As melhores peças para seu carro podem ser encontradas aqui

Http://www.Motordoctor.PT

06 julho 2009

Cora Coralina

Ana Lins dos Guimarães Peixoto Bretas era o verdadeiro nome de Cora Coralina. Nascida em Goiás, em 20 de agosto de 1889, poetisa e contista brasileira. Doceira de profissão viveu sempre no interior, longe dos modismos literários, tem na sua rica obra poética rica os motivos do cotidiano do interior do Brasil. Seu primeiro livro foi lançado em 1965, pela Editora José Olympio, quando ela tinha 75 anos. Isso nos mostra que somos criativos e podemos fazer o que quisermos em qualquer idade, basta querer. Me identifico demais com os poemas dessa grande artista, por isso coloco junto a eles fotos do trabalho que realizei no Centro Cultural Criança Cidadã - CECI em 2002. O amor é perene, quando puro e verdadeiro.

"Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina."


Imagens de atividades do
Centro Cultural Criança Cidadã - CECI em 2002

Saber Viver

Não sei... Se a vida é curta
Ou longa demais pra nós,
Mas sei que nada do que vivemos
Tem sentido, se não tocamos o coração das pessoas.

Muitas vezes basta ser:
Colo que acolhe,
Braço que envolve,
Palavra que conforta,
Silêncio que respeita,
Alegria que contagia,
Lágrima que corre,
Olhar que acaricia,
Desejo que sacia,
Amor que promove.

E isso não é coisa de outro mundo,
É o que dá sentido à vida.
É o que faz com que ela
Não seja nem curta,
Nem longa demais,
Mas que seja intensa,
Verdadeira, pura... Enquanto durar

Cora Coralina

Livros da poetiza:
Meninos verdes (Infantil)
Poemas dos Becos de Goiás e estórias mais
Meu livro de cordel
Estórias da casa velha da ponte
O tesouro da casa velha
A moeda de ouro que o pato engoliu (Infantil)
Vintém de cobre

4 comentários :

  1. Victor, sou fã dela. E adorei o que vc colocou, podemos fazer história em qq idade! Isso motiva para que sempre possamos acreditar em nossos sonhos!

    Amei esta postagem, parece que o recado serve para mim, sonhadora...

    bjs

    ResponderExcluir
  2. Não sei conhece a bela Cidade de Goiás ou Goiás Velho. É linda!!
    Eu adoro Cora Coralina e conhecer de perto toda a vida dela é muito bom!!!
    O poema é lindo, adoro!!!

    "Se temos de esperar,
    que seja para colher a semente boa
    que lançamos hoje no solo da vida.
    Se for para semear,
    então que seja para produzir
    milhões de sorrisos,
    de solidariedade e amizade."
    -Cora Coralina-

    Beijo grande

    ResponderExcluir
  3. Victor, que bom que dedicou este post à Aninha, "alguém que viveu em estado de graça com a poesia e com a vida. Escreveu oitenta anos sem parar, quase às escondidas, saindo do anonimato apenas vinte anos antes de morrer, porque, no início do século passado, somente publicava seus trabalhos nos jornais de sua província, os quais escandalizavam a quase toda gente pela malicia e irreverência que continham, além da ferrenha censura que recebia do marido, o qual não aceitava que sua mulher, com quem se casara de papel passado, revelasse a todos da cidade, os seus intimismos mais particulares".
    Ouçamo-la diante da beleza formal que exercita:

    "Eu sou estas casas encostadas cochichando uma com as outras. Eu sou a ramada dessas árvores sem nome e sem valia sem flores e sem frutos de que gostam a gente cansada e os pássaros vadios. Eu sou o caule dessas trepadeiras sem classe, nascidas nas frinchas das pedras bravias, renitentes, indomáveis, cortadas, maltratadas, pisadas e renascendo. Eu sou a dureza desses morros revestidos, enflorados, lacerados. Queimados pelo fogo, pastados, calcinados e renascidos. Minha vida, meus sentidos, minha estética, todas as vibrações de minha sensibilidade de mulher têm aqui suas raízes. Eu sou a menina feia da ponte da Lapa. Eu sou Aninha".

    postado em 27 Jan 2007 por Fernando Braga, em: http://www.riocordafm.com.br

    ResponderExcluir
  4. uma homenagem mais do que merecida com sua postagem, para nossa escritora que nos deu um exemplo de vida,não existe e nunca existira barreiras para que contribuamos para a sociedade e nossa própria vida...fuiiiiiiiiiiii

    ResponderExcluir

Caso tenha gostado do que encontrou aqui, comente o artigo que acabou de ler.

Passo a passo de como criar uma ONG