As melhores peças para seu carro podem ser encontradas aqui

Http://www.Motordoctor.PT

31 maio 2013

Avanço científico?

Discutir o que é ético ou não a luz dos dogmas religiosos significa que: - Estariam os homens querendo brincar de Deus? Talvez sim, talvez não. Mas é preciso lembrar, que a máquina que somos é a mais engenhosa e fascinante estrutura viva existente no planeta. São milhões de informações disparadas pelo meu cérebro agora, para que eu me concentre e escreva esse texto. Ao mesmo tempo em que escrevo, faço diversos movimentos, escuto e defino vários ruídos, sinto odores diferentes, consigo ver TV; enquanto minha visão periférica observa centenas de coisas ao mesmo tempo.


Seria tudo isso feito por acaso? Teria havido um Big-Bang? Será que depois dele surgiram todas as estrelas e planetas? E num pequeno planeta azul, uma mistura de carbono e proteínas, por mero acaso, se transformou na obra mais formidável de todo o universo. A única capaz de destruir a si própria. Tanto que continua nessa caminhada gananciosa, justificando as suas criações, com a desculpa de salvar a humanidade, e, sem o menor constrangimento, continua empurrando-a para um caminho cada vez mais sem volta.

É difícil acreditar que isso seja verdade, que sejamos tão estúpidos e possamos aceitar que experiências de clonagem seja uma forma de ajudar a humanidade. O que virá depois disso? Criação de operários em série, de empregadas perfeitas, de “Soldados Universais” em série, de homens e mulheres perfeitos para casarem. “Um mundo sem doenças?”

Quem nos garante que a própria natureza não dará um jeito nisso? Que novas doenças poderão surgir? Para mim tudo isso me cheira apenas a “Arianismo Hitlerista”. Uma situação absurda que   talvez se torne incontrolável.

Outro dia assisti um documentário sobre células-tronco. Nossos cientistas ainda não descobriram e talvez nunca descubram como, e em que momento as células-tronco começam a decidir o que fazer. Qual órgão criar, que parte do corpo deve ser feita. Acho melhor pensarmos nisso antes de começarmos a brincar de Deus.

Algumas coisas eu até consigo entender, outras não.

Victor S. Gomez

Um comentário :

  1. Eu tambem me sinto como voce, nem tudo dá para entender. É como pular etapas, como voce criticou, brincar de Deus. Existem doenças que poderiam ter vacinas para combate-las, tais como a dengue.

    Beijos

    ResponderExcluir

Caso tenha gostado do que encontrou aqui, comente o artigo que acabou de ler.

Passo a passo de como criar uma ONG