As melhores peças para seu carro podem ser encontradas aqui

Http://www.Motordoctor.PT

03 setembro 2013

Projeto Walking Gallery

O projeto Walking Gallery é um movimento cultural que visa apenas trazer a arte para a rua, sem limites, sem barreiras, sem paredes. 

Depoimento de Gabriel Bertazzoli — Artista Plástico, trabalha na Feira Hippie de Ipanema.

No sábado 24 de agosto os artistas plásticos foram convocados pela Walking Gallery Rio de Janeiro. Isso gerou uma grande expectativa para aqueles que como eu vivemos de nossa arte expondo-a na rua. A gente trabalha acuado nas Feirartes, com limitações para o nosso desenvolvimento profissional (dias e horários fixos, fiscalização discriminada e grosseira por parte do controle urbano, processo de admissão obscuro e arbitrário em mãos de burocratas, falta de infraestrutura), enfim nada novo para quem é refém do poder público. Para nós, este movimento de artistas saindo às ruas traz oxigênio para lutar contra a política da prefeitura de controle da proliferação de artistas de rua. No Rio “NÃO PODE” vender sem licença ou fora das galerias o centros de arte. Mesmo com uma lei municipal permitindo. Eu sempre vou ser grato ao Walking Gallery por ter ajudado a quebrar essa barreira. 

Por isto vi na convocação pública aos artistas plásticos uma alternativa às politicas de exclusão com que as galerias e o estado nos tem acostumados. Muito obrigado!


Aproveito a oportunidade para incentivar a todos os amantes das artes plásticas a mostrarem e venderem seus trabalhos nas ruas no Walking Gallery ou em outros grupos e até sozinhos.

Sim, é possível viver da sua arte quando se tem contato direto com o público. A relação comercial é simples e saudável. O público compra porque aprecia e não porque vai especular com ela. Então, as manipulações que são necessárias para sobreviver no mercado tradicional e sobretudo a oneração que os intermediários aplicam sobre as obras ficam fora da equação. Não dá para ficar rico nem famoso, mas dá para dedicar todo o tempo que quiser a desenvolver sua arte sem as interferências de quem está na área só para ganhar dinheiro, prestígio ou fama.
Existe um público ignorado pela Industria da Arte Contemporânea que vai adorar falar com vocês pessoalmente além de ver e comprar suas pinturas, esculturas, fotos artísticas, Comics, gravuras, desenhos, aquarelas, ilustrações, técnicas mistas, caricaturas, enfim, toda arte que resulta da prática diária no manuseio de materiais e da paixão pela linguagem plástica. Tem muita luz na rua para todos os artistas plásticos que não tem pressa. Grande abraço e boas caminhadas! 


Nenhum comentário :

Postar um comentário

Caso tenha gostado do que encontrou aqui, comente o artigo que acabou de ler.

Passo a passo de como criar uma ONG