As melhores peças para seu carro podem ser encontradas aqui

Http://www.Motordoctor.PT

14 novembro 2008

Casal se mobiliza para salvar áreas remanescentes de Mata Atlântica

Essa matéria foi publicada no Banco do Planeta, é interessante e se parece muito com o esforço que estamos fazendo aqui em Valença, para salvar a Serra dos Mascates. Leiam com atenção:
Germano Woehl cresceu junto a áreas naturais em Santa Catarina. Depois de adulto, formado em Física e trabalhando no Centro Técnico Aeroespacial, em São José dos Campos, SP retornava às terras de sua infância para férias.
Com olhar atento de quem chegava de fora, via com tristeza quanto de Mata Atlântica estava desaparecendo para dar lugar a pastos e cultivo de bananas. Assim, surgiu a vontade de comprar para preservar.Junto com sua esposa Elza adquiriu uma pequena propriedade em Guaramirim, a cerca de 60km de Joinville, SC. Ali, descobriram os encantos dos pequenos animais que frequentavam sua propriedade. Chamaram-lhes atenção em particular os sapos e rãs, animais que respiram pela pele e só presentes onde há boa qualidade do ar.Eles sentiram que precisavam encantar mais e mais pessoas pela riqueza da vida presente na Mata Atlântica. Pois a sua volta, vinham muito descaso e maus-tratos a animais, árvores, riachos e nascentes. O desmatamento avançava a passos largos. Começaram então em 1998 a receber crianças e aproximá-las da Natureza. Com encanto e paciência, Elza percorria uma pequena trilha, onde a cada passo, mostrava as sementes, flores, insetos e tantos outros detalhes que uma mata reúne. Explicava como tudo estava interligado e um dependia do outro para existir.

Foto de Germano Woehl, publicada no O Eco

Com isso, estava iniciado um pioneiro trabalho de Educação Ambiental que ganhou destaque quando promoveram em 2001 uma força tarefa com os alunos da rede pública para ajudar sapos infestados com carrapatos. Em 2005, fundaram o Instituto Rã Bugio para oficializar as atividades de preservação e educação ambiental. Todos estes anos, Germano segue trabalhando em São José dos Campos para trazer recursos para o projeto e Elza em Santa Catarina cuidando do dia-a-dia da iniciativa. O sacrifício de ficarem separados é recompensado pelo sorriso das crianças que visitam seu santuário. O casal continua expandindo suas áreas de preservação e vêm enfrentando problemas com vizinhos de suas reservas, que invadem suas áreas para retirar madeira e ampliar seus pastos, como mostram as fotos e o relato completo publicado por Germano no O Eco. Pressão total: desmatamento recente para reflorestamento com pinus no entorno das áreas adquiridas, às margens do rio do Couro, nas cabeceiras do rio Itajaí, em Itaiópolis (SC). Foto de Germano Woehl, publicada no O EcoDetalhe da invasão da área de 36 hectares. As setas amarelas indicam onde ocorreu a invasão com desmatamento (“limpeza”) da área.

Fotos de Germano Woehl, publicadas no O Eco

Nele, Germano explica: "Já compramos 433 hectares de áreas preservadas nas cabeceiras do rio Itajaí, em Itaiópolis (SC), e tudo está sendo transformada em RPPN. ... Salvamos da destruição muitos quilômetros de matas ciliares e milhares de árvores, muitas com mais de 300 anos de idade e da lista das espécies ameaçadas. Sem contar a riquíssima biodiversidade de outras plantas e animais. Assim, estamos realmente “fazendo a nossa parte” sem ter que esperar 300 anos ou mais para ver se vai dar certo, caso tivéssemos optado pelo plantio de árvores, onde teríamos gastado muito mais (5 vezes mais, no mínimo). De sobra, ainda salvamos milhares de animais, nossa biodiversidade, que infelizmente não ressuscitam e tampouco brotam a partir de meia dúzia de espécies árvores nativas plantadas".

3 comentários :

  1. Um belo trabalho, nem nenhuma dúvida, desse casal, e é pena que existam pessoas que além de nada fazerem pelo planeta ainda pretendem destruir o trabalho daqueles que se preocupam com os rumos que a Natureza está tomando. Iniciativas como a deles e a tua, são extremamente louváveis, dignas de aplausos e de se seguir o exemplo.

    Fica um raio de sol a brincar nos teus sonhos, principalmente os pessoais (rs), e um beijo no coração.

    (em tempo: que bom teres gostado de uma de minhas cartas a ponto de enviá-la a uma de tuas amigas. Fico feliz com isto, e espero que ela realmente goste. Grata pela deferência, amigo!)

    ResponderExcluir
  2. Estrelas para este casal. Mais farinha para atriz Lindsay Lohan, o que os militantes da PETA despejaram em sua cabeça por usar casacos de pele de animais, foi pouco, muito pouco.

    Beijão e boa semana

    ResponderExcluir
  3. Que bom ver que projetos assim vão se multiplicando por aí. Um pequeno milagre é um milagre e fica sempre a esperança de ir mobilizando mais e mais pessoas.
    Abraço.

    ResponderExcluir

Caso tenha gostado do que encontrou aqui, comente o artigo que acabou de ler.

Passo a passo de como criar uma ONG