As melhores peças para seu carro podem ser encontradas aqui

Http://www.Motordoctor.PT

13 outubro 2010

Vladimir Maiakovski

Há algum tempo atrás publiquei algo sobre Vladimir Maiakovski, na minha concepção o maior poeta russo pré-perestroika. Georgiano de nascimento, esse bolchevique escreveu os mais belos poemas, sendo o meu preferido "O Amor" cantado por Gal Costa.

O Amor (Sobre O Poema De Wladimir Mayakovski)

Talvez quem sabe um dia
Por uma alameda do zoológico
Ela também chegará
Ela que também amava os animais
Entrará sorridente assim como está
Na foto sobre a mesa
Ela é tão bonita
Ela é tão bonita que na certa
Eles a ressuscitarão
O Século Trinta vencerá
O coração destroçado já
Pelas mesquinharias
Agora vamos alcançar
Tudo o que não podemos amar na vida
Com o estrelar das noites inumeráveis
Ressuscita-me
Ainda que mais não seja
Por que sou poeta
E ansiava o futuro
Ressuscita-me
Lutando contra as misérias
Do cotidiano
Ressuscita-me por isso
Ressuscita-me
Quero acabar de viver o que me cabe
Minha vida
Para que não mais existam
Amores servis
Ressuscita-me
Para que ninguém mais tenha
De sacrificar-se
Por uma casa, um buraco
Ressuscita-me
Para que a partir de hoje
A partir de hoje
A família se transforme
E o pai seja pelo menos o universo
E a mãe seja no mínimo a Terra
A Terra, a Terra

Um comentário :

  1. Victor, eu ADOROOOOOO.... Vladimir. A historia de vida dele é surpreendente, viveu pouco mas deixou tanta riqueza! Muito bom, meu amigo!

    ResponderExcluir

Caso tenha gostado do que encontrou aqui, comente o artigo que acabou de ler.

Passo a passo de como criar uma ONG