As melhores peças para seu carro podem ser encontradas aqui

Http://www.Motordoctor.PT

02 janeiro 2012

Como Captar Recursos no Exterior III

Compartilhando conhecimento Carla Cristina Daher nos mostra em linguagem simples alguns pontos importantes de como apresentar um projeto no exterior.

Somente com uma boa capacitação é que você poderá gerir um bom projeto.

Carla Cristina Daher é Vice-Presidente fundadora e Presidente executiva da Association Enfants d’Amazonie AEDA, organização não governamental de solidariedade internacional, cuja sede encontra-se  em Chessy, França.


Como obter financiamento para projetos em países da Europa

Por Carla Cristina Daher



- Preâmbulo

- Elaboração do projeto

- Identificando o tipo de parceiro e envio de projeto

- Dicas fundamentais

- Lista de parceiros em potencial


Identificando o tipo de parceiro e envio de projeto

Antes de ler esse artigo recomendo a leitura dos textos  “Preâmbulo” e “Elaboração do projeto” anteriormente postados aqui.

Após a confecção do seu projeto faz-se necessária a busca do investidor, patrocinador, financiador pela internet, caso você não disponha de contatos no exterior.

Existem inúmeras fundações/instituições que publicam seus calendários de recebimento de projetos pela internet. É preciso porém obedecer a todas as regras impostas, inclusive quanto as datas de entrega.
Lembrando...a maioria dos europeus não conhece o “jeitinho” brasileiro, os que conhecem não apreciam essa “qualidade”.

Faça uma busca intensiva por tipo de projetos, sejam êles educacionais, ambientais, culturais, emergenciais, prevenção à doenças e assistência.

Após o envio do seu projeto (em alguns casos você enviará apenas o resumo), a instituição contactada sinalizará seu recebimento. Fique atento e vigie sua caixa de spam para que você não perca uma boa oportunidade.

Caso seu projeto (ou o resumo dêle) interesse à instituição, você será novamente contactado para que possa explicá-lo mais detalhadamente.

Dicas fundamentais

1- Fique atento ao calendário de recepção de projetos pela internet;

2- Não “enrole” seu parceiro em potencial com textos subjetivos;

3- Não fale de você como ator central nem se você for figura de reconhecimento internacional porque se for o caso, você deve apresentar-se como “embaixador” da instituição pleiteante, não como proponente;

4- Apresente seu projeto com textos cujo “tempo” dos verbos apresentem-se no infinitivo e no presente;

5- Não coloque as famosas “gorduras” no seu projeto, a taxa administrativa não deve exceder a 10% (teto máximo a ser seguido à risca);

6- Não comissione ninguém, lembre-se, a função de  uma organização não governamental é atender uma necessidade cultural, educacional, ambiental das pessoas carentes da sua sociedade.Comissionar é pagar a alguém para que venda a miséria humana. Não transforme seu público alvo em produto, trate-os com respeito e sem assistencialismo;

7- Se acaso tiver que lançar mão de prestação de serviços para a confecção e ou acompanhamento do seu projeto, inclua os serviços nos custos da sua instituiçao, não no projeto.

8- Salários administrativos não são objeto de projetos (salvo de determinados técnicos envolvidos) e seu parceiro em potencial deve inclusive, receber o curriculum vitae do técnico envolvido no projeto com antecedência.

9- O parceiro internacional não financia o funcionamento da sua instituição, o que “sustenta” uma organização não governamental são campanhas, eventos, doações, editais, etc.

Listo aqui alguns dos parceiros em potencial (na França) que recebem projetos brasileiros pela internet:

Fundação Loreal

Fundação Air France

Fundação Principe Alberto de Mônaco

Fundação ACCOR

Fundação Carrefour

Caso você não domine a lingua francesa, muitos desses sites tem links para a versão em inglês.

Desejo à todos boa sorte e que todos sejam vitoriosos em seus pedidos internacionais !

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Caso tenha gostado do que encontrou aqui, comente o artigo que acabou de ler.

Passo a passo de como criar uma ONG