As melhores peças para seu carro podem ser encontradas aqui

Http://www.Motordoctor.PT

22 maio 2013

Projeto Cultural Gratuito “Catando Estórias”


Começa amanhã em são Paulo.

Passagem subterrânea da Rua da Consolação, 
esquina com Av. Paulista,
recebe projeto cultural gratuito a partir desta quinta-feira
  
“Catando Estórias” transformará  o espaço 
num grande Sarau Literário,
com oficinas gratuitas nos dias 23, 24 e 25 de maio

 A cidade de São Paulo sediará a primeira edição do projeto “Catando Estórias”, que acontecerá entre os dias 23 e 25 de maio, na Passagem Literária (túnel que liga uma calçada a outra na Rua da Consolação esquina com a Av. Paulista).

Trata-se de um projeto inédito que visa estimular a leitura ao mesmo tempo em que conscientiza a população sobre o trabalho de catadores de recicláveis e as possibilidades artísticas desses materiais.

O projeto “Catando Estórias” compreenderá atividades lúdicas de estímulo à leitura. Serão promovidas oficinas artísticas do Coletivo Dulcinéia Catadora para a confecção de capas de livros com materiais reciclados, catação de estórias dos transeuntes, exposição das capas de livros de papelão, artisticamente trabalhadas,  e sarau literário. Todas as atividades são gratuitas e acontecerão das 11h às 16h. Qualquer pessoa pode participar e as inscrições podem ser feitas no próprio local na semana do evento ou antecipadamente pelo facebook.com/CatandoEstorias. Apoiado pela Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo, o projeto foi premiado no Edital de Saraus Literários do Programa de Ação Cultural (ProAC).

Além da Passagem Literária, onde acontecerão as oficinas artísticas, o projeto também ocupará as calçadas dos dois sentidos da Rua da Consolação. De um lado, serão “catadas as estórias” dos transeuntes, que serão depois transformadas em novos livros. Do outro lado da calçada, haverá a contação de estórias, em forma de sarau literário, com guarda-livros que propõe o clima de sala de leitura.

O projeto conta com a participação do Coletivo Dulcinéia Catadora, que atua há mais de seis anos com catadores de recicláveis ligando-os à arte e à leitura. A atividade envolve o público e catadores em oficinas artísticas em que se confeccionam livretos com a colaboração de escritores contemporâneos que cedem ao coletivo o direito de utilizar seus contos e poemas. Promove o uso artístico de reciclados associado à leitura e capacitam catadores nessa atividade.

Os livros são expostos em espaços públicos ou eventos, para venda, sendo o valor revertido em renda para os catadores que integram o coletivo e  trabalham na Cooperglicerio, no centro de São Paulo.  No evento Catando Estórias não haverá comercialização dos livros. As oficinas que acontecerão durante o projeto no interior da Passagem serão coordenadas pela artista plástica Lúcia Rosa. "Dulcinéia Catadora tem um tripé artístico, cultural e social. E ele tem que se equilibrar. As pessoas nos confundem muitas vezes com ONGs, mas somos um coletivo de arte que faz intervenções urbanas... ", diz Lúcia Rosa.

De acordo com Laura Sobral, da MUDA Práticas, organizadora do projeto, “todo mundo tem uma estória que pode inspirar um livro”. A vida das pessoas é rica de acontecimentos que podem gerar boas estórias e proporcionar diversão e emoção para leitores/ouvintes. “O objetivo do projeto “Catando Estórias” é dar voz para a população e, ao mesmo tempo, envolver as pessoas com a literatura. Com a participação do Coletivo Dulcinéia Catadora, também queremos conscientizar as pessoas sobre a problemática dos resíduos e as alternativas existentes para o descarte correto e o reaproveitamento desses materiais”, explica Heloísa Sobral, diretora da MUDA.  

A expectativa dos organizadores do “Catando Estórias” é atrair o público jovem, que é maioria nessa região. Parte do acervo do Coletivo Dulcinéia Catadora estará disponível em guarda-livros na calçada para que os pedestres e usuários do transporte coletivo da região possam conhecer e, principalmente, ler estórias/poemas de autores renomados – como o poeta Manoel de Barros, Haroldo de Campos, Glauco Mattoso, Jorge Mautner -- e novos autores como Marcelo Ariel e Sebastião Nicomedes, que lançaram seus primeiros livros pelo Coletivo. 


Programação - “Catando Estórias”

Data/ Horário
23, 24 e 25 de Maio
Atividades Gratuitas
Local:
Esquina da Rua da Consolação com Av. Paulista
11h00 - 14h00
Oficinas Artísticas
Confecção de capas de livro
com materiais reciclados

Inscrições abertas no facebook.com/CatandoEstorias

Interior da Passagem Literária

Rua da Consolação esquina com a
Av. Paulista

13h00 - 15h00
Catação de estórias dos pedestres na calçada
Atividade aberta e livre
Calçada da Rua da Consolação no acesso à Passagem



14h00 -16h00
Sarau literário no guarda-livros
Atividade aberta e livre
Calçada da Rua da Consolação no acesso à Passagem




Projeto realizado com o apoio do Governo do Estado de São Paulo, Secretaria da Cultura e Programa de Ação Cultural 2012

Mais informações:
Facebook: facebook.com/CatandoEstorias

Ficha Técnica- “Catando Estórias”

Lúcia Rosa, curadora, artista plástica do Coletivo Dulcinéia Catadora
Formada em Letras e Artes Plásticas. Desde 1990 realiza exposições e participa de coletivas de artes plásticas. Em 2007 forma o  Dulcinéia Catadora, coletivo que desenvolve ações nas áreas artística, literária e social.

Laura Sobral, arquiteta e designer da MUDA
É arquiteta, urbanista e cenógrafa. Trabalha com design gráfico, expografia e apropriação do espaço público por microarquiteturas. Desenvolve projetos culturais gratuitos.

Ana Cristina D´Angelo Braga, do Coletivo Dulcinéia Catadorta
Jornalista colaboradora do coletivo artístico Dulcinéia Catadora, objeto de pesquisa de sua Pós-Graduação. Ganhadora da Bolsa Avina de Jornalismo Investigativo, produzindo reportagem que pesquisou a relação literatura e catadores de papelão no Brasil e Argentina.
Mister, do Coletivo Basurama Brasil (Lixo não existe)
Realiza projetos de arte e design para a transformação social mediante estratégias lúdicas e participativas no Coletivo espanhol Basurama. Os protagonistas do seus projetos são o lixo e os processos relacionados com sua produção na sociedade de consumo.

Oficinas Dulcinéia Catadora - equipe
Andreia Ribeiro Emboava
Emineia dos Santos
Lúcia Rosa
Maria Aparecida Dias da Costa


Catação de Estórias e conteúdos
Ana Cristina D’Angelo, jornalista do Coletivo Dulcinéia Catadora
Contador de Estórias
Fabio Frederico
Instalação guarda-livros 
Laura Sobral
Coletivo Basurama Brasil

Realização
MUDA Práticas - equipe
Heloisa Sobral
Laura Sobral
Libiane Ribeiro
Com a participação do Coletivo Dulcinéia Catadora

Apoio
Informações para a Imprensa
DFREIRE Comunicação e Negócios
Tel.: (11) 5505-8922 – www.dfreire.com.br
Contato: Debora Freire – debora@dfreire.com.br
              Victor Santana – victor@dfreire.com.br

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Caso tenha gostado do que encontrou aqui, comente o artigo que acabou de ler.

Passo a passo de como criar uma ONG