Pesquise Modelo de Projeto Social

30 dezembro 2009

Preservação Ambiental

Um projeto de sucesso coordenado por Roberto Lamego em Valença, Rio de Janeiro. O texto abaixo foi escrito pelo próprio Roberto.

"O sucesso de alguns moradores da floresta que ao invés de destruí-la, a ela se aliaram e estão ganhando dinheiro com isto.

Amigos,

há uns dois meses recebi um telefonema de Teresa Freitas, produtora e repórter da TV RioSul, a Rede Globo Local e localizada em Resende, RJ, dizendo que queria fazer um programa especial sobre a Mata Atlântica e que gostaria de conversar comigo sobre o assunto. Eu então perguntei se ela queria fazer um programa sobre as borboletas, os pássaros e belezas da Mata Atlântica ou sobre as ameaças, a realidade e as possibilidades existentes de utilização econômica desta floresta quase condenada.
Disse então que a única solução para os problemas ambientais da Mata Atlântica ou de qualquer outra mata ou floresta do mundo só irá acontecer quando se puder associar a conservação, a proteção e a recuperação destas áreas com ganhar dinheiro fazendo isto, utilizando-se as várias formas de uso permanente, continuado e auto sustentáveis de aproveitamento das paisagens e das terras e dos solos.
Falei também que somente a filosofia, a crescente consciência ambiental e o desejo dos urbanos não era suficiente para alterar a situação da destruição eminente do que resta desta floresta e que precisamos de motivações econômicas para o convencimento dos proprietários rurais para proteger e recuperar suas áreas devastadas.

fonte da imagem: riosulnet.globo.com

Combinamos uma visita ao Santuário de Vida Silvestre da Serra da Concórdia para discutir as idéias e propostas ambientais e agroflorestais que havia passado por telefone para seu programa. No domingo seguinte, Teresa veio então ver o havíamos falado sobre os projetos na serra, mostrei os plantios agroflorestais e falei dos alunos que trazemos para conhecer a floresta. Na seqüência combinamos um dia das filmagens com uma escola, uma visita foi marcada e ela fez a matéria comigo lá no Santuário, onde explorou todos os conceitos que havia proposto: agrofloresta e educação.

Depois deste inicio, Teresa pegou a deixa e fez todo o programa Especial Mata Atlântica em cima da idéia de se conservar, proteger, recuperar, utilizar e reflorestar as matas e terras degradadas da castigada Floresta Atlântica e ganhar dinheiro com isso.

O programa RioSul Revista foi ao ar em 26/12/09, dividido em 3 segmentos e ficou ótimo como vocês poderão ver no link abaixo e eu acho que esta é das primeiras vezes que este assunto é colocado em evidencia por uma TV regional e, principalmente, está na Internet a disposição de todos.

fonte da imagem: riosulnet.globo.com

No ano de 2010, iremos utilizar estes filmes no Projeto Caravana SALVEASERRA para mostrar as comunidades do Municipio de Valença, RJ, estas novas possibilidades de ganhos econômicos originários de atitudes e empreendimentos ambientalmente corretos, com argumentos que serão de fácil compreensão pelas pessoas da nossa Mata Atlântica, aqui no Vale do rio Paraíba do Sul fluminense.

Desejamos que se entenda e se veja que é possível e desejável tratar o Meio Ambiente desta maneira, mostrando a importância de uma associação onde todos ganham e a Natureza protegida, é refeita.

Roberto Lamego"

Veja o vídeo em: http://riosulnet.globo.com

26 dezembro 2009

ANDI - Agência de Notícias dos Direitos da Infância

Em 1992 foi fundada em Brasília a ANDI (Agência de Notícias dos Direitos da Infância), pelos jornalistas Âmbar de Barros e Gilberto Dimenstein. No seu estatuto a ANDI tem como objetivo a formação de uma cultura jornalística que investigue a realidade de crianças e jovens brasileiros em situação de exclusão social, sempre sob a ótica de seus direitos.
Na seção Biblioteca você encontra várias matérias em destaque, que tratam dos problemas da infância e adolescência.


24 dezembro 2009

Portal Pró-Menino Entrevista Miguel Arroyo, Mestre em Ciência Política e Doutor em Educação

Entrevista com o mestre em Ciência Política, Doutor em Educação e Professor titular emérito da Faculdade de Educação da UFMG, Miguel Arroyo. O Cientista Político foi entrevista pelo Portal e foi comentarista de um dos causos finalistas do 5º Concurso Causos do ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente), publicado no livro lançado pelo Portal Pró-Menino.

"Existem Projetos específicos que tentam mostrar como são quebrados tantos direitos da infância e da adolescência, como tantas vidas infantis e adolescentes se tornam precárias e ao mesmo tempo avançam a consciência de que a criança e o adolescente é sujeito de direito. Parece-me que está é a melhor maneira de trabalhar, com projetos."


fonte: www.promenino.org.br

22 dezembro 2009

Mostra de Tecnologias Sustentáveis

Estão abertas as inscrições para a Mostra de Tecnologias Sustentáveis.

As inscrições de projetos de tecnologias para a Mostra de Tecnologias Sustentáveis são gratuitas e estarão abertas, via internet, até 31 de janeiro de 2010, mediante o cadastramento da organização ou da pessoa física responsável pela inscrição, bem como o preenchimento de um formulário de descrição da tecnologia. A inscrição deve ser feita por meio de sistema on-line que estará disponível no site da Mostra durante todo o período de inscrições.

Qualquer pessoa física ou jurídica pode inscrever uma ou mais tecnologias. Espera-se, em sua maioria, inscrições feitas por empresas, ONGs, centros de tecnologia, institutos de pesquisa, universidades e empreendedores sociais. Caso uma mesma tecnologia seja inscrita mais de uma vez, será considerada como válida a última versão finalizada.

Inscrições e informações pelo site www.ethos.org.br/mostra2010, até 31 de janeiro de 2010. Outras informações podem ser obtidas pelo e-mail mostra@ethos.org.br.

Inscrições aqui: uniethos.tempsite.ws/mostra2010


fonte: www.bancodoplaneta.com.br

18 dezembro 2009

Secretaria Estadual de Cultura Recebe o Livro sem Fronteiras

O Projeto Livro sem Fronteiras do meu amigo Fernando Monção parte rumo ao sucesso, agora com o apoio da Secretaria Estadual de Cultura.
Em reunião dia 14 de dezembro na Secretaria Estadual de Cultura com a Srª Vera Saboya Superintendente de Leitura e Conhecimento e a Sr ª Claudia Ricci, Assessora do Sistema Estadual de Bibliotecas, Fernando Monção e Germano Brito, apresentaram oficialmente o Projeto Livro Sem Fronteiras e receberam toda a atenção e solidariedade da Secretaria de Cultura, que produziu um oficio de apoio encaminhado a Secretaria de Cultura de Valença.


Prezada Danielle Dantas

Vimos informar a V. Sa. que tivemos imenso prazer em receber e conhecer o “Projeto Livro Sem Fronteiras” uma interessante iniciativa de Valença no campo cultural. Tal empreendimento está em afinada harmonia com a política de prioridade do Estado, que visa consolidar e aumentar seu investimento na construção de Bibliotecas Parque e num Sistema Estadual de Bibliotecas com grande musculatura no que diz respeito ao interior.

Temos certeza de que o potencial do "Projeto Livro Sem Fronteiras" exige especial atenção do poder público por sua importância no zelo pela cultura e educação. Muito antes de sua execução já vem gerando frutos e despertando entusiasmo em todos os que se interam do conceito.

Assim, seu mais recente fruto, a "Praça da Leitura" tem por objetivo o desenvolvimento de variadas atividades, contemplando aspectos multimidiáticos, espaços interativos providos de equipamentos para prática de esportes, apresentação de movimentos e performances artísticas, ensino ambiental e oficinas culturais. Tudo isso considerando a importante função de uma biblioteca moderna.

Dessa forma, no estudo preliminar esse projeto se mostra com grande atrativo visual, configurando-se em uma dinâmica muito lúcida entre arte e educação que convergem em cultura. Além disso, podemos encontrar interessante entrelaçamento entre o apelo estético das diversas atividades que envolvem arte e educação num só ambiente. A concretização do projeto deverá transformar Valença numa cidade voltada para leitura ou como sugere o projeto a “Cidade da Leitura”.

Faz-se necessário neste momento uma congregação para dar prosseguimento no projeto em que se solidifique de maneira profissional na busca de apoios e na troca de idéias e no assessoramento entre poder público e sociedade como rege nossa Constituição.

Vimos, enfim, parabenizar V. Sa. pela iniciativa desejando que a idéia se consolide com sucesso, permitindo à população receber os frutos desse trabalho.

Vera Saboya

Superintendente de Leitura e Conhecimento

Secretaria do Estado de Cultura / RJ


16 dezembro 2009

Seja Você um Voluntário

O voluntariado vem crescendo a cada dia, a todo instante surgem pessoas interessadas em ajudar outras pessoas. Muitos desejam encontrar uma instituição, mas não sabem como, nesse ínterim, vários projetos sociais também procuram essa mão de obra tão essencial ao trabalho das ONGS.

Mas como um pode achar o outro? Às vezes bem pertinho de você, uma instituição esteja precisando da sua disposição e boa vontade, é só saber procurar. Na internet existem vários sites de voluntariado, procurando no Google fica mais fácil. Eu conheço dois bons sites de voluntariado, um é o Portal do Voluntário, o outro é Planeta Voluntários. No Portal do Voluntário você se cadastra e entra para uma rede de voluntários do Brasil inteiro e ainda pode montar um blog, trocar idéias, fazer amizades.

Abaixo um exemplo de Termo de Adesão do Voluntário, o que facilitará em muito o entendimento de ambas as partes:

TERMO DE ADESÃO DO VOLUNTÁRIO

DADOS DO VOLUNTÁRIO:
Nome: _________________________________________________
Filiação: ________________________________________________
_______________________________________________________
Data de Nascimento: __/__/__ Natural de: __________ Nacionalidade: ________
R.G.N° ¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬_____________ Emissor:_____________

CPF:______________________

O Trabalho Voluntário é feito com dedicação e doação, através deste praticamos a cidadania de uma forma solidária.
Obs: Este trabalho não gera vínculo empregatício ou funcional, ou quaisquer obrigações trabalhistas, previdenciárias e afins.
O NOME DE SUA ONG tem como objetivo, o estudo, pesquisa, assessoria, organização e criação de intercâmbios, com grupos culturais e entidades nacionais e internacionais, apoio e luta contra qualquer forma de discriminação.

Área de atuação: ________________________________________________
Dias e horários:
2as feiras: 3as feiras: 4as feiras: 5as feiras: 6as feiras:
Manhã: ( ) Manhã: ( ) Manhã: ( ) Manhã: ( ) Manhã: ( )
Tarde: ( ) Tarde: ( ) Tarde: ( ) Tarde: ( ) Tarde: ( )

Declaro estar ciente da legislação específica sobre Serviço Voluntário e que aceito atuar como Voluntário de conformidade com o presente termo de Adesão que firmo na presença de duas testemunhas.

Local e data:___________________, ______ de ________________ de_____

_________________________________
Assinatura do Voluntário


Testemunha 1 Testemunha 2

__________________________
Assinatura Assinatura

__________________________
RG e CPF RG e CPF



De acordo: _________________________________________________
Coordenador da Instituição

15 dezembro 2009

Concurso Cultural de Natal: Se Você Pudesse Dar um presente às Pessoas carentes nesse Natal, Qual Seria?

Acho que o melhor presente para nossos irmãos brasileiros, não só os que estão em risco social, mas todos de uma maneira geral, é que todos tenham direito a sua cidadania plena. Não essa cidadania que nos impõem goela baixo, nos dizendo que somos o país do futuro, enquanto alguns poucos enfiam dinheiros em suas meias e sabe lá Deus mais onde. Exijo respeito para todos nós, que não se diga mais - Ele rouba, mas faz - porque isso é podre demais. Penso que o melhor presente é o resgate de nossa auto-estima, para que possamos ter mais confiança em nós mesmos e podermos encarar todos os problemas de nossa sociedade e juntos resolvê-los. Eu peço Respeito e Cidadania para todos!

Concurso Cultural

Modelo Solicitação de Registro

Depois de criado o estatuto e a ata de fundação de sua ONG, o passo seguinte é a inscrição no Cartório do Registro Civil de Pessoas Jurídicas.

O registro deve ser acompanhado de um documento assinado pelo responsável pela instituição e deverá ser feito em papel timbrado da instituição. Esse é um dos passos finais para começar a tocar sua ONG.

Ddaqui para frente o contador da instituição precisará estar atento, para que a documentação da instituição esteja o mais correta possível e deverá cuidar também das isenções que a ONG tem direito por lei.
Abaixo o documento que deverá ser encaminhado ao cartório:

Ilmo Sr.
Oficial do Cartório do Registro Civil de Pessoas Jurídicas.

Prezado Sr.,

Requero nos termos da Lei, que seja procedido o Registro dos estatutos, livro de atas da (nome da entidade).

Nestes termos,

Peço deferimento.

Assinatura do Responsável

14 dezembro 2009

Curso Prático para Construção de Horta Orgânica

fonte da imagem: mundoorgnico.blogspot.com

ATENÇÃO

Comunidade da Passagem, a Caravana SALVEASERRA está chegando ao seu bairro para oferecer um:
Curso Prático para Construção de Horta Orgânica

ASSOCIAÇÃO DOS PRODUTORES ORGÂNICOS DE VALENÇA - APOV

O curso é um projeto da ONG SALVEASERRA e está chegando ao bairro, para oferecer um Curso Prático para Construção de uma Horta Orgânica Doméstica, que será dado pela Associação dos Produtores Orgânicos de Valença, - APOV.

Local: Escola Municipal Alcides de Souza (Escola da Passagem)

Dia: 16 de dezembro de 2009. Horário: 08h30min.

Curso Grátis, com certificado.

12 dezembro 2009

A Arte de Cora Coralina


Hoje resolvi ler novamente os poemas de Cora Coralina, não me canso nunca e sempre encontro coisas novas em seus escritos. Por mais que eu leia, tudo sempre me parece novo, sua maneira simples de ver a vida me impressiona. Cora Coralina é minha rainha e sua beleza me enternece. Gosto do seu jeito sensível e inteligente de escrever, e ela escreve o que está na nossa frente e não enxergamos; sua forma de ver a vida é por demais simples, para que um mero mortal como eu possa entender. Amor a vida, lirismo, sensibilidade e um surpreendente modo de entender a alma humana, se misturam em seus poemas.

fonte da imagem: jornale.com.br

Assim eu vejo a vida
(Cora Coralina)

A vida tem duas faces:
Positiva e negativa
O passado foi duro
mas deixou o seu legado
Saber viver é a grande sabedoria
Que eu possa dignificar
Minha condição de mulher,
Aceitar suas limitações
E me fazer pedra de segurança
dos valores que vão desmoronando.
Nasci em tempos rudes
Aceitei contradições
lutas e pedras
como lições de vida
e delas me sirvo
Aprendi a viver.

11 dezembro 2009

Roteiro para Elaboração de Projeto Social


Roteiro de elaboração de projetos retirado do formulário de inscrição da Petrobras, Projeto Sou da Paz.

Apresentação
Descreva, sucintamente, os objetivos do projeto, as atividades previstas e os principais resultados quantitativos e qualitativos esperados.

Justificativa
Deve-se responder a questão: por que executar o projeto? Ressaltar os seguintes aspectos:
• o problema social que o projeto pretende solucionar ou equacionar;
• a relevância do projeto em relação aos beneficiários e sua influência sobre adolescentes e jovens;
• o impacto social previsto do projeto e as transformações positivas e duradouras esperadas;
• a área geográfica em que o projeto se insere; e
• as características demográficas, socioeconômicas, ambientais e culturais da população; e o estágio de organização e mobilização das comunidades.

Atividades Anteriores
Descreva, sucintamente, ações anteriores da Organização voltadas aos adolescentes e jovens, incluindo os principais resultados quantitativos e qualitativos obtidos. Pode-se descrever o próprio projeto em caso de sua ampliação, aperfeiçoamento e/ou replicação.

Objetivo Geral
Identifique os benefícios mais amplos que as ações do projeto deverão propiciar aos adolescentes e jovens, apontando os parâmetros cronológicos e de mensuração. Por exemplo: reduzir em 35% a morbimortalidade juvenil por causas externas, até dezembro de 2002.

Objetivos Específicos
Estes objetivos referem-se às etapas intermediárias que deverão ser cumpridas no curso do projeto. Portanto, devem estar necessariamente vinculados ao seu objetivo geral. Também devem ser específicos, viáveis, hierarquizados, mensuráveis e cronologicamente definidos. Preencha o quadro abaixo, descrevendo os objetivos específicos do projeto por ordem de importância (hierarquização); os resultados quantitativos e qualitativos esperados em cada objetivo (mensuração); as atividades que deverão ser implementadas para sua consecução; e os períodos de execução das atividades (cronologia).

Hierarquização
Enunciado do Objetivo
Resultados Esperados Metas
Atividades Principais
Períodos

Metodologia Empregada
Descreva a maneira como as atividades serão implementadas, incluindo os principais procedimentos, as técnicas e instrumentos a serem empregados. Destaque outros aspectos metodológicos importantes, como a forma de atração dos públicos beneficiários; locais de abordagem desses grupos ou de execução das ações; meios a serem utilizados na divulgação dos serviços; natureza e função dos agentes multiplicadores; e mecanismos de participação comunitária.

Avaliação Processual
Esta modalidade de avaliação refere-se à forma como o projeto se desenvolve e à eficiência dos métodos e procedimentos empregados, de modo a fazer mais com menos. Para cada atividade principal, identifique os indicadores quantitativos e qua-litativos de progresso e, ainda, os meios de verificação das informações, ou seja: onde, quando e como as informações serão coletadas e analisadas.

Nº de Atividades
Indicadores do Progresso
Meios de Verificação

Avaliação de Resultados
Esta modalidade refere-se à eficácia dos métodos e procedimentos utilizados e denota as transformações sociais geradas pelas atividades. Para cada objetivo específico, identifique os indicadores quantitativos e qualitativos dos resultados esperados, assim como os meios de verificação.

Nº do Objetivo
Indicadores de Resultados
Meios de Verificação

Avaliação de Impacto
Esta modalidade de avaliação refere-se à continuidade das transformações decorrentes das ações implementadas, ou seja, à sua efetividade. Para cada objetivo específico, identifique os indicadores quantitativos e qualitativos de impacto, assim como os meios de verificação.

Nº do Objetivo
Indicadores de Impacto
Meios de Verificação

Parcerias e Alianças
Identifique as principais parcerias ou alianças estabelecidas para a execução do projeto, incluindo os parceiros-executores, as instituições de apoio técnico, material e/ou financeiro, organizações de referência, consultorias, etc., especificando as funções de cada uma delas.

Organização
Principais Funções no Projeto

Orçamento do Projeto
Considerando as principais atividades estabelecidas em cada objetivo específico, indique o valor do investimento solicitado ao programa, assim como a contrapartida da organização e os recursos provenientes de outras fontes (se for o caso). Como contrapartida, poderão ser computados os valores estimados das instalações, materiais e equipamentos da organização, cedidos ou utilizados na implementação do projeto, assim como o valor das horas de trabalho da equipe técnica, desde que esses itens não estejam incluídos no investimento solicitado ao programa.

Nº do Objetivo



Total

Investimento Solicitado



Total

Contrapartida da Organização



Total

Outras Fontes



Total




Total

Equipe Técnica
Relacione a equipe técnica principal do projeto, incluindo a formação profissional (médico, assistente social, psicólogo, etc.), a função ou cargo (diretor, coordenador, educador, pesquisador, etc.) e o tempo que cada profissional dedica ao projeto, em número de horas semanais.

Nome
Formação
Função no Projeto
Horas Semanais

Comunicação do Projeto
Este módulo refere-se às formas e meios pelos quais o projeto dará conhecimento de suas ações aos parceiros e aliados, líderes e formadores de opinião do Terceiro Setor, autoridades governamentais, público interno e sociedade em geral. Destaque as estratégias e materiais a serem utilizados com esse objetivo, assim como os mecanismos de vinculação do projeto ao programa Petrobras Social. Não confundir com a promoção de serviços junto aos beneficiários do projeto.

Cronograma de Atividades
O cronograma é a distribuição, no tempo, das principais atividades previstas. Constitui um instrumento essencial de gestão e, por isso, deve ser elaborado com critério. Relacione as principais atividades do projeto, indicando os prazos de início e conclusão de cada etapa. Considerando o prazo de vigência do contrato de parceria (12 meses), use o mês como unidade do cronograma.

10 dezembro 2009

Um Acordo Climático pra Valer!

Dia 12 de dezembro acontecerá uma manifestação mundial, milhares de pessoa estarão envolvidas num evento gigantesco em prol do meio ambiente com uma mensagem única: O Mundo Quer um Acordo Climático pra Valer!
Já tem mais de 1700 eventos no mundo todo.
Essa é uma mensagem da www.avaaz.org

Clique aqui para encontrar um evento perto de você

09 dezembro 2009

Recitando Samba

No SESC de Nova Iguaçu
Dias: 13 e 18 de dezembro
As 15 e as 21 horas
Entrada franca
Mais informações: www.sescrio.org.br

08 dezembro 2009

Lançada a Campanha Papai Noel dos Correios 2009

Planeta Voluntários apóia Papai Noel dos Correios 2009

“Voce não precisa acreditar em Papai noel, mais pode ser um”

O que é:
O Projeto Papai Noel dos Correios é uma ação corporativa, desenvolvida em todas as 28 diretorias regionais, que tem como foco principal o envio de carta-resposta às crianças que escrevem ao “Papai Noel”. O objetivo central é manter a magia do Natal.

A quem se destina?
O destinatário do projeto é a criança que envia pelos Correios uma cartinha ao Papai Noel. As cartas que partem das comunidades carentes em todo o País são separadas e colocadas à disposição da sociedade para quem quiser adotá-las. Ou seja, nem todas as crianças carentes serão necessariamente atendidas.

Como é feita a triagem?
Inicialmente são descartadas as correspondências que não contêm remetentes ou as com endereços repetidos. Portanto, não adianta mandar mais de uma carta, pois não se trata de sorteio. Assim, é importante o correto preenchimento do nome e endereço do destinatário, com CEP. Cartas de adultos não são atendidas, bem como pedidos de medicamentos, celular, MP3, DVD, notebooks e afins. Os critérios de atendimento de pedidos são razoabilidade e possibilidade.

Cada Regional tem um método de trabalho para classificação e seleção das cartas destinadas para adoção, considerando diversos fatores, tais como: tamanho da área abrangida, número de correspondências, número de adoções, número de voluntários envolvidos, etc.

Em 1997, a iniciativa transformou-se em projeto corporativo, passando a ser desenvolvida em todas as 28 Diretorias Regionais da empresa.

Números:
Desde a criação do projeto o número de correspondências vem aumentando. Abaixo, os dados dos últimos quatro anos:
Ano Cartas recebidas Cartas respondidas Cartas adotadas
2005====395.183==========145.474=======130.655
2006====501.605==========177.549=======226.934
2007====792.760==========231.552=======357.971
2008====1078.711=========365.446=======464.481

Quem pode colaborar?
Todas as pessoas da sociedade podem colaborar, tanto como voluntários para auxiliar na leitura e triagem das cartas, como para adotar um pedido. Para isso, basta entrar em contato com os Correios de sua região .

Nós, do Planeta Voluntários, convidamos você a servir e a apoiar os outros com Devoção e compaixão.

* Os interessados em adotar uma cartinha podem procurar, de 09 de novembro a 18 de dezembro, em uma unidade dos Correios mais próxima de sua casa.

Faça você também uma criança sorrir neste Natal.

Seja Voluntário você Também!

Planeta Voluntários - A maior Rede Social de Voluntários e ONGs do Brasil !!!

07 dezembro 2009

Ajude o Instituto do Câncer de Mama

Mensagem enviada pelo amigo Ronaldo José Batista do Banco do Planeta.

fonte da imagem: http://www.fisfar.ufc.br

... O Instituto do Câncer de Mama está com uma importante campanha.
Cabe a nós atendermos sua solicitação e ampará-lo.
Vamos salvar o site do câncer de mama?
Não custa nada. Eu já fui lá, dá um pulo lá você também.
O Site do câncer de mama está com problemas, pois não tem o número de acessos e clique necessários para alcançar a cota que lhes permite oferecer UMA mamografia gratuita diariamente a mulheres de baixa renda. Demora menos de um segundo, ir ao site e clicar na tecla cor-de-rosa que diz 'Campanha da Mamografia Digital Gratuita'.
Não custa nada e é por meio do número diário de pessoas que clicam que os patrocinadores oferecem a mamografia em troca de publicidade.
Repassem este e-mail a 10 amigos para que eles repassem a mais 10 amigos ainda hoje!
E assim estaremos ajudando a salvar este site tão importante.
Este gesto fará uma enorme diferença.
http://www.cancerdemama.com.br/

Selos

Essa indicação foi feita pelo amigo Thiago Blauth Ferreira.

Justificar
Selo recebido do amigo Príncipe Encantado, do Blog Mensagens Para Nós Dois. Obrigado amigo.

04 dezembro 2009

O Autor

Artista plástico, Ator e Educador social: Trabalhou com crianças em situação de risco social pela prefeitura do Rio de Janeiro (1998-1999). Trabalhou em projetos sociais em Seropédica (2000-2007). Fundador da ONG CADECS - Centro de Assessoria e Desenvolvimento Cultural e Social - Seropédica (2000-2002). Fundador da ONG CECI – Centro Cultural Criança Cidadã – Seropédica (2002-2005). Coordenador do curso de informática das ONGs CADECS e CECI (2000-2005). Sócio fundador do Projeto SOS Serra dos Mascates, Valença - RJ (2008). Diretor de Informática e Marketing do IDDEIA (Instituto de Defesa e Desenvolvimento do Inteiro Ambiente), Valença - RJ (2010).

Email: victor_sgomez@hotmail.com


Projeto social criado por mim em Seropédica. Esse trabalho foi fruto do amor, carinho e dedicação de pessoas, que realmente acreditavam no que estavam fazendo. Um trabalho que buscava a melhoria da auto-estima de crianças e adolescentes daquela comunidade e que tinha como meta mostrar que todos têm possibilidade de ter um futuro melhor. Ter sido fundador do Centro Cultural Criança Cidadã e ter trabalhado com voluntários da melhor qualidade, foi a experiência mais enriquecedora da minha vida. Digo isso, por lembrar de um tempo em que fazíamos um trabalho de qualidade com dedicação e desprendimento. Citar nomes não é o que importa, todos sem exceção sabem o que sinto e o que penso de cada uma das pessoas que dividiram seu tempo e seu amor com um trabalho que tinha o propósito de dar dignidade e cidadania a todas as crianças que frequentavam o CECI.



Dia Internacional do Voluntário

Amanhã é o Dia Internacional do Voluntário. Essa mensagem me foi enviada pelo Portal do Voluntário. Temos todos que comemorar, graças ao empenho de milhões de voluntários em todo mundo, muitas vidas tem sido salvas, muitos jovens tem sido encaminhado, muitas pessoas tem o que comer em suas mesas. Temos muito que agradecer a esses abnegados voluntários, que dedicam boa parte do seu tempo útil a ajudar seus semelhantes. Viva o Dia Internacional do Voluntário.

03 dezembro 2009

Como Montar um Projeto Social

Para escrever um bom projeto social é necessário capacitação. Quanto mais capacitado você está, mais chance você tem de que seu projeto seja aprovado. Na internet é possível encontrar bons cursos de como montar um projeto social online, cabe a você selecionar o que melhor se adapta ao seu orçamento. Algumas dicas que são bastante úteis na elaboração de um projeto social são as seguintes:

1- Determine quais são os problemas da sua região.
2- Elabore uma justificativa bem sólida para o projeto.
3- Veja a quem interessa o projeto, identificando o público alvo.
4- Busque definir uma metodologia que melhor se aplique no projeto.
5- Defina quais são os recursos necessários para a realização do projeto.
6- Defina o tempo de duração do projeto.
7- Elabore um cronograma.
8- Calcule e defina o orçamento necessário para realização do projeto.
9- Especifique qual contra partida sua instituição pode oferecer ao financiador do projeto.

Tenha consciência que um projeto mal elaborado, dificultará em muito sua aprovação. Objetivos bem claros facilitam o entendimento do projeto. Tenha em mente que o projeto tem de atender as exigências da empresa, a qual ele se encaminha, por isso veja se a área que essa empresa apóia, se encaixa com a proposta do projeto, para que não acha perda de tempo.
Mantenha transparência e seja claro nas suas contas. Atente sempre para a seguinte norma, relatórios bem feitos demonstram idoneidade da instituição parceira.

02 dezembro 2009

Tô no Clima

O calor está demais, mesmo aqui em Valença, já andei conversando com alguns moradores mais antigos e eles sempre dizem a mesma coisa - Nunca vi um calor como esse! - Dá o que pensar. Vamos apoiar esse evento, precisamos mudar o ritimo do aquecimento global, senão nós vamos assar.

Dia 06 de dezembro, no Parque Ibirapuera.
Show com Zélia Ducan, Gabriel o Pensador, entre outros.
Informações sobre o evento: www.tonoclima.org.br
Apoio: tictactictac

01 dezembro 2009

O Mundo Quer um Acordo Pra Valer

Chamada para ação do dia 12 de dezembro: “O Mundo quer um Acordo Pra Valer”: Esta ação, programada para o dia 12/12/09, tem como foco realizar vigílias à luz de velas em cidades e comunidades em todo o Brasil, assim como montar murais (podem ser paredes, caixas empilhadas, banners ou qualquer outra forma de expressão que fique na história da cidade nas quais as pessoas possam deixar recados, mensagens e fotografias. A TicTacTicTac disponibilizará, como nos dias de ação anteriores, um mapa e formulário de inscrição de ações dentro do site que serão organizadas no Brasil pelos parceiros e apoiadores da Campanha.
Maiores informações em breve!

Salvador Dali

Salvador Domingo Felipe Jacinto Dalí i Domènech, Salvador Dali, de origem Catalã, nasceu em 11 de maio de 1904. Taxado como excêntrico, sempre fez o que queria e da forma que queria. Sua arte alcançou projeção internacional, fazendo exposições pelo mundo todo. Usou o cinema, escultura e fotografia, como forma de expressar seu gênio criativo. Sabe-se que foi influenciado pelos grandes artistas da renascença e sempre falou que tinha descendência Árabe, alegando que seus antepassados vinham dos mouros, que dominaram a Espanha de 711 a 1492. Casado com Gala Eluard, sua musa inspiradora, o mestre do surrealismo desenvolveu obras de arte, que mais tarde foram consideradas banais pelos críticos; que diziam ter Salvador Dali seguido os conselhos de sua amada, para ganhar dinheiro com seu trabalho.


28 novembro 2009

Constantin Stanislavski

Um dos maiores diretores e atores do século XX. Criador do método de interpretação Stanislavski, usado nas escolas de teatro de todo o mundo. Diretor, ator e crítico teatral russo nascido em Moscou. De família rica, filho de um industrial, desde jovem gostava de teatro, balé e ópera. Começou na vida artística muito cedo, com apenas quatorze anos fundou o Teatro de Arte de Moscou, juntamente com o autor e diretor Vladimir Nemirovitch-Danchenko. Foi diretor do Estúdio de Ópera do Bolshoi (1918). Conhecido como Stanislavski, criou em 1922 o estilo de encenação que chamou memória afetiva e que logo após divulgou numa tournée internacional. Após sofrer um ataque cardíaco (1928), deixou de atuar e se dedicou a dirigir e formar atores e diretores.

Livros de Constantin Stanislavski:
STANISLAVSKI, Constantin. Minha Vida na Arte. Tradução de Paulo Bezerra. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira.
A Preparação do Ator. Tradução: Pontes de Paula Lima. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira.
A Construção da Personagem. Tradução: Pontes de Paula Lima. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira.
A Criação de um Papel. Tradução: Pontes de Paula Lima. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira.

25 novembro 2009

Aqui se Faz, Aqui se Paga

O primeiro vídeo mostra o que acontece, quando você pratica atos criminosos contra a natureza. No segundo, um vídeo feito em 2006, profetiza as catástrofes provocadas pelas agressões ao meio ambiente. Aqui se faz, aqui se paga.



23 novembro 2009

Fundação Cultural e Filantrópica Léa Pentagna

Rua Vito Pentagna, 213 - Benfica Valença-RJ /CGC 28467306/0001-71

PROGRAMAÇÃO DE DEZEMBRO

CASA LÉA PENTAGNA

Palestra da ONG CUIDAR DA VIDA – Instituto para Inclusão Social:“Coaching: Treinando seu filho para uma vida de sucesso”
Palestrante: Dr. Mário Sérgio F. da Rocha – Diretor Executivo da ONG CUIDAR DA VIDA, Psicólogo, Pedagogo e Escritor.

Data: 02 de dezembro de 2009
Horário: 19h e 30min
Entrada Franca

  • Exposição “Casa Viva” – Auxiliadora Bastos e convidados
“Casa Viva” é uma exposição que tem por objetivo divulgar a arte e a criatividade de seus participantes, mantendo a Casa “viva” como na época de sua proprietária Léa Pentagna.

Expositores:

Auxiliadora Bastos e alunas, Vilma Bruno, Elisa Barros e alunas, Maria Rosa Dantas, Buffet Dirce Dantas, Arte de Unir, Dani Porcelanas, Doce Lar, Levi Móveis, DigiCopy, Akakia, O Boticário, Floricultura Luzane Decorações, La Maison.

Abertura: Chá Beneficente
Data: 04 de dezembro de 2009
Horário: 17h e 30min
Valor: R$ 10,00
Venda de ingressos antecipados na Casa Léa Pentagna

Período de visitação: de 05 a 13 de dezembro de 2009
Horário: de terça a quinta-feira, de 14h às 18h
sexta, sábado e domingo, de 09h às 12h e 14h às 18h
Entrada Franca

  • Almoço da ANIBRA – Associação Cultural Esportiva Nipo-Brasileira de Valença / Rio das Flores / Região
Em benefício da Fundação Léa Pentagna
Data: 06 de dezembro de 2009
Horário: a partir de 12h
Cardápio: Yakisoba
Valor: R$ 10,00 (bebidas e sobremesas à parte)
Venda de ingressos antecipados na Casa Léa Pentagna

  • Exposição de Artes Plásticas
Expositor: Jonas Brandão e alunos
Período: de 18 a 22 de dezembro de 2009
Horário: de 14h às 18h
Entrada Franca

22 novembro 2009

Trabalho Voluntário

"O trabalho voluntário entre jovens cresceu de 7% para 34% nos últimos cinco anos no país. É o que mostra a pesquisa realizada e publicada no livro Doações e trabalho voluntário no Brasil. Quais são os benefícios dessa ação e como se sentem os praticantes é o que você descobre com a repórter Bruna Stefanelli."

Ao nos preocuparmos com a sorte dos outros, ao nos mobilizarmos por causas de interesse social e comunitário, estabelecemos laços de solidariedade e confiança mútua que nos protegem em tempos de crise, que tornam a sociedade mais unida e fazem de cada um de nós um ser humano melhor. Pelos benefícios que traz para o próprio voluntário, para as pessoas com quem o voluntário se relaciona, para a comunidade e a sociedade como um todo, é que o voluntariado merece ser valorizado, apoiado, divulgado e fortalecido.
Este é o objetivo do Portal do Voluntário.
Seja útil à alguém e a você mesmo. Faça trabalho voluntário, você só tem a ganhar com isso.

21 novembro 2009

O teu riso

Mestre das palavras, Pablo Neruda nasceu em Parral, em 14 de julho de 1904. Autor de vários livros o poeta chileno conquistou o Nobel de Literatura em 1971. Ricardo Eliezer Neftalí adotou o pseudônimo de Pablo Neruda inspirado no escritor checo Jan Neruda. Foi candidato a presidência do Chile, mas desistiu em favor de Salvador Allende, pois acreditava em uma América Latina mais justa.

fonte: Deslimites do Ser e pt.wikipedia.org

Tira-me o pão, se quiseres,
tira-me o ar, mas não
me tires o teu riso.

Não me tires a rosa,
a lança que desfolhas,
a água que de súbito
brota da tua alegria,
a repentina onda
de prata que em ti nasce.

A minha luta é dura e regresso
com os olhos cansados
às vezes por ver
que a terra não muda,
mas ao entrar teu riso
sobe ao céu a procurar-me
e abre-me todas
as portas da vida.

Meu amor, nos momentos
mais escuros solta
o teu riso e se de súbito
vires que o meu sangue mancha
as pedras da rua,
ri, porque o teu riso
será para as minhas mãos
como uma espada fresca.

À beira do mar, no outono,
teu riso deve erguer
sua cascata de espuma,
e na primavera, amor,
quero teu riso como
a flor que esperava,
a flor azul, a rosa
da minha pátria sonora.

Ri-te da noite,
do dia, da lua,
ri-te das ruas
tortas da ilha,
ri-te deste grosseiro
rapaz que te ama,
mas quando abro
os olhos e os fecho,
quando meus passos vão,
quando voltam meus passos,
nega-me o pão, o ar,
a luz, a primavera,
mas nunca o teu riso,
porque então morreria.

Pablo Neruda

19 novembro 2009

Consultoria

Esse email veio de Elvana Ayres Medeiros.

"Bom dia Victor,
Meu nome é Elvana Ayres, sou nutricionista. Moro em Porto Velho-RO.
Estive navegando no seu blog e encontrei um modelo bem legal de um projeto de ONG.
Estou planejando montar uma ONG de caráter social e cultural na minha igreja, mas estou com algumas dúvidas.
No modelo que vi no seu blog tem um item chamado EXPERIÊNCIA PRÉVIA.
Então, gostaria de saber se o projeto foi criado após o inicio das atividades da ONG.
A quem é direcionado o projeto? E o estatuto? É criado antes do projeto?
Se puder esclarecer agradeço.
Atenciosamente,
Elvana Ayres"

Olá amiga Elvana
Nesse caso o projeto foi feito anteriormente a criação da ONG. É interessante que se crie o projeto antes/ou em paralelo com a montagem da instituição. Mostra que você está mesmo empenhada em um trabalho sério.
Acho que quando você pergunta “a quem é endereçado o projeto", está querendo saber a qual público alvo ele se direciona. Depende do que você está querendo fazer, ou seja, se a instituição trabalhará na área de cultura, saúde, etc.
Como já disse o estatuto pode ser criado antes ou depois de já ter um projeto em andamento.
Caso tenha alguma dúvida, entre em contato comigo.
Abraços,
Victor S. Gomez

17 novembro 2009

Venha Participar do Evento 5º. Causos do ECA

Dia 24 de novembro, às 18h30, na Sala São Paulo, em São Paulo.

O evento terá apresentação musical de Toni Garrido e Orquestra Alegro, sob regência do maestro Renato Misiuk. Haverá também a leitura dramática de um dos causos finalistas sob a direção de Vladimir Capella.

Todos os convidados receberão um exemplar do livro Causos do ECA: sua história é a nossa história.

Confirme sua presença até o dia 19 de novembro pelo telefone (11)
2894-8561 ou pelo endereço www.pro-menino.org.br

Programação

18h30 – Coquetel
20h00 – Abertura
20h20 – Leitura dramática de um causo por Selma Egrei
20h30 – Premiação
21h20 – Lançamento do livro Causos do ECA: sua história é a nossa história
21h05 – Apresentação musical com Toni Garrido e Orquestra Alegro, sob regência do maestro Renato Misiuk
21h50 – Encerramento

16 novembro 2009

Marcha Mundial pela Paz e pela Não-Violência


Um exemplo a ser seguido. Confirme sua adesão na Marcha Mundial pela paz e pela Não Violência. Milhões de pessoas em vários países já estão participando dessa manifestação mundial. Criada pela ONG Mundo sem Guerras, a marcha tem a intenção de alertar a todos sobre o perigos de confrontos nucleares. Que tal participarmos desse evento, que pretende dar um basta a violência.

AS PROPOSTAS DA MARCHA MUNDIAL

Para evitar a catástrofe atômica futura, devemos superar a violência hoje, exigindo:
• o desarmamento nuclear em nível mundial;
• a retirada imediata das tropas invasoras dos territórios ocupados;
• a redução progressiva e proporcional do armamento convencional;
• a assinatura de tratados de não agressão entre países; e
• a renúncia dos governos a utilizar as guerras como meio para resolver conflitos.


fonte: Banco do Planeta

14 novembro 2009

Reciclar Alimentos

Reportagem da TV Record sobre reciclagem de alimentos. O meio ambiente precisa de nossa ajuda, façamos cada um o que nos cabe e já estaremos contribuíndo. Diga não ao desperdício, o planeta pede ajuda e o momento é agora. Não perca o bonde da história, faça você a diferença.

fonte: Blog Antenada e Reciclada



13 novembro 2009

Ajude a Acabar com o Escândalo da Fome

Essa é uma mensagem da AVAAZ.org
Colabore com esse evento assinando em favor de milhões de pessoas.

1 em cada 6 pessoas do mundo passam fome todos os dias. Com a crise econômica global a situação só se agravou

Em poucos dias governantes irão se encontrar na Cúpula sobre Alimentação em Roma. Porém, a França, Alemanha, Reino Unido, Itália e Japão estão voltando atrás nos USD$20 bilhões prometidos no começo do ano para combate à fome.

Milhões de vidas dependem deste financiamento, por isto não podemos deixar eles esquecerem a sua promessa. Assine a petição abaixo, ela será divulgada em uma ação espetacular no Coliseu em Roma na véspera da Cúpula:

http://www.avaaz.org/po/world_hunger_pledges

fonte: AVAAZ.org

11 novembro 2009

Como Elaborar um Projeto

O artigo que estou postando hoje foi publicado no Portal do Meio Ambiente (REBIA), criado pelo talentoso Jornalista Vilmar S. D. Berna, do qual ele é Editor. O artigo é de Leandro Lamas Valarelli ( leandro@rits.org.br Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. ), que publico aqui com autorização por email de Vilmar Berna.
O artigo mostra em detalhes, como elaborar um projeto social. Nele você tem como entender melhor todos os aspectos de um projeto, desde como conseguir doadores, até de como mostrar transparência no seu trabalho e clareza em suas idéias e objetivos.

"Por Leandro Lamas Valarelli ( leandro@rits.org.brEste endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. )
Estas dicas referem-se ao universo de fundações e agências de cooperação não governamentais, brasileiras ou internacionais. Em grande parte, baseiam-se na experiência de muitas organizações, assim como em depoimentos de dirigentes e responsáveis pela análise, seleção e aprovação de projetos naquelas instituições. Portanto, não são regras, mas pontos a serem observados. O importante é alertar que, além de um projeto consistente, é preciso informar-se sobre a instituição à qual vai solicitar apoio e apresentar suas idéias de modo claro e objetivo.

Algumas tendências gerais da cooperação internacional não governamental

Algumas tendências da cooperação internacional já são bastante conhecidas: redução global do volume de financiamentos para a América Latina e o Caribe; maior ênfase no apoio a projetos, reduzindo os chamados apoios institucionais. Mas existem algumas outras características das fundações e agências que vale a pena ter em conta quando se pensa na apresentação de projetos.

Várias fundações e agências têm, assim como as ongs que elas apoiam, passado por profundos processos de reorganização de estruturas e prioridades. Reestruturação, downsizing e profissionalização são termos que, cada vez mais, vêm fazendo parte do cotidiano destas organizações e do seu vocabulário. Estão sendo constantemente cobradas por seus conselhos, doadores e contribuintes quanto ao impacto de sua atuação própria e dos projetos e instituições que apoiam. As tendências que se verificam a partir desta dinâmica são:

Profissionalização dos quadros. Cada vez mais, as pessoas que trabalham nestas instituições conhecem bastante ou tiveram experiência sobre o "outro lado", o dos projetos e ongs.

Maior preocupação em focar a atuação, reduzindo o leque de temas e aspectos nos quais atuam e dão apoio, visando aumentar o seu impacto. Algumas instituições têm, inclusive, optado por fazer doações maiores a um número menor de organizações, de forma a aumentar o impacto de seus fundos.

Opções mais claras relativas ao tipo e ao tamanho das instituições que apoiam. Privilegiam organizações pequenas, com atuação local e capacidade inovadora. Outras têm optado por apoiar grupos maiores, regionais e nacionais com maior possibilidade de difundir experiências, opiniões e influenciar políticas públicas.

Estão se tornando mais pró-ativas e levando mais a sério seu papel na formulação de políticas públicas. Cada vez mais definem objetivos próprios e áreas nas quais querem investir. Assim, procuram organizações parceiras que possam levar adiante estes projetos, reduzindo o orçamento para atendimento a demandas.

Preocupação crescente com a sustentabilidade e a replicabilidade dos projetos e iniciativas. Isto leva à priorização de projetos que nascem e se desenvolvem apoiados em relações de parceria e colaboração entre várias organizações e projetos.

Priorização de projetos participativos, que envolvem o público alvo no desenho de um projeto: na definição do problema, na indicação das soluções e na execução das ações.

O que você deve saber antes de entrar em contato?


Tente se informar o máximo possível sobre a fundação ou agência, dedicando tempo à pesquisa e à preparação, antes de tentar entrar em contato com o possível doador.

Localize ou peça folders, publicações, orientações para envio de projetos. Visite a home page na Internet.

Confira as áreas programáticas da fundação. Verifique se você está incluído nas prioridades e se atende aos critérios da entidade. Veja a relação (se disponível) de projetos que eles já apoiaram e compare com o tipo de projeto que você desenvolve ou pretende implementar.

Cheque os procedimentos apontados pela entidade sobre como fazer contato. Algumas pedem uma carta inicial, curta e objetiva. Outras só estabelecem contato a partir do recebimento de projetos apresentados segundo roteiros, formulários e listas de documentos necessários, fornecidos pela entidade. Verifique se existe alguma exigência quanto ao projeto ter sido concebido e estruturado segundo algum método de planejamento específico.

Conheça a si mesmo e à sua organização. Assegure-se de que seu conselho tem clara sua missão. Seja capaz de definir por que vocês são diferentes e como podem resolver os problemas.

Escreva um documento conceitual e deixe-o na gaveta por uma semana. Depois, releia e mostre aos colegas e pergunte se o texto realmente está comunicando o que você está querendo dizer, de maneira honesta e direto ao ponto.

O que os doadores esperam sobre o modo de contato e de apresentação da proposta ?

Informe-se sobre com quem você deve falar: nome, cargo, função. A pior coisa é enviar cartas dirigidas a alguém que não está mais no cargo. Dirija-se diretamente à pessoa e acredite na sua capacidade profissional e inteligência. Siga suas recomendações e seja respeitoso com os procedimentos da entidade. Esforços de lobby, como 25 cartas de apoio de outras instituições, não funcionam.

Evite o uso de contatos pessoais diretos com o conselho da entidade, passando por cima do responsável pelo recebimento e avaliação de projetos. Não tente criar canais pessoais e informais, tais como convites para jantar, a não ser que proposto pela pessoa como um jantar de trabalho.

Prepare-se para a entrevista. Releia o material sobre a fundação ou agência e prepare-se para apresentar com clareza e objetividade sua organização e seu projeto. Focalize mais as soluções (e menos os problemas) que o projeto pretende oferecer. Evite os jargões e a falta de concisão.

Numa entrevista, garanta sempre a presença das pessoas que vão dirigir o projeto, e não apenas do responsável pela captação de recursos.

Jamais pergunte "Quanto devemos solicitar?". Tenha bem definidas as suas necessidades e seu orçamento e apresente-os de forma bem fundamentada.

Quais as características de uma proposta bem sucedida, na opinião dos doadores?

Quando ela possibilita aos doadores ver como seu investimento resultará num impacto de longo prazo, indicando os planos para a sustentação no futuro;

A que revela o interesse e o compromisso do Conselho da organização;

Quando demonstra que o solicitante refletiu claramente sobre o seu papel e suas políticas no contexto em que opera. E que, além de entender profundamente este contexto, consegue articular claramente a essência e a personalidade da organização na busca de soluções;

Ser bem estruturada, demonstrando com clareza o problema e os objetivos para enfrentá lo;

Comprovar que a organização já demonstrou ter capacidade para fazer um trabalho sólido, contando com líderes capazes, comprometidos, perseverantes e efetivos;

Apresentar maneiras inovadoras, consistentes e pouco usuais para resolver problemas;

Estar em sintonia com as prioridades da instituição doadora.

Quais são algumas das razões pelas quais uma proposta pode ser rejeitada?

Não estar em sintonia com os objetivos e prioridades da entidade doadora;

Ser genérica a ponto de poder ser atribuída a qualquer outra instituição;

Ter um orçamento bastante alto quando comparado com as despesas operacionais gerais da organização ou se há algo espantoso, como 60% de despesas administrativas;

Se não demonstra a capacidade da organização e de seu pessoal de levar adiante o projeto;

Discurso arrogante ou retórico;

Falta de honestidade ou falta de caráter.

Na proposta, qual é a seção mais importante, de maior peso?

Há um consenso generalizado entre os doadores sobre a importância da carta inicial ou do chamado sumário executivo, geralmente de uma página ou duas, que apresenta o resumo da proposta. É a primeira coisa que os doadores lêem. Há uma avaliação comum: se você não puder dizer quem é, o que pretende, onde, quando e porquê em uma página, não poderá fazê-lo em dez. Portanto, espera-se que nesta carta inicial ou sumário estejam contidos os seguintes aspectos:

Logo nos primeiros parágrafos, a organização deve dizer o que quer e como a proposta se encaixa nas prioridades programáticas do doador;

Fazer um resumo sobre o problema (ou necessidades), como o diagnosticaram e como pretendem solucioná-lo.
Em seguida, as partes da proposta (texto mais desenvolvido sobre o projeto) que mais merecem a atenção dos doadores são o orçamento e a caracterização da organização e do seu pessoal, para avaliar a capacidade da organização em implementar o projeto.

O que os doadores procuram no orçamento?

Cada doador tem seus formulários, esquemas ou roteiros próprios para apresentação de orçamentos. Mas numa fase de apresentação de propostas ou discussão inicial, você talvez tenha que apresentar seu orçamento a seu modo. Mas, de maneira geral, as atenções para os orçamentos estão voltadas para os seguintes aspectos:

A porção do orçamento solicitada ao doador;

As fontes de onde virão os outros recursos (governamentais, associados, outras financiadoras etc.);

Como a organização levará o projeto adiante se não obtiver tudo que pretende;

A parcela representada pelo orçamento do projeto no contexto do orçamento global da organização;

Comparações, não detalhadas, de três anos quando se trata de projetos em andamento (ano passado, este ano, ano que vem);

Os salários dos funcionários principais e o tempo que eles dedicarão ao projeto;

Os valores de contrapartida da organização ou comunidade e como evoluirão no tempo. Mas existem reservas quanto a contrapartidas orçadas em espécie, tais como trabalho voluntário, tempo de reunião etc., que elevam de maneira irreal o custo total do projeto;

Orçamentos bem estruturados, que indicam a natureza das despesas e sua evolução no período. Orçamentos muito detalhados são considerados inadequados, devendo ser usados apenas para gerenciamento interno da organização. Detalhes e explicações devem ser dadas em notas de rodapé.

Qual é considerado o tamanho ideal de uma proposta?


Embora cada doador tenha seus formulários e roteiros próprios, há uma grande tendência de valorizar propostas iniciais que tenham, no máximo, entre 3 e 8 páginas, com no máximo um ou dois anexos que sirvam para aumentar a compreensão de algum aspecto da proposta ou da organização. Informações detalhadas demais, que não foram solicitadas, ou pré propostas de 30 páginas, tendem a ser avaliadas por último. Os doadores alegam que, neste estágio inicial, uma organização deve colocar a essência do que está propondo. As informações adicionais são geralmente requeridas através dos formulários ou a partir do desenvolvimento do interesse pelo projeto.

A melhor forma de sua proposta chamar a atenção está no fato dela ser capaz de, assim como a carta inicial ou sumário executivo, apresentar claramente o problema e o modo como serão construídas as soluções, de modo direto, breve e sem jargões.

Qual a importância do layout na apresentação da proposta?

Os critérios fundamentais que elegem uma proposta com uma boa apresentação não estão ligados à capacidade de chamar a atenção pela sua forma, ao contrário do que muitas vezes se pensa. Pense nos profissionais que lerão sua proposta como pessoas que têm muitas outras propostas para analisar e que estão principalmente interessados nos conteúdos delas. A proposta não deve ser uma peça publicitária. O fundamental é que ela seja apresentada de modo a facilitar e agilizar o seu manuseio, a leitura e a compreensão do projeto. Para tanto, indica-se que uma proposta:

Apresente o pensamento escrito de maneira lógica, levando o leitor progressivamente a compreender a natureza e as características da execução do projeto;

Tenha tipos e tamanhos de letra que tornem a leitura fácil;

Seja grampeada, pois torna-se mais fácil desmontá-la e arquivá-la. Capas duras, espiral e pastas de plásticos com folhas soltas não são indicadas;

Contenha poucos materiais anexos, apenas os que realmente acrescentarem informações relevantes para a compreensão de seu projeto e que não exijam tempo ou esforço demasiado para serem vistos. Recortes de jornal, brochuras ou cartilhas, vídeos, gráficos e dados estatísticos têm valor limitado e muito provavelmente não são objeto de atenção, a não ser que sejam claramente muito importantes.

  • Além da experiência do autor, o texto se baseia também em um conjunto de opiniões de representantes de fundações americanas, contidas no livro Guide to proposal writing, de Jane C. Geever & Patricia McNeill, The Foundation Center, NY, 1993."
abcr

Associação Brasileira de Captadores de Recursos

Passo a passo de como criar uma ONG