Pesquisar este blog

14 fevereiro 2013

Grupo Garra Suburbana

Em meio aos truculentos anos 70, em plena ditadura do General Ernesto Geisel, alguns adolescentes e jovens da zona norte carioca, formaram o grupo teatral Lagrimas de Cristal e logo depois se uniram ao Grupo Garra Suburbana, ícone da resistência cultural dos anos de intransigência e tortura no subúrbio do Rio de Janeiro.

Movidos por uma necessidade imensa de tentar modificar aquele quadro, através da arte e da cultura, esses jovens criaram um movimento cultural em Marechal Hermes, subúrbio da Central do Brasil e conseguiram a administração do Teatro Armando Gonzaga por 6 meses. Um prédio de linhas modernistas, que acompanha a arquitetura de Oscar Niemeyer.


Durante esse período, nós, integrantes do Grupo Garra Suburbana, promovemos vários eventos, shows, espetáculos teatrais e exposições de artistas plásticos e poetas.

O Grupo era eclético, vários segmentos estavam envolvidos com o grupo. Nosso principal trabalho foi a montagem da peça teatral "O Homem Que Não Dorme A trinta Anos Com Medo de Ser Assaltado", peça de criação coletiva, com direção de Marcos Borges.

Em meio a violência que reinava solta naquela período, não ficamos invisíveis a censura. A peça foi censurada em todas as alíneas, nem o título passou, mesmo assim não esmorecemos, apresentamos o trabalho mesmo censurado. Tivemos casa cheia em Marechal Hermes e no teatro da OAB no centro do Rio, com presença de vários artistas e do critico teatral Macksen Luis. Corremos um serio risco de sermos presos, pois, além disso, alguns integrantes do grupo tiveram ligações com grupos de resistência.

O trabalho foi muito aplaudido pela classe teatral, que assistiu ao espetáculo, mas não seguiu adiante pelos motivos mencionados. Marcou uma época, época de sonhos e lutas pela liberdade de um povo. Foi uma inovação a linguagem teatral criada pelo Grupo Garra Suburbana e por outros grupos que atuavam pelo subúrbio nos anos 70, entre eles o excelente Grupo Sacos e Canudos de Caxias, na Baixada Fluminense. O famoso teatro Besteirol, usado nos anos 80 pelo Grupo Asdrubal Trouxe o Trombone, tem um pouco de influencia do trabalho criado pelos grupos de teatro do subúrbio carioca.



Vale a pena lutar pelo que se acredita, mesmo que seja difícil e que vários empecilhos obstruam o caminho. Temos certeza que nosso trabalho não foi em vão e que ajudamos, na medida em que pudemos, com as transformações sociais que ocorreram naqueles anos.
Victor S. Gomez

Qualquer pessoa que se achar atingida, encontrar erros, quiser modificar esse texto ou acrescentar algo, entre em contato comigo.

Email: victorsgomez@gmail.com

Passo a passo de como criar uma ONG