Pesquise Modelo de Projeto Social

30 setembro 2008

Valença: Talento da terra

Realizou-se em Valença nos dias 26,27 e 28 de desse mês, a 9ª exposição de pintura "A arte enfeita a vida!", da professora Célia Regina de O. Nogueira e seus alunos: Aldo Accioly, Clea Queiroz David, Consuelo Lago de Vasconcellos, Dalal Dahbar Arbex, Eny Delgado Cruz, Fátima Accioly e Maria Luiza Medeiros. A professora ensina pintura em porcelana, tela, tecido e vidro, tendo muita versatilidade em sua obra. Célia veio de Niterói e há 24 anos reside em Valença, tendo realizado várias exposições nesta cidade. Fez também exposições no Rio de Janeiro, nos antigos hotéis, Nacional e Copa D'Or e no Monte Líbano. Em Paris participou da exposição Internacional de Peiture sur Porcelaine, na Association Fance Amerique em novembro de 1995.


Na decoração em porcelana, ela trabalha com as mais variadas técnicas e estilos, como Imari, que recebeu este nome, devido ao porto de embarque da louça na cidade japonesa de Imari. Usando nesta técnica as cores azul, vermelha, verde e muito ouro. Ensina ainda o estilo Satsuna também oriental, o estilo Rouen (francês), os azuis Delft (holandês) e outros estilos que vão do clássico europeu (Dresden e Servrés), aos mais modernos e criativos.



Seu atelier situa-se à rua Teodorico Fonseca, 480, centro, Valença, RJ.
Telefones para contato: 24 24521855 – 24 99546020.
Ela aceita encomendas e faz restaurações de pintura em porcelana nova e antiga.

28 setembro 2008

Valença: Talento da terra

Hoje fui visitar a Casa do Artesão e tive uma grata surpresa. Pude admirar trabalhos de qualidade e com ótimo acabamento, num espaço muito bem organizado. Lá estão expostas peças feitas com muito esmero, nos mais diversos materiais e utilizando variadas técnicas, entre elas: Reciclagem, Decoupage, Biscuit, Crochê, etc. A valorização do trabalho manual, se faz necessária nesses tempos difíceis, não só como fonte de renda, mas também como complementação da mesma, garantindo assim a subsistências de diversas famílias. A instituição está aberta diariamente, inclusive aos domingos, aproveitando assim a visita de turistas. A Associação Casa do Artesão de Valença (ACAV) é formada por 25 artesãos que ali expõem e tem como objetivo principal, valorizar o trabalho artesanal em nossa região.



A Casa do Artesão situa-se a rua Vito Pentagna nº 175, Benfica, Valença, RJ. Telefone para contato: (24) 24526254. Se você vier a Valença de uma passadinha lá. Com certeza não vai se arrepender.

23 setembro 2008

Valença: Talento da terra

Sábado passado teve vernissage aqui em Valença. O pintor Valenciano, Jonas Brandão, expôs seus quadros no restaurante “Lá na Criação...", do meu amigo André. O artista, nascido em Valença, pinta há 25 anos. Com trabalhos de grande qualidade, Jonas Brandão, já fez várias exposições individuais e coletivas. Seus quadros já foram expostos em Volta Redonda, Barra do Piraí e Rio de Janeiro. Suas obras também já foram admiradas em vários países, entre eles: Inglaterra, Estados Unidos, Alemanha, Portugal e Itália. As pinturas retratam os sólidos casarios, de uma época, onde reinavam o esplendor e o poderio, de uma Valença dos tempos dos Barões do café.

Antiga estação ferroviaria de valença.


Praça da bandeira.


Hotel central.

Muito me orgulha estar aqui, divulgando o trabalho desse valoroso artista. Seu ateliê fica situado na Avenida Nilo Peçanha, nº 418, sala 01, centro, Valença-RJ. E quem quiser entrar em contato seu telefone é 024 99919378.

22 setembro 2008

Projetos sociais -US$ 1 milhão para projetos sustentáveis no Cerrado

Essa veio do Forum Grupos. E eu não podia deixar de postar.
http://www.grupos.com.br

O Programa de Pequenos Projetos Ecossociais (PPP-Ecos) destinará cerca de US$ 1 milhão para projetos de uso sustentável da biodiversidade e fortalecimento de comunidades tradicionais no Cerrado.

Os recursos serão doados a organizações civis sem fins lucrativos, escolhidas por meio do edital divulgado esta semana pelo Instituto Sociedade, População e Natureza (ISPN). O prazo final para o envio das propostas é o dia 13 de outubro.

Cada entidade poderá concorrer a projetos de até US$ 35 mil para iniciativas inéditas. Serão contemplados projetos no bioma Cerrado e nas áreas de transição para Caatinga, Amazônia, Mata Atlântica e Pantanal.

As organizações que já possuem experiência ou projetos com resultados e impactos positivos comprovados e que possam ampliar a escala de sua atuação poderão pleitear até US$ 50 mil. A escolha dos projetos se dará por meio de um comitê gestor nacional com representantes de órgãos governamentais, organismos internacionais, organizações da sociedade civil e universidades.

O PPP-Ecos existe no Brasil há 14 anos e é executado por meio do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud). Tem recursos do Fundo para o Meio Ambiente Mundial das Nações Unidas e apoio da Comissão Européia.

Em 2007, o PPP-Ecos entrou em uma nova fase de execução, na qual os recursos destinados aos projetos foram submetidos à aprovação do governo brasileiro e ao secretariado do Fundo para o Meio Ambiente Mundial. (Fonte: Agência Fapesp)
fonte: http://noticias.ambientebrasil.com.br/noticia/?id=40506

21 setembro 2008

Projetos sociais - Projeto (Re)ciclo Social

Este é um vídeo do Projeto (Re)ciclo Social, feito no Colégio Ruth Sant'Anna - RJ. Um trabalho muito interessante. O projeto desenvolve a conscientização ambiental em crianças em situação de exclusão e risco social. Fala sobre a preservação ambiental e reciclagem. Esclarece também que a conscientização ecológica deve ser trabalhada desde a infância, para que seja melhor assimilada.
Em breve estarei falando sobre o Projeto de conscientização ambiental, que a Igreja Messiânica está desenvolvendo aqui em Valença.

17 setembro 2008

Opinião: Devastação da Amazonia

Fiz esta postagem depois de ter lido um post no blog "Flor de Liz" e depois de assistir uma reportagem no "SBT Repórter" desta semana. Elas falaram de um problema crônico que se arrasta por anos em nosso país, o desmatamento da Amazônia. O "Flor de Liz" mostra o problema e propõe uma solução, a longo prazo, já o "SBT Repórter" apenas jogou a matéria e nos deixou estarrecidos com o que está acontecendo por lá. Até meu filho mais novo, Pedro, fez um protesto simbólico em seu ORKUT, via APPS, colocando lá o mapa da devastação.

Não é uma crítica o que faço aqui, mas sim uma constatação de fatos. Esta pedra já estava cantada a muito tempo e urge que medidas sejam tomadas rapidamente.
Nos conturbados anos 70 o Sr. Golbery do Couto e Silva, que escreveu o livro "Geopolítica do Brasil - 1955" dizia a seguinte frase: “Estejamos certos de que defender a Liberdade é também (graças aos céus) alicerçar em sólidas bases a Segurança Nacional.” Um tratado o qual mais tarde serviria de base da organização geopolítica do Governo Emílio Garrastazu Médici, à partir de 1970, para a colonização da Amazônia. Dizia também o general Danilo Venturini que na década de 70 pertencia ao Conselho de Segurança Nacional, e foi um dos idealizadores das colonizações das terras do norte brasileiro: "garantir a presença física brasileira numa região despovoada, e com isso consolidar a integridade do território nacional". Era como se pensava na época. Outro motivo do deslocamento da população para a Amazônia, era o medo dos militares de perder o território por falta de colonização. Lembro-me que havia um boato de que a China estaria de olho na Amazônia, único local desabitado do planeta, que poderia caber as bilhões de novas gerações de chineses. Havia também o interesse de Peruanos e Venezuelanos ,tanto dos movimentos de esquerda como daqueles interessados nas jazidas de ferro, agora conhecidas. O governo Geisel começou apostando na economia, financiou grandes empreendimentos privados, nacionais e estrangeiros e o ministro da Fazenda Delfim Neto defendia que o solo da Amazônia era constituído de terra-roxa, o que não era verdade. Ele era contra-indicado por ser composto de laterita (foto-estração de laterita).

Diante deste quadro vemos a devastação que a cada dia se consolida. O desmatamento e as queimadas são frutos de uma política mal elaborada, imediatista e sem nenhum estudo do que poderia dai advir.

Artes: Vania Menezes - Artista plástica

Construí um site para ela, www.vaniafmenezes.xpg.com.br. Se alguém se interessar da uma passadinha lá. É sobre artes plásticas e mostra todo o trabalho dessa pessoa formidável que é Vania. Ela diz que é artesã e não artista plástica. Vocês poderão julgar. Estou postando algumas obras aqui, para que se tenha uma ideia do que ela faz.

Politicamente correta a artesã Vânia Menezes, transforma e recicla tudo que a terra nos dá. Lá você encontrará um pouco do que se pode fazer com materiais, que para muitos parecem não ter valor algum. Obras feitas com amor e vontade de preservar a natureza e tudo o que é belo.

Expressão de sentimentos e criatividade, fazem dessas peças verdadeiras obras de arte. Trabalhos únicos que a artista expõe em seu ateliê e na feira Hippie de Ipanema todos os domingos. Lá todos poderão adquirir e admirar o trabalho da artesã Vânia Menezes, além de poder conversar agradavelmente com a simpática artista.

Quem quiser de uma conferida no site ou no blog da artesã
http://www.vaniamenezes.xpg.com.br/.
Tenho certeza que não vão se arrepender.



16 setembro 2008

Cinema: Rita Hayword

Resolvi embelezar um pouco este blog hoje. Estava muito sério isso aqui. Estou postando um dos mitos de beleza da década de 40. Absolutamente linda!

Margarita Carmen Cansino nasceu em 1918, Nova York e mais tarde ficou conhecida como Rita Hayword . Era norte-americana de ascendência espanhola e irlandesa. A cena de Gilda (1946) em que atriz faz um strip-tease ao som de Put the Blame on Mame imortalizou Rita como símbolo de beleza e sedução.

Seus outros filmes de sucesso foram Sangue e Areia (1941) e Cover Girl (1944).
Rita subiu aos palcos pela primeira vez com doze anos de idade. Ao longo da adolescência, ela se apresentou várias vezes em cassinos na fronteira dos EUA com o México. Rita atigiu seu pleno sucesso na década de 1940, tornando-se símbolo sexual daquela era.

Uma loura com açúcar (1941), com James Cagney, seria seu primeiro sucesso. Sangue e areia (1941), de Rouben Mamoulian, com Tyrone Power, solidificaria o caminho dela para o estrelato. Mas foi em 1946,no auge da sua beleza e com o clássico noir Gilda, ao lado de Glenn Ford, que Hayworth se transformaria na maior estrela da década e numa das mulheres mais desejadas e famosas do mundo.O êxito de bilheteira foi enorme.
fonte: http://en.wikipedia.org/wiki/Rita_Hayworth

13 setembro 2008

Artes: Cadê o futebol arte?

No dia do jogo Brasil e Bolívia eu estava com muito sono, mas resisti e fui assistir o jogo pela tv.

E ainda por cima depois do horário político. Talvez fosse melhor eu ter ficado na net mais um pouco ou ter ido realmente dormir. Que anti jogo. Que coisa mais feia. Só podia ter sido assim mesmo, um jogo feio merecia um fracasso de bilheteria e um zero a zero. Só fico com pena do Dunga, um cara batalhador, passando por uma situação dessas. Único técnico que teve coragem de assumir esse pepino. Ser chamado de burro pelo parco público que assistiu aquela pelada. E pior ter de ouvir os gritos de: "Obina, Obina". Espera ai, sou flamenguista, mas isso é o cúmulo, é de doer. Dizem que Pelé é do tempo que se amarrava cachorro com lingüiça. Eu também sou. Sou do tempo em que quem ganhava briga no maracanã, era quem dava o primeiro soco, pois logo em seguida vinha a turma do deixa disso e tudo serenava. Ninguém queria perder tempo com confusão, afinal de contas estava em campo o futebol arte. Quero que continue se amarrando cachorro com lingüiça. Quero que os jogadores tenham mais amor à camisa e ao país. A culpa não é do Dunga. Todos só querem encher a burra de dinheiro e fazer suas farras pela Europa. Quando técnicos recusam R$ 200.000,00 por mês, para dirigir a seleção brasileira, por que lá fora lhe ofereceram o dobro ou mais, é hora de se repensar o futebol. Não sei onde querem enfiar tanto dinheiro. Acho que temos que fazer o que a torcida fez nesse jogo. Não comparecer. Ficar em casa, ligar o DVD e comer uma pipoca assistindo os melhores momentos da copa de 70. E ver como era bonito, Pelé e Cia, amarrando cachorro com lingüiça.

10 setembro 2008

Opinião: Terra ociosa

Hoje minha caminhada foi boa. Mas alguns questionamentos vieram a minha cabeça. Faço caminhada por uma estrada que sai de Valença em direção a Rio das Flores, um município vizinho. A paisagem é bucólica, muito verde, alguns bois pastando. Uma imensidão de terra e mais nada. Uma casinha aqui outra acolá. E aquele mundão de terra ociosa. Penso em como seria bom que estas terras fossem produtivas. Ocupadas por quem nela trabalha. Sem essa de invasão e outras coisas. Mas de uma forma mais racional, equilibrada. Sem fins eleitoreiros, que nunca dão certo. Lembro do que falaram outro dia. Que varias pessoas reclamam que moram no interior e não tem nada pra fazer. Que essas pessoas que são de Conservatória, mas poderiam ser de qualquer outra cidade do interior do Brasil, querem morar nos grandes centros. Não consigo entender, pois nessa cidade tem musica quase que todos os dias. A cidade transpira arte e música. É inacreditável. Mas pensando bem, acho isso influência da modernidade de nossos dias ou será culpa da tal de globalização. Não sei, mas acredito que medidas devem ser tomadas o mais rápido possível. Talvez se houvessem mais possibilidades de emprego onde elas estão, dificilmente Isso aconteceria. Espero que os nossos governantes comecem a pensar nisso. As grandes plantações para a fabricação do biocombustível, já tomam boa parte de nosso território e suas máquinas de nossa mão de obra. Com o esvaziamento do campo, o Brasil que anos atrás era considerado o celeiro do mundo, talvez tenha que começar a importar comida.

09 setembro 2008

Opinião: "Indústria de ONGs cresce há seis anos"

Saiu no Jornal do Brasil do dia 08 de setembro de 2008. "Indústria de ONGs cresce há seis anos".

É hora de se separar o joio do trigo. Como em todo lugar existem bons e maus. Bons políticos, maus políticos, bons policiais, maus policiais, bons médicos, maus médicos e por ai vai. Precisamos ficar atentos para não generalizarmos. Para não cometermos erros, injustiças, com aqueles que verdadeiramente trabalham com seriedade e honestidade. Quando se joga uma manchete dessas na primeira página de um jornal do porte do Jornal do Brasil, a que se ter certo cuidado.

As pessoas estão acostumadas a ler a reportagem e sair por ai dizendo. - Só tem ladrão nessas ONGs. Por isso é bom que se faça uma reflexão e se publique as realizações de instituições, que estão comprometidas com trabalho em prol de suas comunidades, sem se preocupar que seus dirigentes recebam gordos salários.

Faço aqui essa observação, pois conheço varias instituições que lutam para sobreviver sem nemhuma ajuda de nossos governantes. E seus dirigentes só pensam de verdade em ajudar seus semelhantes.
Que tudo seja apurado com clareza e que todos os realmente culpados sejam punidos. Pensem nisso.

07 setembro 2008

Cinema: Festival de cinema em Conservatória

Estou chegando de Conservatória - RJ, agora. O 2º Festival Cine Música foi um sucesso. Tinha gente de todo lugar. Logo na entrada da cidade os primeiros sinais do Festival.

Foram apresentadas várias pré-estréias. A mais emocionante foi "Os desafinados” de Walter Lima Jr. O Cine-Tela Brasil, um projeto da Nova Dutra, lotou em todas as exibições.

No imenso palco montado pelo SESC na praça da Matriz, foram exibidos vários Curtas e Documentários.

Na noite de sábado tivemos a apresentação do musical de Sergio Cabral e Rosa Maria Araújo "Sassaricacando - e o Rio inventou a marchinha". Um presente para todos foi a interpretação impecável do sexteto comandado por Eduardo Dusek e Soraya Ravenle. Mais de 1000 pessoas assistiram o espetáculo. Um show.

E no Domingo além das outras atrações tivemos a maravilhosa Solarata. Apresentação dos Seresteiros na rua de pedestres. Uma delícia.

O melhor é que no ano que vem tem de novo. E tem mais, houve degustação de cachaça de fabricação local, mas ninguém ficou bêbado nem aconteceu nenhuma briga.

05 setembro 2008

Opinião: Violência

Fico preocupado com a violência que hoje em dia está em todo lugar. Moro numa cidade tranqüila do interior do Estado do Rio. Espero que ela continue assim por bastante tempo. Hoje à tardinha vi três carros da Policia Militar correndo pelo centro com as sirenes ligadas. Assustei-me. Será que as coisas estão mudando por aqui? Acho que não. O que eu senti, ainda é resquício do tempo em que eu morava na capital. Aqui ainda posso pela manhã, tomar um café na pastelaria ZK. Bem em frente da Catedral de Nossa Senhora da Glória, uma obra de arte. E a noite tomar o último cafezinho do dia no Armazém do Sabor, que fica na Praça do Jardim de Cima. Sem me preocupar com assaltos e nem trancar minha moto. Sinto-me privilegiado. Espero que um dia todos se sintam assim. O zumbido das balas perdidas está longe e espero que desapareça para sempre de todo lugar. Penso que só depende de nós. Do nosso esforço pessoal. Da vontade de se doar em algum projeto sério. Em acreditar que tudo é possível e que esse velho mundo sem porteira ainda tem jeito.

A idéia desse texto surgiu quando li uma postagem do blog "Eu, Eu mesma e Tine"

http://tine.blogueisso.com/

04 setembro 2008

Opinião: Agradecimento

Acabei de chegar da caminhada, estava precisando mesmo de exercício. 

Muito tempo parado em frente ao computador atrofia qualquer um. Eis que abro meu Email e tenho a grata surpresa de ver um email do projeto Semente. Vou reproduzi-lo aqui por que achei muito gentil da parte deles me agradecer.

"Olá Victor, vim retribuir suas palavras carinhosas e vejo mais uma demonstração de sua solidariedade neste seu espaço tão bacana. Vou imprimir e ler na comunidade que deve estar se reunindo na semana que vem. Estamos decidindo retornar às atividades antes do Natal (mesmo que as oficinas não aconteçam ainda no centro comunitário), que em anos anteriores, beneficiou os membros com a oficina e a venda de guirlandas e velas natalinas.
Um abraço e que Deus o abençoe sempre
Salette"

Querida Salette e amigos do Projeto Semente. Não faço mais que a minha obrigação. Faço a minha parte, que embora seja mínima, é sincera. O trabalho que realizei em Seropédica, em muito se parece com o de vocês. Identifiquei-me com ele. Mas não é só por isso. Passei anos trabalhando no CECI, sem o menor apoio das autoridades locais. Somente contando com o a ajuda do meu amigo Padre Humberto e com a proteção de Deus. Acho que é realmente hora de tomarmos uma atitude, em relação a esses fatos. Sou só um beija-flor, mas juntos formamos uma revoada. Esse é um espaço aberto. Gostaria que mais pessoas fizessem o que estou fazendo, e não ficassem só reclamando ou então dizendo que as ONGs não servem pra nada, muitas vezes se escondendo atrás do anonimato. É hora de arregaçarmos as mangas e meter a cara no trabalho, honesto e sério.

Meu blog está aberto para qualquer tipo de discussão ou ideia. Vamos lá, mãos a obra.

Abraços, Victor S. Gomez

02 setembro 2008

Opinião: Indignação

Tomo a liberdade de reproduzir uma postagem do Blog Projeto Semente por me sentir tão indignado quanto os integrantes do projeto.

Projeto Semente

Oficina de artesanato
Segunda-feira, 4 de Agosto de 2008
Em pausa
Infelizmente nosso projeto vai parar por um tempo, por vários motivos mas, o principal deles é a violência incontrolável que está vivendo a Comunidade Nossa Senhora das Graças.
As próprias beneficiadas pelo projeto estão com medo de se reunir no centro comunitário que, no mês de junho, foi arrombado e saqueado, deixando a comunidade com um enorme prejuízo e estarrecida com o acontecido.
A paróquia prometeu arrumar o muro e colocar cerca elétrica no centro e nós estaremos aguardando que se tenha o mínimo de segurança para poder voltar.
É uma pena, mas continuaremos nos preparando para a volta.
Por isso as postagens vão continuar, só que postarei os trabalhos experimentais e os cursos que tenho agendado para me preparar para a volta do projeto.
Até breve!

Centro Comunitário Nossa Senhora das Graças.

É doloroso saber que em lugar nenhum desse país se tem segurança. Ver o trabalho de pessoas sérias ser atingido dessa forma, sem que se tomem providências é lamentável. Vivemos um período de descaso das autoridades. Acho que é chegada a hora de darmos um basta. Tentar conscientizar o maximo de pessoas possível, para que isso não torne a acontecer. Torço por vocês ai amigos e que esse triste episódio não mais se repita.
Abraços, Victor S. Gomez

Prestigie o Projeto Semente
http://semente-projeto.blogspot.com/

01 setembro 2008

Cinema: Festival de cinema em Conservatória

Conservatória realiza de 4 a 7 de setembro o II CINEMÚSICA, um festival que explora um conceito novo na cena do cinema brasileiro: o som no cinema. Apresentação de mais de 50 filmes, show com Eduardo Dusek, Soraya Ravenle e grande elenco. Prestigie este evento e venha conhecer esse paraíso que é a capital da seresta.

Passo a passo de como criar uma ONG