Postagem em destaque

O Projeto Valença Troca Livros Precisa de Ajuda

Ajude no Apoia.se: https://apoia.se/valencatrocalivros O Projeto Valença Troca Livros precisa de ajuda. Victor S. Gomez - Escritor, Ato...

22 agosto 2008

Opinião: Réplica

Dou-me o direito de escrever esse artigo, em função de uma publicação do Blog do Christian Rocha “Quase todo dia uma nova quimera”, feita em Setembro de 2005. Não sei se alguém já fez uma replica, mas faço a minha assim mesmo, porque acho que quando se critica, você se dá o direito de ser criticado. “Quem fala o que quer, ouve o que não quer”. Já diz o dito popular.

Na tal publicação “de ONGs e artistas”, o autor fala de algo que, pelo que senti ele jamais passou perto. Se doar num trabalho social verdadeiro e sério, acho que é o que ele precisa. Falar mal de algo que se desconhece é no mínimo oportunista se no caso a intenção é só aparecer. Denegrir o trabalho de pessoas sérias, que se doam de sol a sol, sem mesmo dar-lhes a chance de se defender é cruel e insensato.

Não se pode sair generalizando, achando que todos são oportunistas e que as ONGs não servem pra nada. A intenção não é formar grandes artistas, músicos, etc. É dar noções de cidadania, tirar o jovem e a criança da ociosidade das ruas. O que se não for feito a tempo, pode levá-las a marginalidade. Dar-lhes um leque de perspectivas, que mostrem que elas não têm só uma opção na vida. Acho que precisamos ter mais cuidado quando falamos sobre um assunto sem vivenciá-lo. Não sei mais do que ninguém, mas vivi o que falo. Senti na pele o trabalho. Convivi com crianças e adolescentes, que agora estão no mercado de trabalho. E mesmo que tenham lidado com a arte em nossa ONG de uma forma “superficial” como fala esse senhor, hoje são grandes artistas da vida. Bons cidadãos. Pessoas de bem. Abraços.

Victor S. Gomez

Passo a passo de como criar uma ONG