Pesquise Modelo de Projeto Social

31 janeiro 2013

Inscrições para as Oficinas Gratuitas do Projeto Arena da Cultura

Matéria enviada por Didi Moreira
Ator, Produtor e Técnico em Informática
www.didi-moreira.blogspot.com.br 
OI:(31)8815-0956 / TIM:(31)9329-2928
Skype: didi-moreira
Microclínica Computadores (31) 3082-1187
www.microclinica-computadores.blogspot.com.br


A Fundação Municipal de Cultura abriu inscrições para as oficinas gratuitas do projeto Arena da Cultura. Em 2013, são oferecidas 2400 vagas, um recorde do programa, para as áreas de artes visuais, circo, dança, música, teatro e patrimônio cultural, espalhadas por todas as regiões de Belo Horizonte. As inscrições podem ser feitas até o dia 15 de fevereiro, nos Centros Culturais e nos Núcleos BH Cidadania mais próximos da residência do interessado. O endereço e telefone destes locais podem ser consultados no site da FMC – www.pbh.gov.br/cultura.

"Reabrimos o projeto Arena da Cultura com força total, abrindo o maior número de vagas nos últimos anos. São 2.400, para diversas oficinas, em todas as regionais da cidade. É um projeto de formação maravilhoso e totalmente gratuito para a população, que planta a semente para um ainda maior, a Escola Livre de Artes, um dos pontos do Plano de Governo do prefeito Marcio Lacerda para este mandato na área cultural", afirma o Presidente da Fundação Municipal de Cultura, Leônidas Oliveira.

As vagas estão distribuídas em duas categorias: oficinas de sensibilização (curta duração) e oficinas de Iniciação (longa duração). Os candidatos que desejam participar das oficinas de Sensibilização em Artes e em Patrimônio Cultural devem ter idade mínima de 6 anos e comprovar residência em Belo Horizonte. As oficinas têm duração de 36 horas. Os interessados menores de 16 anos devem ser cadastrados pelos pais ou responsáveis.


Mais informações: (31) 3277-4644 / 3277-4656

29 janeiro 2013

Arrecadando Livros para Projeto Social

O Projeto Encontro Social organizado pela ONG Casa de Cultura da Brasilândia, pede a doação de livros para a continuação do seu projeto.

"Alguns amigos estavam reunidos e discutindo as necessidades do nosso bairro, então decidiram criar algo que ajudasse a mudar a vida de moradores. Após várias encontros conseguiram se organizar e distribuir os cargos entre os participantes e definindo assim qual seria a principal luta. Então no dia 01 de julho de 2000, nasceu a nossa Casa Eco Cultural do Bairro da Brasilândia."



End.: Estrada do Sabão, N° 1244 CEP: 02806-000

Cel. 9-6549-4541-Bárbara-Edna

Fixo (11) 3923-1621 CNPJ: 05.513690/0001-04


Email: barbaramultimidia@hotmailcom

Para doações entre em contato com Barbara: relações Públicas da Casa Eco - Cultural da Vila Brasilândia.

Faça doações de livros de Inglês, apostilas, folhetos e de Espanhol, livros e apostilas, folhetos, precisam também de cadernos, canetas e com intuito de ensinar, e prepara crianças e jovens para enfrentar um mercado de trabalho competitivo.

Diminuindo assim uma grande desigualdade social, que afeta a maioria dos jovens.

“Uma atitude muda uma vida”

“Trabalho voluntário e Ação social não é fruto de palavras bonitas, mas de compaixão pelo próximo, altruísmo, planejamento, organização, coragem, desejo de mudança, muito trabalho e AÇÃO!

27 janeiro 2013

Anuncie Aqui

Sobre o Blog 

O Blog Cidadania foi criado em setembro de 2008. Nesse período o histórico de todas as visualizações de páginas hoje ultrapassa 2.456.629, um número muito bom e que supera as expectativas.

O Blog Cidadania procura sempre atender a todos que o procuram, com postagens sérias e com uma linguagem bem simples, para com isso atingir o maior número de pessoas possível, que estejam interessadas em fundar uma ONG, ou buscam por informações sobre projetos sociais.

O Blog Cidadania está sempre tentando melhorar cada vez mais, buscando esclarecer dúvidas sobre como criar uma ONG. Postando editais e informações que esclareçam todos os procedimentos necessários para a fundação de uma instituição.

Todo trabalho de consultoria do Blog Cidadania é feito voluntariamente, não cobramos nada por essas informações, mas para manter o Blog funcionando precisamos contar com anúncios, para com isso saldar nossas dívidas e continuarmos com nosso trabalho.

Sobre o Autor

Escritor, Ator e Educador social: 

- Trabalhou com crianças em situação de risco social pela prefeitura do Rio de Janeiro como terceirizado (1998-1999). 

- Trabalhou com o Projeto Comunidade solidária em Paciência, com adolescentes dependentes químicos (1999). 

- Fundador da ONG CADECS - Centro de Assessoria e Desenvolvimento Cultural e Social - Seropédica (2000-2002). 

- Fundador da ONG CECI – Centro Cultural Criança Cidadã – Seropédica (2002-2005). 

- Coordenador do curso de informática das ONGs CADECS e CECI em parceria com o CDI (Comitê para Democratização da Informática), durante os anos de 2000/2005. 

- No município de Valença, ajudou a realizar o Projeto SOS Serra dos Mascates desde 2008. 

- Participou como convidado do evento de meio ambiente TEDx-Amazônia, em Manaus, representando a cidade de Valença (2010). 

- Em 2011 recebeu o Título de Cidadão Valenciano pela Prefeitura Municipal, pela imensa contribuição e relevantes serviços prestados ao município de Valença. 

- Voluntário da AGFORV - Associação dos Grupos de Folias de Reis de Valença exercendo a atividade de Fotografia, Filmagem e Divulgação na Internet (2013).

- Autor do Livro Universo Interior publicado pela Editora Patuá. (2013)

- Participação no livro "Coletânea FLIVA 2014 - Autores Valencianos

- Participação no livro "Coletânea de Natal - Um Presente do Céu" da Editora Interagir (2014).

- 1º lugar no Prêmio Olho Vivo 2014, de Volta Redonda, região sul do Estado do Rio de Janeiro, com o livro "Universo Interior".

- Em 2014 recebeu Moção de Aplausos da Câmara de Vereadores de Valença, por ter logrado em 1º lugar na categoria livro do Prêmio Olho Vivo 2014.

victorsgomez@gmail.com

Blog Cidadania:
http://www.victorsgomez.com/

https://conservatoriacidadedaseresta.blogspot.com/

https://www.facebook.com/ProjetosSociais

Visite meu canal no Youtube:

https://www.youtube.com/user/victorsgomez?feature=mhee

Blogs do Autor

Blog Cidadania - Projeto Social - Como Criar uma ONGs - Editais - Modelo de Estatuto - Modelo de Ata de Fundação - Captação de Recursos. Responsabilidade social é um conceito, segundo o qual a sociedade decide, através de atos voluntários, contribuir para uma sociedade mais justa e para um meio ambiente mais saudável.

Conservatória Cidade da Seresta - Valença RJ - Turismo cultural

Redes Sociais

Estamos participando de várias redes sociais, entre as mais importantes:

Paginas e perfil que administro no Facebook:

Victor S. Gomez



Bons Motivos para Anunciar 

Contamos com um público diferenciado, que acredita que podemos construir uma sociedade melhor e que defende o meio ambiente e a cidadania.

O comprometimento com a honestidade e o engajamento com o social.

Acreditamos em um mundo sustentável e mais reciclável, fazendo a diferença na luta por um planeta melhor.

Estamos em uma grande rede, o que nos oferece uma grande visibilidade na internet, Anúncios postados aqui são melhor indexados e aparecem mais rapidamente nos mecanismos de busca.

Todos os links, anúncios e posts pagos colocados no Blog Cidadania citados acima, são automaticamente postados em todas as rede sociais que participamos, o que permite que sejam achados nos mecanismos naturais de busca do Google com mais facilidade.

Temos diversos formatos de anúncios e preços diferenciados, de acordo com o potencial da sua loja ou site.


Contato

Telefones: 
24 988487002
21 993391233

victorsgomez@gmail.com

25 janeiro 2013

Curso de Elaboração de Projetos Sociais

Para conseguir a aprovação de projetos você tem de estar capacitado. Que tal fazer um curso de Elaboração de Projetos Sociais.

Um curso fundamental é o de Elaboração de Projetos, na internet existem alguns cursos online, onde você pode se capacitar. Eu indico um, a BUZZERO.COM tem bons cursos com ótimos preços.

  

Curso Online de Como Elaborar e Desenvolver Projetos Sociais

Descrição

Capacitar os participantes nas modernas técnicas de gestão de projetos sociais, enfatizando a formação, desenvolvimento e sistematização de conhecimentos, habilidades e atitudes requeridas dos profissionais que já atuam ou pretendem migrar para essa função.

Autor(a):Rogério Trigueiro
Graduado em Administração de Empresas pela Faculdade de Administração Champagnat, de Belo Horizonte e pós-graduado em Gestão Empresarial.

Professor do Curso Técnico de Gestão do CDL de Belo Horizonte.

Foi professor na Escola de Líderes da Fiemg em Belo Horizonte e Contagem, da Escola Técnica de Formação Gerencial – SEBRAE e da FACEAC.

Instrutor credenciado da Amis (Associação Mineira de Supermercados), do SEBRAE e da Federação do Comércio de Minas Gerais.

Consultor de Programa Sebrae de Consultoria Tecnológica – Sebratec, do Projeto Empreender.

Participa de trabalhos voluntários através de palestras.

Atuou como Coordenador do Senac durante 12 anos.

24 janeiro 2013

Site Parceiro Social

Unir em torno de um mesmo ideal, para fazer da cidadania  um direito de todos.

Parceiro Social é uma iniciativa de empreendedorismo social que prevê a formação de grupos de organizações do terceiro setor que podem ser construídos em qualquer comunidade, município ou região.


Uma iniciativa de empreendedorismo social que prevê a formação de grupos de organizações do terceiro setor que podem ser construídos em qualquer comunidade.

O Parceiro Social pretende criar a cultura do intercâmbio entre as organizações que poderão, através da rede, compartilhar saberes, promover eventos, proporcionar trocas de produtos oriundas de doações, dirimir dúvidas, etc.


23 janeiro 2013

Mobilização de Recursos e Gestão Financeira de Projetos Sociais

Workshop de captação / mobilização de recursos e gestão financeira de projetos sociais.

Solicitamos a gentileza de divulgação interna, entre parceiros e demais instituições.

Workshop de captação / mobilização de recursos e gestão financeira de projetos sociais.

O desafiante caminho da sustentabilidade através da gestão das parcerias / alianças e da prestação de contas.



I Parte

U M OLHAR PARA FORA - COMPREENDENDENDO O CAMPO SOCIAL E AMPLIANDO A VISÃO DE MUNDO.  Mobilização de recursos na Gestão Social /Estratégia de Mobilização Política/desenvolvendo uma estratégia de construção de uma relação política com potenciais parceiros/apoiadores
 Alinhamento da estratégia da Mobilização de Recursos e as causas Sociais;

UM OLHAR SOBRE SI MESMO
 Um olhar sistêmico da Organização/Projeto;
 Identidade, Governança, processos,internos, credibilidade, missão,visão, valores, intencionalidade ética, capacidade de investimento, saúde financeira, gestão de pessoas,etc

II Parte

OTIMIZANDO OS RECURSOS, QUAIS SÃO AS FONTES E ONDE ESTÃO OS FINANCIADORES · Importância e estratégias das Alianças e Parcerias;
· Etapas da formalização de alianças e parcerias (Identificação, valorização, Negociação,implantação);
· Ciclo dos passos da formalização das alianças e parcerias;
· Iniciando as alianças e parcerias;
· Tendências gerais das cooperações internacionais e governamentais;
· Recursos Públicos diretos:
· Leis de incentivo à cultura , esporte, áudio visual
· Repasse de recursos por parte das pessoas Jurídicas;
· Fundações e Organismos, nacionais e internacionais de repasse de recursos;
· Editais;
· Venda de produtos e Serviços,Campanhas,eventos;
· Ações criativas de captação de recursos;
· Plataformas d eCrowdfunding
· Voluntários;
DOMÍNIO DE FERRAMENTAS TÉCNICAS E PLANEJAMENTO NA MOBILIZAÇÃO DE RECURSOS/CAPTAÇÃO

FINANCIADORES · A importância do Planejamento e da sistematização das ações;
· Plano de Mobilização/Captação de Recursos:
· Ciclo de Mobilização de Recursos(análise e planejamento,pesquisa, Construção de relacionamentos,valorização de "doadores",prestação de contas;
· A importância e implantação do "Círculo de relações";
· Captar, desafios e estratégias;
· Banco de dados: das pessoas física/ das pessoas jurídicas/ das agências financiadoras
· Monitoramento da Mobilização/Captação;
· Mapeamento dos vários financiadores

III Parte
  •  GESTÃO FINANCEIRA RESPONSABILIDADE DE TODOS
  •  GESTÃO DOS CUSTOS DO PROJETO
  •  PRESTAÇÃO DE CONTAS- ( ACCOUNTABILTY)-EXIGÊNCIAS DOS FINANCIADORES

ONG RIO CARIOCA - INSTITUTO INTERDISCIPLINAR
LOCAL: RUA BARÃO DO FLAMENGO - 32/ 12º ANDAR
10 minutos do Centro do RJ, Metrô Largo do Machado e Flamengo, perto das ruas Marquês de Abrantes /Senador Vergueiro, Praia do Flamengo - Ônibus de Niterói e Zona Norte - Não pegar ônibus que vai pelo aterro)

DIAS: 26/01 E 02/02(sábado) HORA: 09:30 às 15:30

INVESTIMENTO:
1 PARCELA DE R$220,00

PARA OS ALUNOS QUE JÁ FIZERAM O CURSO DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS,VALOR DIFERENCIADO

DESCONTO DE 10% PARA ESTUDANTE UNIVERSITÁRIO

TEL: -(21)2611 - 3103/ (21)9988-9795- REBECA

OBS: Os interessados deverão entrar em contato com o telefone acima e fazer a pré-inscriçao.

NO FINAL DO CURSO SERÃO ENTREGUES: CERTIFICADO/ APOSTILAS E CD COM A RELAÇÃO DE TODOS OS AGENTES FINANCEIROS, NACIONAIS E INTERNACIONAIS COM O PERFIL DE CADA UM.

Bernardete B. Teixeira
bernacapacitacao@predialnet.com.br

MESTRADO GESTÃO DE SAÚDE-UDELMAR –CHILE(em curso)MBA Gerenciamento de Projetos Empresariais e 3º Setor(UFF), Pós Graduação: em Serviço Sociale políticas públicas(UFF), Drogas, Gestão de RH, Especialização em Grupo Familiar e Adolescência /Assessoria e Consultoria em Empresas, Responsabilidade Social,Projetos Sociais e Adolescência –
Coordenadora do Curso "REGESTAÇÃO-Curso Vivêncial/Conselheira do Instituto Rio Carioca
CURSOS E CONSULTORIAS- GRUPO ARCO-ÍRIS/PETROBRAS/SORRISO SOLIDÁRIO /REAME
Assistente Social – FAPES-BNDES

21 janeiro 2013

Projeto Casa da Criança Feliz

projeto Casa da Criança Feliz busca atender crianças da comunidade do bairro Jardim Estrela em São Paulo. No momento a Casa da Criança Feliz precisa de doações para continuar seu trabalho.


O projeto Casa da Criança Feliz iniciou suas atividades em janeiro de 2002 atendendo cerca de 70 crianças, servindo sopa diariamente para a comunidade, em 2005 passamos atender sistematicamente as crianças e adolescentes de 7 a 14 anos em situação de risco em regime semi-aberto.

As atividades da ONG são executadas em três galpões nos quais as crianças recebem alimentação (desjejum e almoço para a turma da manhã, almoço e lanche para a turma da tarde), ouvem histórias educativas, canto coral, artesanato, recreação e educação moral e cívica, estimulando uma convivência saudável e elevando a auto-estima dos assistidos.


Você pode doar o que você puder.

Doar faz bem! Existem várias formas de você nos ajudar.

Doação por Depósito ou Transferência Bancária Banco do Brasil

Associação Casa da Criança Feliz
Agência: 1593-8
Conta Corrente: 19821-8
E-mail de Contato para Doações casadacriancafeliz@uol.com.br

18 janeiro 2013

Qual o Significado de Cidadania?

Cidadania é um direito de todos e o Blog Cidadania acredita nisso.

O verdadeiro cidadão busca soluções.

Ficar de cabeça baixa achando que tudo vai mudar de uma hora para outra, ou esperar que outros façam por você, não muda nada.


Alguns acham que simplesmente podem ficar falando mal dos políticos, dizendo que esse ou aquele é ladrão, esperando um milagre que os afaste do poder.

Nada muda se não mudarmos, se queremos que as coisas melhorem devemos primeiro mudar a nós mesmo.

Arregaçar as mangas é uma ótima maneira de começarmos a mudar tudo. Fazermos o melhor que pudermos para mudar o que está errado, é uma boa maneira de começarmos a mudar o mundo.


Uma coisa que não gosto de fazer é pensar sempre no pior, acreditar sempre que tudo vai dar certo é  bem melhor.

Outra coisa boa que gosto de fazer é divulgar o que está acontecendo de bom pelo mundo. Já tem muita gente divulgado o que é ruim.

Vamos daqui pra frente mudar para melhor, buscando o que é direito de todos, uma vida melhor e mais feliz.

A verdadeira cidadania é um agir ativo na sociedade, sem esperar que as coisas aconteçam por si mesmas. Ultrapassa a ideia de mero exercício dos direitos e deveres, ainda que os pressuponha e os considere fundamentais. Nesse sentido, ela é um desafio para todos e não algo pronto, mas algo ser construído constantemente.

Imagens tiradas do Google e música "Pra não dizer que não falei das flores", de Geraldo Vandré.

16 janeiro 2013

Modelo de Estatuto de Associação

Toda instituição deve ter um estatuto. Esse é um modelo de estatuto de associação, que pode ser usado com algumas modificações.

Para começar você deve ver se ele se encaixa na proposta do seu projeto, caso sim, você deve preencher os espaços com as devidas informações.

Tenha sempre em mente que fundar uma ONG não é algo simples, nem algo que vai arrumar a sua vida. Sua proposta quando fundar uma ONG, deve ser bem clara e transparente, para que seu projeto venha ajudar o maior número de pessoas possível e não se tornar um instituição de fachada para atos escusos e desonestos.    


MODELO DE ESTATUTO DE ASSOCIAÇÃO

CAPÍTULO I

DA DENOMINAÇÃO, SEDE E FINS

Art.1o – A(o) ...................................................................................... também designada (o) pela sigla, .................... (se usar sigla), fundada (o) em .......... de ............... de ............. é uma associação civil, sem fins lucrativos, que terá duração por tempo indeterminado, sede no Município de ............................. Estado de.........................., na rua (avenida) ..................... (Bairro) e foro em .................................. . 

Art.2o- A Associação tem por finalidade(s) ......................................................... .

Art.3o – No desenvolvimento de suas atividades, a Associação não fará qualquer discriminação de raça, cor, sexo ou religião.

Art.4o – A Associação poderá ter um Regimento Interno, que aprovado pela Assembleia Geral, disciplinará o seu funcionamento.

Art.5o – A fim de cumprir sua(s) finalidade(s), a Associação poderá organizar-se em tantas unidades de prestação de serviços, quantas se fizerem necessárias, as quais se regerão pelo Regimento Interno.

CAPÍTULO II

DOS ASSOCIADOS

Art.6o – A Associação é constituída por número ilimitado de associados, que serão admitidos, a juízo da diretoria, dentre pessoas idôneas.

Art. 7º. Haverá as seguintes categorias de associados:

1) – Fundadores, os que assinarem a ata de fundação da Associação;

2) – Beneméritos, aqueles aos quais a Assembleia Geral conferir esta distinção, espontaneamente ou por proposta da diretoria, em virtude dos relevantes serviços prestados à Associação.

3 – Honorários, aqueles que se fizerem credores dessa homenagem por serviços de notoriedade prestados à Associação, por proposta da diretoria à Assembléia Geral;

4 – Contribuintes, os que pagarem a mensalidade estabelecida pela Diretoria.

Art. 8o – São direitos dos associados quites com suas obrigações sociais:
I – votar e ser votado para os cargos eletivos;

II – tomar parte nas assembleias gerais.

Parágrafo único. Os associados beneméritos e honorários não terão direito a voto e nem poderão ser votados.

Art. 9o – São deveres dos associados:

I – cumprir as disposições estatutárias e regimentais;

II – acatar as determinações da Diretoria.

Parágrafo único. Havendo justa causa, o associado poderá ser demitido ou excluído da Associação por decisão da diretoria, após o exercício do direito de defesa. Da decisão caberá recurso à assembleia geral.

Art. 10o – Os associados da entidade não respondem, nem mesmo subsidiariamente, pelas obrigações e encargos sociais da instituição.

CAPÍTULO III

DA ADMINISTRAÇÃO

Art. 11o – A Associação será administrada por:

I – Assembleia Geral;

II – Diretoria; e

III – Conselho Fiscal.

Art. 12o – A Assembleia Geral, órgão soberano da instituição, constituir-se-á dos associados em pleno gozo de seus direitos estatutários.

Art. 13o – Compete à Assembleia Geral:

I – eleger a Diretoria e o Conselho Fiscal;

II – destituir os administradores;

III – apreciar recursos contra decisões da diretoria;

III – decidir sobre reformas do Estatuto;

III – conceder o título de associado benemérito e honorário por proposta da diretoria;
IV – decidir sobre a conveniência de alienar, transigir, hipotecar ou permutar bens patrimoniais;

V - decidir sobre a extinção da entidade, nos termos do artigo 33o ;

VI – aprovar as contas;

VII – aprovar o regimento interno.

Art. 14o – A Assembleia Geral realizar-se-á, ordinariamente, uma vez por ano para:

I – apreciar o relatório anual da Diretoria;

II – discutir e homologar as contas e o balanço aprovado pelo

Conselho Fiscal.

Art. 15o – A Assembleia Geral realizar-se-á, extraordinariamente, quando convocada:

I – pelo presidente da Diretoria;

II – pela Diretoria;

II – pelo Conselho Fiscal;

III – por requerimento de 1/5 dos associados quites com as obrigações sociais.

Art. 16o – A convocação da Assembleia Geral será feita por meio de edital afixado na sede da Instituição, por circulares ou outros meios convenientes, com antecedência mínima de (número) ........ dias.

Parágrafo único – Qualquer Assembleia instalar-se-á em primeira convocação com a maioria dos associados e, em segunda convocação, com qualquer número, não exigindo a lei quórum especial.

Art. 17o – A Diretoria será constituída por um Presidente, um Vice-Presidente, Primeiro e Segundo Secretários, Primeiro e Segundo Tesoureiros.

Parágrafo Único – O mandato da diretoria será de (número).............. anos, vedada mais de uma reeleição consecutiva.

Art. 18o – Compete à Diretoria:

I – elaborar e executar programa anual de atividades;

II – elaborar e apresentar, à Assembleia Geral, o relatório anual;

III – estabelecer o valor da mensalidade para os sócios contribuintes;

IV – entrosar-se com instituições públicas e privadas para mútua colaboração em atividades de interesse comum;

V – contratar e demitir funcionários;

VI – convocar a assembleia geral;

Art. 19o – A diretoria reunir-se-á no mínimo uma vez por mês.

Art. 20o – Compete ao Presidente:

I – representar a Associação ativa e passivamente, judicial eextrajudicialmente;

II – cumprir e fazer cumprir este Estatuto e o Regimento Interno;

III – convocar e presidir a Assembleia Geral:

IV – convocar e presidir as reuniões da Diretoria;

V – assinar, com o primeiro tesoureiro, todos os cheques, ordens de pagamento e títulos que representem obrigações financeiras da Associação;

Art. 21o – Compete ao Vice-Presidente:

I – substituir o Presidente em suas faltas ou impedimentos;

II – assumir o mandato, em caso de vacância, até o seu término;

III – prestar, de modo geral, a sua colaboração ao Presidente.

Art. 22o – Compete o Primeiro Secretário:

I – secretariar as reuniões da Diretoria e Assembleia Geral e redigir as atas;

II – publicar todas as notícias das atividades da entidade

Art. 23o – Compete ao Segundo Secretário:

I – substituir o Primeiro Secretário em suas faltas ou impedimentos;

II – assumir o mandato, em caso de vacância, até o seu término; e

III – prestar, de modo geral, a sua colaboração ao primeiro secretário.
Art. 24o – Compete ao Primeiro Tesoureiro:

I – arrecadar e contabilizar as contribuições dos associados, rendas, auxílios e donativos, mantendo em dia a escrituração;

II – pagar as contas autorizadas pelo Presidente:

III – apresentar relatórios de receita e despesas, sempre que forem solicitados:

IV – apresentar o relatório financeiro para ser submetido à Assembleia Geral;

V – apresentar semestralmente o balancete ao Conselho Fiscal;

VI – conservar, sob sua guarda e responsabilidade, os documentos relativos à tesouraria;

VII – manter todo o numerário em estabelecimento de crédito;

VIII – assinar, com o presidente, todos os cheques, ordens de pagamento e títulos que representem obrigações financeiras da Associação;

Art. 25o – Compete ao Segundo Tesoureiro:

I – substituir o Primeiro Tesoureiro em suas faltas ou impedimentos;

II – assumir o mandato, em caso de vacância, até o seu término;

III – prestar, de modo geral, a sua colaboração ao Primeiro Tesoureiro.

Art. 26o – O Conselho Fiscal será constituído por (número)............... membros, e seus respectivos suplentes, eleitos pela Assembleia Geral.

1o – O mandato do Conselho Fiscal será coincidente com o mandato da Diretoria.

2o – Em caso de vacância, o mandato será assumido pelo respectivo suplente, até seu término.

Art. 27o – Compete ao Conselho Fiscal:

I – examinar os livros de escrituração da entidade;

II- examinar o balancete semestral apresentado pelo Tesoureiro, opinando a respeito;

III – apresentar relatórios de receitas e despesas, sempre que forem solicitados.

IV – opinar sobre a aquisição e alienação de bens.
Parágrafo Único – O Conselho reunir-se-á ordinariamente a cada (número) ............. meses e, extraordinariamente, sempre que necessário.

Art. 28o – As atividades dos diretores e conselheiros, bem como as dos associados, serão inteiramente gratuitas, sendo-lhes vedado o recebimento de qualquer lucro, gratificação, bonificação ou vantagem.

Art. 29o – A instituição não distribuirá lucros, resultados, dividendos, bonificações, participações ou parcela de seu patrimônio, sob nenhuma forma ou pretexto.

Art. 30o – A Associação se manterá através de contribuições dos associados e de outras atividades, sendo que essas rendas, recursos e eventual resultado operacional serão aplicados integralmente na manutenção e desenvolvimento dos objetivos institucionais, no território nacional.

CAPÍTULO IV

DO PATRIMÔNIO

Art. 31o – O Patrimônio da Associação será constituído de bens móveis, imóveis, veículos, semoventes, ações e apólices de dívida pública.

Art. 32o – No caso de dissolução da Instituição, os bens remanescentes serão destinados a outra instituição congênere, com personalidade jurídica, que esteja registrada no Conselho Nacional de Assistência Social – CNAS ou entidade Pública.

CAPÍTULO V

DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

Art. 33o – A Associação será dissolvida por decisão da Assembleia Geral Extraordinária, especialmente convocada para esse fim, quando se tornar impossível a continuação de suas atividades.

Art. 34o – O presente estatuto poderá ser reformado, em qualquer tempo, por decisão de 2/3 (dois terços) dos presentes à assembleia geral especialmente convocada para esse fim, não podendo ela deliberar, em primeira convocação, sem a maioria absoluta dos associados, ou com menos de 1/3 (um terço) nas convocações seguintes, e entrará em vigor na data de seu registro em Cartório.

Art. 35o – Os casos omissos serão resolvidos pela Diretoria e referendados pela Assembleia Geral.

O presente estatuto foi aprovado pela assembleia geral realizada no dia...../...../........ .

..........................., ............ de ...................... de ............. .

Nome e assinatura do presidente (reconhecer firma)

Visto de Advogado OAB

12 janeiro 2013

Portal do Voluntário

Não há limites para quem quer fazer o bem. Seja um voluntário!

O Portal do Voluntário é uma boa oportunidade para que possamos mais facilmente encontrar quem precisa de ajuda.

Se você tem algum tempo livre, que tal melhor empregá-lo sendo voluntário de alguma instituição perto de sua casa.


Alguns projetos só conseguem funcionar por causa da dedicação de voluntários, que se entregam de corpo e alma a esse trabalho.

O Portal do Voluntário faz o elo de ligação, entre você e a ONG que está precisando de sua força de trabalho. Dê uma olhada no site e se cadastre, com certeza você só tem a ganhar ajudando de forma altruísta aqueles que estão precisando.

Quando vivemos só para nós mesmos, temos a falsa impressão que somos felizes, mas só alcançamos a verdadeira felicidade, quando compartilhamos nosso saber e nossa vida com nossos semelhantes.


11 janeiro 2013

Blog de Projetos Sociais de Evelyne Leandro

O Blog de Projetos sociais de Evelyne Leandro continua bastante atual. Apesar dela ter parado de publicar postagens, quando se mudou para a Alemanha, muito ainda do seu conteúdo pode ajudar bastante a quem está procurando informações sobre projetos sociais.

Nele você pode encontrar várias informações sobre elaboração de projetos sociais, criação de ONGs, responsabilidade social, estatutos, captação de recursos, entre outros.

Ela ainda indica consultores:

evelyne.leandro@gmail.com

E ainda tem cartilhas de Como montar uma ONGDesenvolvimento InstitucionalElaboração de Projetos Sociais: passo a passo.
Contatos exclusivos para solicitação de cartilhas:
cartilhas.evelyneleandro@gmail.com


07 janeiro 2013

Reisado em Valença

Todos os anos, nos dia 05 e 06 de janeiro, acontece o Encontro de Folias de Reis de Valença, RJ, uma realização da AGFORV - Associação de Grupos de Folias de Reis de Valença.

Contando com a ajuda de alguns poucos cidadãos valencianos, um pequeno grupo de voluntários realiza o maior encontro de Folia de Reis do Estado do Rio de Janeiro. Com grande esforço e quase nenhuma ajuda da prefeitura local, eles mantém viva uma das maiores expressões de cultura popular do nosso estado.

Valença é considerada o maior reduto Folias de Reis do Estado do Rio de Janeiro, contando com o grande número de folias, e também com uma associação muito bem organizada

Um olhar mais carinhoso de nossos governantes poderia ser bom para todos, turistas de outros países são ávidos por eventos folclóricos como esse, e isso poderia trazer muitos recursos para Valença, além de ajudar na continuidade e manutenção desse movimento cultural.




"O inicio das Folias de Reis deu-se em Portugal e pelos portugueses trazidos para o Brasil. Os barões portugueses e colonizadores faziam de seus empregados escravos e subordinados que ao serem catequizados pelos Padres portugueses ao conhecer o mistério do nascimento do Menino Jesus, montaram alguns pequenos grupos em diferentes pronuncias, totalmente diferenciada do que são as Folias de Reis hoje. Com menos instrumentos e menos pessoas como integrante. Quando as folias começaram, houve muitas brigas entre elas, não que os integrantes quisessem, porem era uma maneira dos patrões tirarem suas diferenças entre si sem que as folias tivessem nada a ver, sempre por motivo de briga por escravos e a compra da terra." Continue lendo... 


  

Contato:
Ponto de Cultura - AGFORV
Projeto de Integração dos Movimentos Culturais e Afrodescendentes de Valença.
Endereço: Praça Visconde de Rio Preto, 128, sala 1, Centro.
Igreja do Rosário
Tel: (24) 81293923 (Francisco)


03 janeiro 2013

15 Sites Imperdíveis para Quem Quer Fundar uma ONG


Pesquisei pela internet e achei 15 sites que considero essenciais para quem quer fundar ou gerir uma ONG.

Sites muito interessantes e com conteúdo relevante, que dão a todos que os visitam, oportunidade de enriquecerem seu conhecimento sobre Projetos Socias, Responsabilidade Social, ONGs, Terceiro Setor, Voluntariado e Gerenciamento de ONGs.
  • O site do SEBRAE MG, dá muitas dicas de como fundar uma OSCIP, tem modelo de estatuto, requerimento para qualificação como OSCIP,Termo de Parceria, Termo de Adesão ao Serviço Voluntário e outras ótimas dicas para você ficar por dentro de como criar uma ONG.
  • O site Terceiro Setor Online trás uma quantidade imensa de excelentes artigos, entre eles: Terceiro Setor no Brasil, ONG, OS, OSCIP, Planeje sua ONG, Constitua sua ONG, Administre sua ONG, O futuro de sua ONG, Profissionalização do Setor, Estatuto, Assembléias, Registro de atos, Responsabilidade dos dirigentes, Atuação do Ministério Público, Regime Tributário, Assistência Social, Títulos e Certificados, ONG Empregadora, Trabalho Voluntário, Estágio, Parcerias com Empresas, Programa Aprendiz, Relações com a Administração Pública, Captação de recursos, Insolvência da ONG, Extinção da ONG e Responsabilidade Social.
  • A Evelyne Leandro parou de blogar, mas não retirou o Blog do ar. Se você fizer uma pergunta interessante  é bem provável que ela responda. Lá você encontra postagens com muito conteúdo que o ajudará bastante.
  • No Blog da Claudia Amaral ela se define assim: “Há cerca de 10 anos venho ensinando captação de recursos para projetos sociais a pessoas das mais variadas proveniências: diretores, gerentes e técnicos de ONGs e organismos internacionais; técnicos e gestores públicos; secretários municipais; lideranças comunitárias; voluntários; estudantes, professores e funcionários de universidades; administradores, facilitadores e capacitadores.” Com um currículo desses é certo encontrar artigos de primeira.
  • A RITS - Rede de Informações para o Terceiro Setor - é uma organização da sociedade civil de interesse público (OSCIP), autônoma política, administrativa e financeiramente e sem finalidade lucrativa fundada em 1997 com o apoio do Programa Comunidade Solidária dirigido pela Dra Ruth Cardoso. A RITS foi criada com a missão de ser uma rede virtual de informações, capaz de proporcionar às organizações da sociedade civil a oportunidade de compartilhar conhecimento, recursos técnicos e promover a interação de suas atividades através do uso de Tecnologias de Informação e Comunicação - em especial, da Internet.
  • Já trabalhei com o CDI (Comitê para democratização da Informática) e eles são ótimos. Trabalham com a inclusão digital através das Escolas de Informática e Cidadania. Para quem quer abrir uma escola de informática em sua ONG, é bom conhecê-los. “Somos uma organização que utiliza a tecnologia como uma ferramenta para combater a pobreza e a desigualdade, estimular o empreendedorismo e criar agentes de transformação.”
  • A ABONG é uma Associação Brasileira de Organizações não Governamentais. No site você encontra muito material de informação sobre responsabilidade social. Fundada em 10 de agosto de 1991, é uma sociedade civil sem fins lucrativos, democrática, pluralista, anti-racista e anti-sexista, que congrega organizações que lutam contra todas as formas de discriminação, de desigualdades, pela construção de modos sustentáveis de vida e pela radicalização da democracia.
  • O Filantropia.org foi fundada por Stephen Kanitz, Administrador por Harvard, que criou o Prêmio Bem Eficiente em 1994, com o objetivo de reconhecer o trabalho e dedicação dos 30.000 dirigentes e voluntários sociais deste país, que lutam com cada vez menos recursos, donativos e incentivos sociais para continuar ajudando os outros. stephen@kanitz.com.br
  • A Rede Brasileira do Terceiro Setor tem como missão: "Congregar as organizações privadas de cunho social para que compartilhem suas ações e conhecimentos gerando alianças estratégicas em prol de uma sociedade inclusiva"
  • Portal do Meio Ambiente é do amigo Vilmar Berna, nele você se atualiza sobre meio ambiente, fica sabendo de cursos, assiste vídeos e ainda pode desfrutar de uma revista interessantíssima sobre meio ambiente, que pode ser lida no site ou fazer o download.
  • O EKLOOS trás informações e muito conteúdo, lá você encontra artigos de como captar recurso e gestão de ONGs. “O Instituto Ekloos é uma associação sem fins lucrativos que nasceu com o objetivo de desenvolver outras ONGs nas áreas de gestão, marketing, tecnologia, sustentabilidade e projetos. Seus colaboradores com experiência executiva em empresas de grande porte e por terem paixão pela área social, resolveram compartilhar experiências permitindo o crescimento sustentável de outras ONGs.”
  • O Portal Pró-Menino é da Fundação Telefônica. “O Portal Pró-Menino é uma iniciativa da Fundação Telefônica que busca contribuir para a garantia dos direitos de crianças e adolescentes por meio da disseminação da informação, do apoio das organizações que lidam com esta temática e da sensibilização da população em geral.” 
Os três últimos são sobre voluntariado. Uma ONG sempre vai precisar de voluntários, por isso indico esses sites.
  • O Voluntários Online tem como objetivo: Ser o elo entre as pessoas que desejam colocar suas habilidades e seu tempo à disposição de organizações não-governamentais, e as organizações que necessitam desses voluntários para prestar serviços de melhor qualidade para quem precisa. Além da intermediação entre voluntários e organizações, nos preocupamos em trabalhar a capacitação de todos os envolvidos.
  • Portal do Voluntário: “Lançado em 5 de dezembro de 2000, o Portal do Voluntário surgiu como plataforma de continuidade do Programa Voluntários, da Comunidade Solidária. Criado em parceira com a Rede Globo, a Globo.com e a IBM Brasil, o Portal agora é V2V Brasil e usa a ferramenta de gestão de voluntariado corporativo em diversas empresas. Além de desenvolvermos serviços e tecnologias inovadoras em gestão e promoção de voluntariado empresarial, divulgamos conteúdos e experiências de ação voluntária.”
  • Planeta Voluntários: “É um site não governamental, apartidário e ecumênico, criada em maio de 2009 por iniciativa do empresário Marcio Demari, da empresa  Demari & Ferreira,  sediada em  Londrina, Paraná, no Brasil, com a visão de desenvolver a cultura do trabalho voluntário organizado, que levará o serviço voluntariado a auxiliar  milhões de brasileiros e entidades que necessitam de  todo tipo de ajuda;a missão é a de conectar pessoas, que, através da transformação pessoal e social, destinam-se a construir uma solução justa, pacífica e sustentável para o mundo, refletindo a unidade de toda a humanidade. O site conta com uma Rede Social que cruza as informações dos voluntários com  as instituições cadastradas, sendo um elo entre elas.”

Passo a passo de como criar uma ONG