As melhores peças para seu carro podem ser encontradas aqui

Http://www.Motordoctor.PT

16 janeiro 2009

O Passageiro

Trecho do conto "O Passageiro", do livro "Universo Interior" de Victor S. Gomez.

No ano de 2000, tive meu livro aprovado pela Editora Melhoramentos, mas nesse mesmo ano a referida editora sofreu problemas financeiros, sendo assim a publicação do meu livro foi cancelada. Publico aqui um trecho do conto que dá nome ao meu livro.


O Passageiro
Logo começou a chover, quando ele chegou à estação de trem abandonada. Era uma chuva fina dessas de inverno, que de tão persistentes parecem nunca querer parar. Estava vestido como costumava ir à missa de domingo. Usava sua melhor roupa e trazia na mão esquerda uma mala surrada de couro. Depois de subir os seis lances de escada da estação e atravessar um pequeno corredor, passou pelos guichês corroídos, antes polidas grades de bronze. Chegou à plataforma, virou à direita e sentou nos restos do último banco de madeira. Fez todo esse trajeto quase de olhos fechados. O fizera várias vezes no tempo em que trabalhava na capital e usava o trem diariamente. Agora o que sobrou da estação era muito pouco. Metade da marquise estava caída. Algumas paredes ainda teimavam em ficar de pé. Ninguém sabe por quê. Alguns móveis quebrados ainda estavam lá: pedaços de uma mesa, o encosto de uma cadeira, um arquivo empenado e sem gavetas. Pelo chão da plataforma, tufos de capim forçavam passagem pelas rachaduras. Os trilhos, enferrujados, já não tinham o brilho de quando por ali passavam as imponentes "Maria fumaças" vindas da capital para buscar os trabalhadores do interior do estado. Poucos dormentes também resistiram. A maioria havia sido roubada para servir de cerca às pequenas casas vizinhas à linha férrea. Então se tudo estava acabado o que ele fazia ali? O que ele esperava?


O livro se encontra a venda no site da Editora Patuá:
http://www.editorapatua.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=189

4 comentários :

  1. Olá, Victor! Muito obrigada pela visita no Abóboras!

    É uma pena que a publicação de seu livro foi cancelada, gostei bastante do seu conto. Fiquei curiosa para saber enfim, o que ele fazia na estação.

    Abraços e úm ótimo final de semana!

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito, Victor.Que pena não ter sido publicado. Vc procurou outras opções. Outro dia eu vi numa propaganda da internet uma editora, não sei se online, enfim, tb tem alguns internacionais que podem se interessar.Bjs

    ResponderExcluir
  3. Olá Victor. Gostei muito do conto, me fez lembrar da nossa estrada de ferro também desativada em Blumenau. Você tem procurado outras opções para publicar ? Tem alguma previsão ?
    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  4. Olha Victor, é uma pena a não publicação do seu livro, o conto está ótimo, gostei bastante. Meu desejo é que você consiga a publicação do seu livro o mais rápido possível.
    Grande abraço.

    ResponderExcluir

Caso tenha gostado do que encontrou aqui, comente o artigo que acabou de ler.

Passo a passo de como criar uma ONG