * considere como, onde e para quem irá vender sua mercadoria, antes mesmo de produzi – lá! * É preciso colocar um prego justo e compatível como o mercado, mas, que também remunere seu trabalho. *o importante e unir técnica com criatividade, estética com qualidade com qualidade. [A palha, o fio e o papel da bananeira, apresentam atributos estéticos em termos de cor, brilho e textura capas de garantir seu sucesso junto ao público consumidor, não só de nossos pais, mas também com matéria prima de produtos para exportação.

TEAR CASEIRO:
Muitas vezes a tapeçaria nos desencoraja a aprender sua técnica de confecção. O resultado é tão bonito e perfeito que parece impossível alcançar. No entanto, é bem mais fácil e simples do que se possa imaginar. e, o que e melhor,alem de funcionar como uma verdadeira terapia, pode se transformar numa atividade muito lucrativa. Existem vários teares apropriados para tapeçaria. O mais simples e o chamado “TEAR DE PREGO”, que pode até ser construído em casa. Pra isso basta fazer uma moldura retangular em madeira. Em lado oposto da moldura, fixam-se prego, onde os fios serão enrolados paralelamente, formados ema espécie de “cama”, urdume. A técnica de tecelagem obedece aos mesmos princípios, com pequenas diferenças. Uma delas é a espessura dos fios, mais finos do que os usados para tapetes. Como montar o tear de prego Material necessário: • 01 moldura de 40 cm x 30 cm; • 01 martelo; • Aproximadamente 100 pregos; • 01 tesoura; • 01 pente com dentes largo; • 01 agulha grande (costurar colchão)

07 novembro 2015

Projeto Banca de Livros em Rua de Pedestres

Olá pessoal!
Hoje estou lançando aqui no Blog Cidadania, uma postagem falando sobre um projeto que acho muito relevante.

Quem tiver, ou conhecer algum projeto relevante, me envie que ele será publicado aqui no Blog Cidadania. Ou quem conhecer, ou souber de alguma empresa que queira ajudar determinado projeto, entre em contato comigo, que eu farei a ponte, para que o projeto tome conhecimento da ajuda.

Bom, não sei se deu pra entender, espero que sim. O que estou querendo dizer é que o Blog Cidadania está de portas abertas, para que possa haver uma melhor divulgação de projetos de grande relevância, mas que poucas pessoas conhecem, e aqueles que poderiam ser patrocinadores desses projetos, se encontrem e articulem possíveis parcerias.

Como no momento ainda não tenho nenhum contato, publico agora um projeto que  tenho esperança de um dia ser realizado aqui em Valença. É um projeto de incentivo à leitura, pequeno, barato mas de grande poder transformador. Esse tipo de projeto já vem sendo realizado em outros países e em outras cidades brasileiras, com grande sucesso.

Projeto Banca de Livros
Um ótimo projeto, para ser implantado em uma rua de pedestres. Com portas para serem fechadas durante a noite. Que tal essa ideia. Os próprios pedestres e frequentadores da rua, é que poderiam ser os voluntários que tomariam conta durante o dia. As pessoas também poderiam trazer livros, fazer troca de livros, varal de poesias, fazer rodas de leitura, contação de histórias, teatro e tudo o mais.

É tanta coisa, se pudéssemos fazer parcerias com empresários locais, logistas, o gasto seria ínfimo. Poderiam até serem colocados banners nas laterais e na parte de trás da banca com a logomarca dos patrocinadores, uma ótima contrapartida, não é mesmo?

Bom, esta aí a ideia, que tal pensarmos um pouco e a colocarmos em prática.

Aguardo o contato: victorsgomez@gmail.com
Telefone: 24 98832-9829

05 novembro 2015

Ganhadores do Prêmio Bom Exemplo da Rede Globo Minas

Os ganhadores do Prêmio Bom Exemplo da Rede Globo Minas precisam de ajuda.

Após receber o Prêmio Bom Exemplo da Rede Globo Minas, Sebastião Gonçalves se viu diante de um problema, é que aumentaram em muito os pedidos de doações de cadeiras de rodas, como a ONG não é registrada e não recebem ajuda de nenhum órgão publico ou privado, eles contam apenas com doações para o bazar, no qual são doadas roupas, calçados, brinquedos e eletrônicos, em bom estado, no qual a renda é revertida na compra de materiais das cadeiras de rodas e banho, andadores e muletas, e camas hospitalares. 

Diante das dificuldades, em obter rendas para as reformas das cadeiras, pedimos ajuda de nossos amigos, redes sociais e assim vamos arrecadando as doações. Hoje estão com grande necessidade de roupas masculinas e calçados de qualquer numeração, para doações  entrem em contato por e-mail ou telefone:
tiaobomexemplo@gmail.com ou maelinery@gmail.com 
ou ainda pelos telefones pelos telefones 31 71380410, 31 2538-0880 ou 31 9734-9951


"Depois de sofrer com a morte do filho deficiente físico, Sebastião Gonçalves, de 61 anos, passou a reformar cadeiras de rodas e se tornou referência em solidariedade.  "Seu Tião", como é mais conhecido, foi o grande ganhador do Prêmio Bom Exemplo 2015 na categoria Cidadania. O anúncio foi feito, nesta terça-feira (12), durante um evento realizado na sede da TV Globo Minas. O prêmio destaca pessoas e entidades que contribuem para melhorar a qualidade de vida no estado."
http://redeglobo.globo.com/globominas/premio-bom-exemplo-2015/noticia/2015/05/vencedor-do-premio-bom-exemplo-reforma-e-doa-cadeiras-de-rodas.html

31 outubro 2015

Projeto Blog Cidadania no Youtube

Essa semana o canal de vídeos do Blog Cidadania no Youtube completou 7 anos de existência, com muita cultura e cidadania.


Desde 2008 o Blog Cidadania vem compartilhando no Youtube vários vídeos sobre Projetos sociais, cidadania, folia de reis, cultura, responsabilidade social, meio ambiente e outros.

Hoje são 269 vídeos, com 135.748 visualizações do canal, com tempo estimado de exibição de 233.798 minutos.

Vídeos mais vistos no canal:
365 Janelas - Fazenda Santa Clara - Part. 2
55.794 (24%) Tempo de exibição (minutos) 
17.541 (13%) Visualizações

O Passo a Passo de como Criar uma ONG
32.441 (14%) Tempo de exibição (minutos) 
15.432 (11%) Visualizações

41º Encontro de Folias de Reis de Valença
21.623 (9,2%) Tempo de exibição (minutos) 
19.635 (15%) Visualizações

365 Janelas - Fazenda Santa Clara - Final
12.000 (5,1%) Tempo de exibição (minutos) 
3.732 (2,7%) Visualizações

365 Janelas - Fazenda Santa Clara - Part. 1
10.775 (4,6%) Tempo de exibição (minutos) 
6.405 (4,7%) Visualizações

Dia e Noite, Noite e Dia, em Conservatória
9.617 (4,1%) Tempo de exibição (minutos) 
2.746 (2,0%) Visualizações

365 Janelas - Fazenda Santa Clara - Par.t 3
6.686 (2,9%) Tempo de exibição (minutos) 
2.927 (2,2%) Visualizações

Parque Municipal do Açude da Concórdia
3.926 (1,7%) Tempo de exibição (minutos) 
1.474 (1,1%) Visualizações

Todo Ano tem Folia em Valença, RJ
3.875 (1,7%) Tempo de exibição (minutos) 
1.817 (1,3%) Visualizações

Exposição Palhaços da Folia de Reis
3.382 (1,4%) Tempo de exibição (minutos) 
2.048 (1,5%) Visualizações

30 outubro 2015

Edital Prêmio SEBRAE TOP 100 de Artesanato

Um prêmio que pode alavancar seu trabalho artesanal. As inscrições se encerram em 15 de dezembro de 2015.

Veja o regulamento no link:

O Prêmio SEBRAE TOP 100 de Artesanato é a mais importante ação que tem por objetivo identificar e premiar as unidades produtoras de artesanato mais competitivas do Brasil.

Desde de 2006 muitos tem se candidatado a esse prêmio, que tem sido considerado uma iniciativa de sucesso do Sebrae com um crescente numero de inscritos em cada edição do prêmio.

Em sua quarta edição procura premiar as unidades de produção artesanal não somente pela qualidade de seus produtos, mas também por suas práticas de gestão.


As unidades serão avaliadas por júris especializados que utilizarão onze critérios de avaliação:

1- Práticas de inovação;
2- Qualidade dos produtos;
3- Identidade e compromisso cultural;
4- Embalagem;
5- Condições de trabalho;
6- Sustentabilidade ambiental;
7- Organização da produção;
8- Adequação econômica dos produtos;
9- Práticas comerciais;
10- Responsabilidade social;
11- Planejamento e gestão;

Estar entre as 100 premiadas é um grande privilégio para os participantes, pois além do reconhecimento nacional e a divulgação comercial terão o direito de usar o selo "Prêmio Sebrae TOP 100 de Artesanato - 4ª Edição" por três anos; após a entrega do certificado.

Fique atento para o calendário do Prêmio:

1- Inscrições: de 15 setembro até 15 de dezembro de 2015
2- Realização das 3 etapas do júri: de fevereiro a junho de 2016
3- Divulgação dos resultados: de 01 a 15 de julho de 2016
4- Prazo para recursos: até sete dias corridos a partir da divulgação dos resultados
5- Premiação: setembro 2016

Se o seu negócio é artesanato, participe! 

24 outubro 2015

25 Frases de Victor S. Gomez - Projetos Sociais e Outras

25 Frases de Victor S. Gomez - Projetos Sociais, Cidadania, Cultura, Voluntariado e Outras.

01- Que a luz esteja sempre em seu caminho e no de todos que compartilham sua vida.

02- Grandes projetos começam com pequenas ações. O pouco que tentamos fazer pode trazer benefícios enormes, se somado ao esforço de todos.

03- Tenha sempre em mente que tudo pode ser modificado para melhor, basta apenas acreditar que boas ações melhoram a vida de todos. Nunca deixe de pratica-las, mesmo que tenha de se esforçar um pouco mais.

04- Conservatória Cidade da Seresta, um sonho que se sonha acordado.

05- Quem conserva sua história jamais perece.

06- Cuidar do meio ambiente é dever de todos nós, a terra é nossa casa, por isso devemos preservá-la e cuidar dela com carinho.

07- Tudo que fazemos aqui reflete aqui mesmo, em nossas vidas, em nosso planeta.


08- Não adianta só falar, é preciso agir e fazer todo o possível para que todos colaborem com o cuidado com o meio ambiente.

09- Conscientizar para que todos tenham mais cuidado com o meio ambiente, é o caminho que deve ser seguido por todos. Seja mais um multiplicador e ajude no que for possível, para que outros se sintam estimulados e façam o mesmo.

10- Mudanças acontecem o tempo todo, devemos tentar acompanhá-las com sentimento de amor em nosso coração. Sempre, e principalmente quando estou só, é que elas se anunciam em minha vida com mais vigor. Importante é não esmorecer e tentar seguir em frente de cabeça erguida.

11- Muita paz, luz, tranquilidade e sabedoria, para continuarmos seguindo nosso caminho da melhor maneira possível.

12- Acredito que a educação, aliada ao incentivo à leitura, tem um grande poder transformador e interfere diretamente na formação de um povo.

13- Quando agimos sem egoísmos alcançamos nossos objetivos mais facilmente, pois nossas almas se tornam mais leves.

14- Bom dia, com muita paz e luz em seu coração!
Seu pensamento é a chave para um bom caminho! Aja corretamente e o retorno será imenso.

15- Tenha sempre em mente que o retorno espiritual e pessoal é bem maior, quando colocamos nossa vontade de ajudar ao próximo em primeiro lugar.

16- Dores invisíveis, dores que as vezes nos sufocam, mas nunca podemos deixá-las encobrir nossa força, nosso amor pela vida, nosso coração. 

17- Deixei meus cacos espalhados pelos caminhos que percorri, agora tento voltar ao passado, torcendo para ter sorte e poder recompor minha imagem desfragmentada por meus erros.

18- Me irritam demais: Pessoas que não fazem autocrítica, que não reconhecem seus erros, que culpam os outros por sua incompetência.

19- A imagem nos perpetua no tempo e no espaço, e como a física quântica nos aproxima da filosofia e cada vez mais de Deus, então nos encontramos cada vez mais perto dele, eternamente gravados na luz divina.

20- Começando mais um dia de trabalho, agradecendo a Deus tudo que tem acontecido em minha vida e esperando que o melhor esteja por vir. Obrigado por tudo!

21-Pessoas com grande sensibilidade sofrem mais, mas também criam mais, produzem mais, amam mais.

22- Sejamos mais solidários, pois nada levamos dessa vida, apenas o amor que plantamos aqui.

23- Todo dia devemos rever nossos passos, se precisar volte atrás em determinadas situações. Nunca é tarde para reavaliarmos nossas decisões e corrigir nossos erros.

24- Graças a Deus estou em paz comigo mesmo. 
Mesmo acreditando que cheguei até aqui por meus méritos, não esqueço dos amigos que me deram sustentação para subir mais um degrau. Não posso lista-los aqui, não caberiam, tantas foram as pessoas que me ajudaram, mas tenho certeza que todas estão em meu coração, muito bem guardadas.

25- Não conquistamos nada sozinho, o grande lance da vida é compartilhar, se doar, faço disso uma pratica, e quem me conhece sabe disso. Alguns podem até me achar ingenuo, sonhador, mas sigo em frente com minhas convicções, nada melhor do que repartir nosso conhecimento, nosso amor. 

18 outubro 2015

Quem Perdeu a FLIVA, Perdeu!

A FLIVA - Feira Literária de Valença 2015, teve mais um ano de sucesso total.

Não pela quantidade de público, mas pela qualidade de tudo. Desde a organização primorosa do amigo e Editor Leonardo Pançardes, passando pelos stands bem arrumados e o comprometimento de todos que estavam neles e também pela quantidade de escritores, palestrantes, artistas e tantas outras pessoas que se esforçaram para o sucesso desse evento que vem se firmando, como um dos melhores eventos de incentivo à leitura do Sul do Estado.

Outra grande atração foram as crianças, que alegraram e embelezaram a FLIVA
E a criançada que não é boba nem nada pôde aproveitar toda recreação que aconteceu na FLIVA - Feira Literária de Valença. As escolas cumpriram seu papel, com os professores trazendo a criançada e nos finais de semana, os pais continuaram a farra trazendo os seus filhos.

A FLIVA nos mostrou que devemos apostar mais no incentivo à leitura, pois é através da leitura que acontece a conscientização, fazendo com que nossos jovens sejam no futuro os novos agentes da transformação social que tanto queremos.

Vejam algumas fotos desse evento maravilhoso.





14 outubro 2015

Dúvida sobre Ata de Fundação

Tirando algumas dúvidas sobre Ata de Fundação com a amiga Nibbicia Silva | Tradutora/Interprete

Vi esse contato de e-mail em um comentário de um vídeo no youtube sobre como constituir uma ONG

Eu estou tentando constituir uma ONG no estado do Amapá porém estou cheia de dúvidas e não sei por onde começar. 

O trabalho social já estamos realizado porém agora queríamos registrar para obter o CNPJ a fim de fazer o projeto crescer.

Será que você poderia me ajudar com a Ata de Fundação a ser elaborada? A assembléia de fundadores é simplesmente o grupo de pessoas atualmente envolvidos no projeto e alguns amigos a fim de votar e aprovar a diretoria?

- Sim. Está correto, isso mesmo.

Modelo de Ata:

O Estatuto tem que ser redigido e assinado por um advogado antes da Assembléia, para que seja aprovado na assembléia?

- Assinado e rubricado em todas as páginas,com firma reconhecida. O estatuto é redigido pelos associados da ONG.

05 outubro 2015

Evento do Movimento de Ressurgência PURI

"Retirando os índios do pó de café".
Evento do Movimento de Ressurgência PURI.
Realizado na Fundação Lea Pentagna. 


Um evento que não só resgata a cultura e a cidadania dos índios de nossa terra, mas também é o resgate de nossa história, da história de nossa querida cidade de Valença - RJ.


No vídeo o Professor Marcelo SantAna Lemos, Historiador, Rio de Janeiro. nos mostra o que é o projeto e quais são seus objetivos. Fala também sobre a parceria com a Fundação Lea Pentagna e sua importância para a cultura indígena e a para a cidade de Valença.


A Fundação Lea Pentagna é parceira neste projeto tão importante para confirmação de nossas raízes.

Fundação Lea Pentagna, cultura e beleza todo dia.
Compartilhe nossos eventos.

Visite o site da Fundação Lea Pentagna

Visite a página da Fundação Lea Pentagna no Facebook

01 outubro 2015

Palestra de Marcos Palmeira sobre Agricultura Orgânica em Valença - RJ

Palestra de Marcos Palmeira, Ator e Empreendedor. Um evento de qualidade trazido para Valença pela ACIVA e pelo SEBRAE

Palestra com Marcos Palmeira, um dos mais competentes empreendedores de produtos orgânicos.

Situada no município de Teresópolis, na Região Serrana do Estado do Rio de Janeiro, sua fazenda, Vale das Palmeiras, fornece alimentos orgânicos de qualidade para sua loja, O Armazém, no bairro do Leblon.

Me agradou bastante a palestra sobre agricultura orgânica, comandada pelo Ator e Empreendedor Marcos Palmeira, no dia de ontem, no Clube dos Coroados. Valença precisa de eventos assim. Que mexam com a cabeça das pessoas, que tragam mais informações, que mobilizem as pessoas à seguir um caminho melhor. E o que vi ontem foi bem isso, um evento que contou com um público atencioso e interessado. Pode ser que o grande número de pessoas presentes tenha se dado em função do palestrante ser uma pessoa conhecida, um ator de renome, mas não acho que esse foi o fator que tenha deixado o público mais atento. 


A melhor impressão que tive de Marcos Palmeira, foi que além de ser uma pessoa jovem e bastante simpática, ele cultiva a simplicidade. Percebi também que ele é detentor de uma personalidade marcante, carismático, uma pessoa do bem, que demostra isso em suas atitudes, em seu trabalho. É também um empreendedor que se aproxima bastante do social, talvez pela influência de seu passado no interior da Bahia, junto com seu avô e mesmo sendo um grande ator, que trabalha em uma grande emissora de TV, não se deixou levar, pelo já sei tudo, mas continua sim, buscando novos caminhos, querendo aprender mais, com humildade e com muita simplicidade.


Outro fato importante foi a participação de algumas pessoas após a palestra. Três delas, um professor e dois empresários de Valença, falaram que devemos prestigiar mais nosso material humano, para que eles não saiam de Valença tão precocemente, pois à eles não é dado o devido valor. Falaram também de países da Europa que prestigiam seu comercio e suas empresas. Pequenas e médias empresas são os pilares da Itália. E que devemos nos organizar mais, pois a crise no Brasil não é só política, é também ética e moral. Somente com a participação de todos será possível uma mudança mais consistente em nosso país.


Muito interessante e proveitosa, foi a presença de produtores orgânicos locais, o que demonstrou o interesse de nossa gente pelo que tem valor. Somente com a capacitação e com a união de todos, é que seremos realmente competitivos.

Passo a passo de como criar uma ONG